Categories: Crianças/ Desenvolvimento/ O primeiro ano

Sobre os saltos de desenvolvimento e picos de crescimento do bebê

Leonardo_blog vida materna-post

O primeiro ano do bebê é um período de mudanças intensas, onde ele a cada dia aprende melhor a demonstrar e comunicar suas necessidades.

Muitas vezes, percebemos uma mudança brusca de comportamento, notamos os pequenos mais inquietos, sensíveis, naqueles dias onde nada está bom. Eles querem mamar e comer mais (ou menos), necessitam de mais colo e têm seu padrão de sono alterado também. São os chamados saltos de desenvolvimento e picos de crescimento.

Durante esses períodos, eles vão aprender mais do que em qualquer outro momento nos primeiros anos de suas vidas. A cada salto, uma mudança drástica no desenvolvimento mental do bebê afeta não só o seu humor, mas também a sua saúde, inteligência e principalmente seus padrões de sono.

Leonardo está passando por uma fase muito difícil, talvez a mais difícil desde que nasceu: o salto de desenvolvimento dos quatro meses e meio.

Muita gente desconhece a existência dessas fases na vida do bebê e acaba se frustrando por achar que está fazendo algo errado – quando na verdade, não. Por isso, acho bacana entendermos um pouco mais sobre o assunto.

Os saltos de desenvolvimento, que vão até os 20 meses da criança, são períodos de aquisição de novas habilidades em diversos aspectos: desenvolvimento motor, desenvolvimento do controle motor fino, linguagem, desenvolvimento cognitivo e desenvolvimento social.

No período que imediatamente antecede um salto de desenvolvimento, o bebê repentinamente pode se sentir disperso à mudanças nos sistemas perceptivo e cognitivo que não foram adaptadas ainda no organismo.

Então, na tentativa de readaptação, o bebê volta à base, ou seja, à mãe, o que reflete-se em períodos de maior carência afetiva, pedem mais colo, e com frequência afetam o sono e apetite. Depois de algumas semanas essa fase difícil é superada, e o bebê demonstra ter habilidades novas.

Uma cronologia aproximada dos períodos de crise é:

– 5 semanas / 1 mês
– 8 semanas / quase 2 meses
– 12 semanas / quase 3 meses
– 19 semanas / 4 meses e meio
– 26 semanas / 6 meses
– 30 semanas / 7 meses
– 37 semanas / 8 meses e meio
– 46 semanas / quase 11 meses
– 55 semanas / quase 13 meses
– 64 semanas / quase 15 meses
– 75 semanas / 17 meses

Nesse período, é esperado que o bebê:

– Procure ficar mais perto da mãe, ou seja, sua base de tudo, pois é o que ele conhece melhor;
– Fique mais carente, precisando de colo, segurança e orientação maternal de perto;
– Coma mal e durma pior;
– Pode pedir para mamar com mais frequência;
– Comece a fazer coisas que não fazia antes da crise tal como rir, sentar, engatinhar, interagir.
– Demonstre felicidade com o final da crise e superação do desenvolvimento adquirido.

Já os picos de crescimento são fenômenos que se referem ao crescimento do bebê em si, e não ao seu desenvolvimento. Nos períodos de picos os bebês começam a solicitar mais mamadas do que o usual, pois precisam de mais alimento para crescer nesse ritmo mais acelerado.

Períodos comuns dos picos de crescimento ocorrem por volta dos 7-10 dias, 2-3 semanas, 4-6 semanas, 3 meses, 4 meses, 6 meses, 9 meses e além. Os picos continuando acontecendo no decorrer do crescimento da criança, incluindo a adolescência, momento em que mudanças físicas e emocionais são mais notáveis.

Como sempre, para lidar com essas fases onde o bebê está mais sensível e manhoso, precisamos de muita paciência e otimismo para entender que é algo passageiro e que logo as coisas voltam ao normal.

fontes: guia do bebê e the wonder weeks

comentários via facebook

31 comments

  1. Esse post veio em boa hora! Meu bebê acabou de fazer 4 meses e as últimas duas semanas estão beeeem difíceis pra ele tadinho…
    Beijo pra vocês! Adoro seu blog, passo por aqui todo dia!

  2. Sensacional!! Como é bom ter acesso à esse tipo de informação… Meu bebê está com 3 meses e em alguns momentos percebo que ele fica chatinhoooo….e sempre me pergunto “O que eu fiz de errado??”… agora, vou saber como lidar com a situação…
    Beijos para todas as mamães…

  3. Michele, achei muito interessante esse post, minha filha está com quase 11 meses e é minha sogra quem cuida dela enquanto trabalho. E estou em dúvida se essa carência, essa “manha” é por estar muito mimada pela avó ou se é esse salto no desenvolvimento. Como você poderia me ajudar a distinguir o que estamos passando??? Beijos e passo por aqui todos os dias tbm, adoro suas publicações…

  4. Caramba, Michelle, muito bom ler isso. Já tinha ouvido falar mas caiu no esquecimento e não me aprofundei no assunto. Meu bebê Dante acaba de completar 6 meses. Desde 1 mes de vida, dorme a noite inteira e agora, simplesmente do nada, acorda vááárias vezes na madrugada e inclusive está mamando 2 vezes por noite. Isso tem fim ? Quer dizer, irá voltar ao ‘normal’ dele ou a tendência é virar realmente um novo hábito acordar de madrugada?

    beijo!

  5. É confortante saber que todas passam por fases difíceis. Tenho um bb de 27 dias que tem sentido mta cólica. Durante o dia ó dorme se for no colo. Se contorce o tempo todo e qdo o coloco no sofá ou berço, desperta logo em seguida… Tenho muito medo porque alguns dizem q temos q dar colo sim nessa fase tão dfícil para eles e outros dizem que ficará manhoso. Sinceramente não sei o q é o certo a se fazer… mãe de primeira viagem… Alguém já passou por isso?
    Abç. Vanessa

    1. Olá Vanessa,
      Minha bebe tem 3 meses e meio, e até mais ou menos um mês atras ela era assim, só chorava e dormia no colo quando colocava na cama ela acordava, também achava que era cólica, porem fui descobrir ela tinha fome apesar de eu ter bastante leite. Então a pediatra orientou a dar complemento(aptamil) agora ela e outro bebe, dorme super bem só chora pra mamar.
      Talvez não seja seu caso, mas vale ficar atenta.

      1. Oi Danubia,

        Obrigada pelo toque. Vou conversar com o pediatra..sabe, sei q é meio bobeira isso, mas fico me sentindo culpada só em pensar em não alimentá-lo exclusivamente com LM até os seis meses. Coisa boba de mãe sem experiência… Sei q ser mãe é mto mais q isso, mas me sinto assim e tbém confesso q estou só o pó.. :( abç.

        1. Caramba, que alívio! Como vc msm disso, pensei que tivesse errado em algo. Tenho uma baby de 8 meses e meio, e ela está comendo mal, dormindo muito mal, chorona, irritada, meio bipolar. Realmente acho que esta mais difícil que nunca! rs

    2. Oi Vanessa! Meu bb tem agora 6 meses mas os dois primeiros meses foram de muita cólica e nós na dúvida e com muito dó do meu pequeno demos muito colo para reconforta lo. Durante o dia só dormia se fosse no colo. Depois desse período de colicas ele pegou manha de colo, ai eu o deixei no carrinho um tempo chorando e ficava do lado conversando com ele e tentando acalma lo. Logo no primeiro dia já notei diferença e em 3 dias não havia mais manha.
      Sofremos bastante nessa fase, e cada fase tem suas dificuldades, mas com muita paciência a gente vai superando.

  6. Caramba, eu li esse post e fiquei impressionado como se encaixa muito bem com o que estamos passando com o Ravel. Faz alguns dias que o Ravel com certeza entrou no salto de desenvolvimento, pois ele começou a dormir em horários mais tardes que o convencional e para acordar… ele simplesmente não acorda até a gente deixar ele no bercário, trocamos a roupa dele, levamos para o bercário e ele continua dormindo, coisa que nunca aconteceu.

    E de madrugada quando ele acorda, e levo ele do berço para nossa cama ele começa a brincar, a querer falar, chamar nossa atenção.

    Achávamos que esse comportamento dele tinha mudado porque começamos a diminuir o uso da chupeta, mas esse post faz muito mais sentido.

    Bom… agora é aproveitar esse salto de desenvolvimento junto com ele. :)

  7. Olá, estou passando por um momento mto difícil com o Pedro – 9 meses hoje. Ele tá mto chatinho, dengoso, choraozinho, só qer fica cmgo, só mamando no peito, dormir cmgo, não come direito, não agüento mais ouvir os chorinhos dele, eu fico o dia inteiro com ele, estou tão cansada.. Tá difícil..

  8. minha filha tem 4 meses e esta passando por essa mudança ela nao dorme bem nem de dia nem de noite.. a noite acorda de 1 em 1 hr..estou um caco mais vai passar sou maE DE SEGUNDA VIAGEM

  9. Ja li esse post varias vezes. Sempre que acho que meu filho esta passando por uma fase dessas, venho aqui conferir se a semana bate mais ou menos com a que ele esta. Estamos agora passando pelo salto das 30 semanas. Daniel esta com 29s3d e só quer colo da mãe, come mal e mama muito. Esta quase sentando sozinho e começou a se rastejar.

  10. Meu bebê irá completar 4 meses daqui uma semana, e mais ou menos 1 mês ele não dorme direito, fica agitado o tempo que esta acordado.
    Não sei mais o que fazer, parece que essa fase não passa, pois já faz mais de 4 semanas que está assim.

  11. Oi Michelle sou blogueira como vc e to passando uma fase difícil de noites mal dormidas lá em casa. Tomei a liberdade de colocar o link desse post seu no post que eu escrevi hj. Obrigada pelas dicas e sinta-se a vontade em me visitar. Beijocas, Marina

  12. Aaah obrigada, consegui entender oq ta acontecendo co minha pqna de 1ano e 5meses pq ja estou enlouquecendo, nao consego tomar banh, me vestir ou fazer tarefas simples em paz, ela fica atras de mim como uma sombra kkk colo e mama, e minha teta ja ta ferida, sem falar nas noites de sono, nao para de se remexer, chorar e mamar a noite toda, estou um zumbi… Mas q bom q isso passa, tomara q nao demore mt ja faz uma semana q estou sofrendo.

  13. Michelle, este post salvou a minha noite!!! Estou com uma bebê que completará 7 meses amanhã e ela está com um comportamento bem diferente do habitual. Não está dormindo direito, não come direito e só quer ficar garrada na mamãe. Agora, já passou da hora dela dormir e ela não quer dormir por nada. Cochila 30 minutos e acorda em prantos. Cada dia tem sido uma surpresa diferente. Até voltei a ler o livro da Trancy Hogg para descobrir onde estou errando. Obrigada pelo post.

deixe seu comentário!