Categories: Café da Tarde/ Reflexões

É só cabelo?

Desde que consigo me lembrar, eu sempre cultivei cabelos bem compridos – exceto quando aos cinco anos eu cortei minhas próprias madeixas na altura do queixo ou quando acreditei fortemente que poderia ser uma Paquita se minha mãe caprichasse no repicado e naquele franjão que começava lá no alto da cabeça. Fora esses grandes marcos […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

Se não for pra desafiar diariamente, eu nem vou – disse a maternidade.

  Tenho aqui pra mim que quando ela surgiu, já decidiu logo de cara que seria tudo, tudo mesmo, menos entediante. Decidiu que emendaria fases quase de boa na lagoa (em que você tem até medo de expressar alegria em voz alta pra não atrair mau agouro) com fases punk rock (que você tem vontade […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

Sobre a tal maternidade real, palco e bastidores

Esses dias postei esse registro — numa das raras manhãs em que eles acordaram cedo e não me ferveram a vida — e fiquei pensando: “olhando assim, até dá para acreditar que essas crianças de semblante tranquilo e olhar plácido não brigam quase o tempo to-do, to-do santo dia”. De repente me deu aquele estalo: […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

Uma pequena reflexão sobre Janis, o dedão do pé e o impacto do que dizemos

Aos quinze anos de idade eu ganhei meu primeiro aparelho de som e com ele, meu primeiro CD. Meu pai me surpreendeu bastante ao chegar com o Pearl da Janis Joplin, que era uma das artistas que eu havia recém descoberto e estava apaixonada desde então. Maybe e Cry Baby rapidamente se tornaram minhas canções […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

Para aqueles dias em que não conseguimos fazer o nosso melhor

Estive aqui pensando no nosso dia a dia nos últimos meses, especialmente com relação ao desenvolvimento e crescimento dos dois, Leo e Mel. Ambos já são crianças grandes – como eles gostam de frisar – um beirando os 4 e outro aos 7 anos de idade. Sim, passa rápido demais e muita coisa mudou nesse […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

A desconexão que desconectou demais, a inércia e o Gilliard

O blog tem sido pouquíssimo atualizado nos últimos meses e eu venho buscando respostas (ou seriam desculpas?) para justificar essa ausência. Até mesmo o instagram, a rede social que eu mais amo, tem tido poucas postagens – mesmo que eu continue amando fotografar e registrar os momentos da nossa vida. Mas, o que houve, então? […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

Sobre encerrar ciclos, desapegar da perfeição e perdoar a nós mesmos

Dia desses em meio a uma conversa aleatória, uma grande amiga me disse que a minha velocidade de processamento das coisas é mais lenta que das outras pessoas. Isso me fez rir, pensar um bocado e questionar muito de mim também. Na verdade, acho que me reconheci ali, naquela frase, e passei a prestar mais atenção em como […]

Continue lendo

Categories: Café da Tarde/ Reflexões

Sobre a necessidade de desconectar, definir prioridades e metas realistas

Em meados do ano passado, recebi alguns cartões bonitinhos junto com um planner gringo que comprei. Esse foi um deles. A primeira vista, ele me chamou a atenção pelas fontes lindas e pelo design. Então, aquela frase tão simples, depois de ser lida e processada, me impactou imensamente. Tanto que acabou sendo colocada em uma pequena […]

Continue lendo