Categories: Beleza e bem estar/ Estilo de Vida

The Ordinary: resenha dos produtos que testei

A primeira vez que ouvi falar da marca The Ordinary foi lá em 2017, num dos vídeos da viagem que Karol Pinheiro e Lu do Chata de Galocha fizeram para Nova York ou num dos vídeos das comprinhas de uma delas, não me recordo ao certo. Fiquei com o nome gravado na memória mas acabei não indo atrás de pesquisar sobre nenhum produto.

Pouco mais de um ano depois, lá estávamos eu e Alexandre na nossa road trip pela costa da California, onde a primeira parada foi na linda San Francisco. Eu, que não sou boba nem nada, assim que soube que pisaríamos em território americano, fui atrás de descobrir onde haviam lojas da Deciem (que é a marca dona, digamos, não só da The Ordinary como de muitas outras sub marcas do grupo). Dei pulinhos de alegria quando descobri que havia uma Deciem em San Francisco e adicionei no nosso roteiro sem pestanejar, claro.

Todo o burburinho com relação à The Ordinary se deve a alguns fatores como: produtos compostos por ótimos e eficientes ativos e preços muito mais baixos do que outras marcas que usam os mesmos ativos praticam. As embalagens são simples, funcionais e toda a identidade visual da marca segue a linha minimalista nas cores preto, branco e cinza. Os ativos e suas respectivas concentrações estão sempre descritos já no rótulo do produto, o que facilita a vida de quem às vezes nem sabe por onde começar.

(eu bem que tive um mini surto quando cheguei na frente da Deciem! quem me acompanha lá no Instagram viu e reviu, porque fiz um respost desses stories há pouco).

Sem mais delongas, vamos aos produtos que eu comprei e o que achei de cada um deles depois de seis meses de uso contínuo — especialmente dos produtos que deram certo para a minha pele. Vale lembrar que depois que eu estive lá muita coisa foi lançada e também, que hoje eu faria outras escolhas, mas sobre isso falaremos mais pra frente. Voltando à minha pele:

. pele mista (com tendência à oleosidade na zona T) e normal nas demais áreas;

. zona T com poros mais dilatados, onde de vez em quando aparecem cravos/aqueles sebinhos terríveis;

. poucas linhas de expressão, bem suaves ainda;

. manchinhas de sol;

. bolsas abaixo dos olhos (eita coisa chamada hereditariedade);

. leve perda de firmeza, especialmente nas laterais do rosto.

Eu não vou me prender muito em explicar os ativos e suas funções já que sou somente uma curiosa e apaixonada pelo assunto. Para isso, deixarei ao final do post indicações de pessoas bem bacanas e com um conhecimento maior de causa, pra vocês acompanharem também.

 

Importante: sempre consulte um/uma dermatologista antes de iniciar qualquer tratamento ou produto !!!

 

Glycolic Acid 7% Toning Solution pH3.6

Vamos começar pelo produto que desde fevereiro tem transformado a minha pele dia após dia? Vamos! Esse tônico esfoliante de líquido amarelo claro e quase sem cheiro é um dos mais famosos e eficazes da turma dos AHA’s (alpha hydroxy acids) que — quando adequadamente formulados — têm o poder de esfoliar as camadas superiores da pele de forma gentil e umectante já que possuem naturalmente agentes hidratantes. Existem tônicos de ácido glicólico com maiores e menores concentrações, como o da Pixi Beauty, por exemplo, que tem 5% e alguns produtos da Neostrata que tem até 15%, entre outros.

Eu (infelizmente!!!) nunca havia usado esse maravilhoso desse glicólico aí e mesmo assim não tive nenhuma reação adversa, exceto uma leve ardência ao aplicar na pele, especialmente no início. Fora isso, não notei a pele descamar nem ressecar, nada, só alegria. Depois de um mês de uso já percebi minha pele nitidamente com uma textura mais fina e homogênea, com um tom mais uniforme, poros menores e menos aparentes — e consequentemente menos cravos — e com aquele viço de pele renovada, sabe?

Foi um produto/ativo divisor de águas para mim, com certeza. Recomendo essa resenha em vídeo aqui pra você entender melhor como ele funciona.

Resveratrol 3% + Ferulic Acid 3% High-Potency Antioxidant Formula

Seguimos com o meu segundo produto favorito de todos que testei. Um serum líquido e ligeiramente oleoso, na cor amarelo claro e uma fragrância quase inexistente, de óleo mesmo. A fórmula combina concentrações altas de dois dos antioxidantes mais poderosos e importantes para a nossa pele: o resveratrol e o ácido ferúlico. A principal função dos antioxidantes na pele é impedir que os radicais livres, no processo de metabolização celular, danifiquem as células, causando o envelhecimento. O resveratrol é um fenol natural encontrado em várias plantas, como nas sementes das uvas, por exemplo. Já o ácido ferúlico é um antioxidante fitoquímico de alta potência encontrado naturalmente nas paredes das células vegetais.

Depois de alguns meses de uso, notei uma melhora também na textura, mas, nesse caso, mais na hidratação e manutenção do viço e luminosidade da pele. Não percebi uma grande diferença na questão da perda de firmeza da pele e com isso acabei compreendendo que, para as peles mais maduras, como a minha, ele sozinho talvez não seja suficiente. Por isso tenho usado esse serum numa média de três vezes por semana, como o último passo da hidratação.

AHA 30% + BHA 2% Peeling Solution 10-minute exfoliating facial

Conhecido como o peeling do vampiro, esse produtinho já me fez amá-lo e odiá-lo em alguns meses de uso. É um líquido cor de vinho, com cheiro de ácido mesmo — não que eu seja expert em reconhecer cheiros de ácido, haha. Olha a descrição do produto e me diz se não dá uma animada na cútis: 30% de alfa-hidroxiácidos (glicólico / lático / tartárico / cítrico), 2% de beta-hidroxiácido (ácido salicílico), polímero cruzado de ácido hialurônico, vitamina b5, cenoura preta e amora-da-tasmânia.

Os alfa hidroxiácidos (AHA) esfoliam a camada superior da pele, já os beta hidroxiácidos (BHA) penetram na camada mais profunda e, além de também promoverem uma esfoliação, ajudam a limpar e descongestionar os poros.

A aplicação do produto é simples mas bastam alguns minutos para a sensação de pinicamento começar e, olha, ela me deixa louca, com vontade de lavar na hora ou de socar um travesseiro. Eu percebi que nas vezes em que minha pele estava  mais sensibilizada pelo uso de algum outro ativo (especialmente outros ácidos), a sensação de pinicar foi quase insuportável. Na verdade o uso desse peeling não é recomendado para peles sensíveis, mas eu não achei que fosse o caso da minha.

No final das contas, eu acho que ele ajuda sim a dar aquela afinada e renovada na textura e na luminosidade da pele, porém, como a sensação de pinicamento é muito desconfortável pra mim, estou deixando ele de lado. Além disso, depois de uma das últimas vezes que usei, notei o aparecimento de mini bolinhas vermelhas no buço – as quais ainda permanecem lá e me dão vontade de chorar :(

100% Organic Cold-Pressed Rose Hip Seed Oil

Depois do boom da Rosa Mosqueta, lógico que eu estava louca para testar. Quem não quer todos os benefícoos que a mocinha diz ter, não é? Ele é rico em vitamina A, excelente no combate às rugas. Além disso, o óleo ajuda na produção de colágeno porque possui moléculas bem pequenas que o fazem penetrar nas camadas mais profundas da pele. Ele também ajuda na cicatrização e regeneração da pele, atenuando marcas de acne, queimaduras, etc. O Rose Hip Seed Oil da The Ordinary  se apresenta como um óleo amarelo com um cheiro de óleo mesmo — que faz Leonardo dizer que estou cheirando “macarrão”.

Eu utilizei por muitos meses esse óleo no passo final da minha rotina noturna. Ele realmente torna a pele mais luminosa, macia e atenua as linhas de expressão mais leves, além de ajudar na manutenção da hidratação.

Contudo, ele não é o óleo de rosa mosqueta mais recomendado e amado das entusiastas do skin care, não. O Rose Hip Oil da Trilogy vem em primeiro lugar, disparado. Mas já vi menções ao da Radha, Life-flo e Kosmea. Numa próxima investida em Rosa Mosqueta, com certeza vou querer testar de outra marca.

100% Plant-Derived Squalane for surface hydration

Esse óleo transparente e sem cheiro, foi um produto nem bom nem ruim, sabem? Minha pele não o recebeu com tanta emoção quanto eu esperava para um Squalano, já que ele, por ser “biocompatível” (é produzido pelo nosso corpo e tem funções importantes para nossa pele como: hidratação, retenção da umidade, estímulo à renovação celular) faz com que nossa pele o reconheça imediatamente e se torne mais hidratada e luminosa num piscar de olhos. Bom, essa seria a promessa na teoria. Mas esse não seria um produto que eu compraria novamente. Não por ser ruim, mas por não ter feito grande diferença na minha pele.

Caffeine Solution 5% + EGCG

Esse serum (de líquido amarelo e sem cheiro) prometia muito e em partes ele cumpre tudinho, conforme o que diz a The Ordinary: “esta fórmula de textura leve contém uma concentração extremamente alta de 5% de cafeína, suplementada com glucosídeo de epigalocatequina galatil altamente purificado (EGCG) de folhas de chá verde. estudos independentes mostraram que o uso tópico de cafeína e EGCG pode ajudar a reduzir a aparência de inchaço e de olheiras no contorno dos olhos.”

Ele realmente atenua o escuro das olheiras (eu tenho bem pouco, vale mencionar) e também diminui o inchaço das bolsas abaixo dos olhos. O sensorial dele é ótimo, assim que a gente passa sente um leve geladinho. Infelizmente pra mim ele teve um efeito bem ruim que foi o ressecamento da pele nessa região, além de fazer com que ela ficasse levemente “tensionada” e, com isso, linhas de expressão que eu nunca havia visto ali, apareceram. Triste, mas verdade esse bilhete. Ainda assim, se você sofre com olheiras e bolsas, acho que é um produto que vale o teste.

Serum Foundation

Em meio a minha loucura na loja da Deciem, eis que voltei também com uma base na sacola. Ela tem cobertura leve, de serum mesmo, como o nome já diz e acabamento mais sequinho, mas sem deixar a pele totalmente opaca. Eu gostei do aspecto da pele depois da aplicação mas para o uso no dia a dia, prefiro o BB Cream da Latika, por exemplo, que deixa minha pele bem mais bonita e ainda tem fator de proteção solar 44. Foi bacana para testar, mas eu não compraria novamente.

“Buffet” + Copper Peptides 1% Multi-Technology Serum

O Buffet prometia muito com sua gama de tecnologias para abranger vários sintomas de envelhecimento da pele em um só produto, mas não me agradou. É um líquido azul com um cheiro que me lembra pepino, talvez. Eu testei por algumas semanas e não consegui prosseguir com ele porque nada me agradava nesse serum: nem a textura, nem a absorção e consequente efeito da pele, nem o cheiro. Então é outro produto que ficou de lado.

Hyaluronic Acid 2% + B5 vegan acid

Eu nunca tinha usado um serum específico de ácido hialurônico quase puro e achei ele MUITO melequento e difícil de aplicar. Além disso, tem um efeito estranho depois que seca e deixa a pele “esfarelando”, sabem? Mais um do time dos encostados que levaram meu dinheirinho.

Mineral UV Filters SPF 15 with Antioxidants

E por fim, o filtro solar mineral que apesar de não adicionar cor na pele, tem uma cor marronzinho claro e uma fragrância não me agradou. O único ponto positivo desse produto pra mim foi a textura, bem fluída, fácil de aplicar e de rápida absorção. Mas, como hoje em dia estou muito mais ligada nos cuidados com a minha pele do que há sete meses atrás, sei que um fator de proteção de 15 somente não protege praticamente nada dos raios UVA e UVB. Então ele também ficou de lado, na caixinha dos não aprovados. (ps: existe a opção de FPS 30 mas no dia não estava disponível)

O que eu compraria HOJE pra testar:

  • . Retinol 1% in Squalene
  • . Vitamina C (Ascorbic Acid 8% + Alpha Arbutin 2%)
  • . Niacinamide 10% + Zinc 1%

Como comprar The Ordinary

O site oficial da marca entrega no Brasil e numa simulação de frete para Curitiba, por exemplo, o valor ficaria em torno de 38 dólares. Existem também diversas lojas e perfis no Instagram que revendem e importam não só os produtos da The Ordinary mas também produtos koreanos, japoneses, etc. De pessoas conhecidas minhas tem a Smi.Care (das irmãs Adri e Ju que além de revender os produtos dão dicas super bacanas por lá).

Pessoas bacanas que eu ADORO e que são entendidas do assunto pra você acompanhar e aprender MUITO:

 

. Thamires NascimentoInstagramYoutube

. OFOILFREEInstagram

. Joyce KitamuraYoutube

comentários via facebook

3 comments

  1. Mi, maravilhosa a dica das meninas da Smi.Care!!!! Entrei em contato com a Adri e em dois dias já estava com o meu kit super personalizado de skincare em mãos. A Adri, uma querida, me passou um roteiro da rotina diurna e noturna. Produtos e atendimento de excelente qualidade!!!!

  2. Ahh adorei seu blog e essa resenha dos produtos da The Ordinary!!
    Comprei o tônico “Glycolic Acid 7%” recentemente e ele também está sendo o meu xodó <3 hahaha

deixe seu comentário!