25 jan 2017

Deixa o menino brincar ô iaiá, deixa o menino aprender ô iaiá…

imagem do post

Dia desses estávamos de bobeira em casa e, depois que o tédio bateu e as crianças começaram a brigar pelo último pedaço de maçã/avião de papel amassado/quem ia sentar no meio do sofá com a almofada roxa – e essas coisas assim… suuuuper relevantes – resolvemos dar uma saída para acalmar os ânimos. Estávamos perto de um dos shoppings aqui de Curitiba e, como sabemos que nessa época de férias […]

07 out 2015

Ensinando a acreditar (em você mesmo e no outro)

imagem do post

Há alguns dias atrás estávamos eu e Melanie sentadas no sofá, tagarelando enquanto assistíamos um filme juntas. Num certo momento, ela se levantou e subiu para o seu quarto. Voltou pouco depois, com cara de poucos amigos e uma correntinha que ela gosta muito nas mãos. “Mamãe, olha só o que aconteceu! meu colarzinho estragou, deu um monte de nó!” – e fez aquela carinha de tristeza sem fim. Ela sentou ao […]

05 ago 2015

A vida após os filhos e o amor que carregamos para sempre

imagem do post

Nos finais de semana, geralmente meus pais vêm aqui em casa para nos visitar e matar a saudade dos netos. De vez em quando, aproveitamos essas ocasiões para dar uma saidinha, só eu e Alexandre. Na maioria das vezes saímos para jantar e ir ao cinema, e foi isso que fizemos numa das nossas últimas escapadas, numa noite fria de domingo. No carro, só nós dois, conversamos com calma sobre alguns assuntos importantes […]

25 jun 2015

Os wrap slings que a gente usa

imagem do post

Na gestação da Mel, dei uma pesquisada básica sobre carregadores de bebê, entre eles, os slings. Na época, era um item mais difícil de comprar e os mais usados eram os modelos com argola. Sei que, no final das contas, acabamos comprando um carregador estilo canguru, da Chicco. E sei que usamos uma ou duas vezes no máximo, porque era muito complicado de tirar a Mel de lá de dentro […]

23 abr 2015

And the Oscar goes to… Alexandre, o rei do pedaço novamente.

imagem do post

Me recordo de inúmeras vezes, durante os primeiros meses de vida do Leo, em que ele claramente preferia a mim e Alexandre ficava meio ressentido até. E eu, secretamente, me sentia a rainha da cocada, cheia de leite, de charme e de amor para dar. E esse meu reinado soberano durou até pouco tempo atrás. Mas, de repente, Leo só quer o pai. Nos últimos dois meses, se o pai está, eu […]