08 jan 2013

Vídeo Patrocinado: OMO – Hoje eu quero ser

Quando criança, meu marido já quis ser piloto, astronauta, bombeiro, policial e engenheiro. Eu, já quis ser cantora, bailarina, paquita (?), jogadora de vôlei, jornalista e veterinária.

No início dos meu vinte anos, me interessei por publicidade e posteriormente fui arrebatada por uma paixão genuína pela fotografia, apesar de nunca ter me imaginado como uma fotógrafa profissional. É um hobby mesmo, muito amado, mas um hobby.

Depois surgiu a paixão pela escrita e pelo design, coisas que posso exercer aqui no blog, que hoje é o meu trabalho.

Por obra do destino, das opções que me foram apresentadas e de escolhas que eu mesma fiz, acabei não me formando em nenhuma dessas profissões que eu imaginava quando criança ou adolescente.

Hoje, vejo o quanto é importante o apoio dos pais quando uma criança demonstra interesse ou habilidade por alguma profissão específica. Algumas demonstram desde muito cedo suas aptidões, sendo necessário apenas observá-las de perto para ter certeza de que elas já encontraram sua vocação.

Meu marido sempre diz que gostaria muito que a Melanie fosse médica ou juíza. Já eu a imagino como uma engenheira, arquiteta ou jornalista e claro, como uma bailarina. Vejam só como em partes, projetamos nossos sonhos e desejos do passado para o futuro dos nossos filhos. É inevitável.

O que sempre conversamos porém, é de nunca impormos nada à ela. Nossa função como pais é apenas uma: orientar. Mostrar o caminho, dar opções e claro, prestar muita atenção nas habilidades e preferências que ela demonstrar durante essa primeira infância e depois, em idade escolar.

É o que essa série de vídeos patrocinados pela OMO mostra: crianças experimentando profissões, com liberdade para explorar, se sujar e fazer parte daquele mundo que, até então, só existia na sua imaginação.

Depois de assistir ao vídeo (que é muito bacana!), responda ao questionário para concorrer a um Ipad ou a uma TV de 32”.

* artigo patrocinado pela OMO (website / facebook)

Publipost Vida Materna - Identificação

2 comentários no blog

  1. Mamãe do Otávio em

    eu cresci querendo ser médica, já pensei em várias profissões para o Otávio, desejava muito que ele fosse cheff mas vejo que essa era uma vontade MINHA!
    ACREDITO que ele vá escolher algo como design, assim como os pais, mas, nunca se sabe né?

    beijoss

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mamãe do Otávio em

      Você trabalha com a minha paixão Tamires, digo, com design? :)

      Responder

Deixe seu comentário!