05 abr 2012

Protetor Solar para Automóvel Safety #1

Passeio

Por mais que seu carro possua insulfilm, sempre é bom ter também um protetor solar avulso. Nós estávamos precisando de um novo e como eu já havia me decepcionado com aquele tipo retrátil (dizem que não fixa bem em veículos com insulfilm), resolvi testar esse protetor tipo película, da Safety 1st.

É como uma cortininha de vinil, que adere ao vidro sem a necessidade de adesivo ou qualquer tipo de ventosa. A caixinha vem com um par de películas, e você pode optar em colocar uma em cada vidro lateral traseiro ou colocar ambas no vidro ao lado do bebê.

Antes de colocar a película, passei uma pano com álcool no vidro e então comecei a fixá-la. Ficou cheio de bolhas e espaçamentos e pra falar a verdade, ficou horrível, rs. Por fora então… parecia que tínhamos colocado uma sacola plástica preta na janela.

Deixei lá e no dia seguinte percebi que as bolhas haviam sumido, quase todas. Aparentemente a película ‘criou vida’ durante à noite e aderiu sozinha ao vidro. Ficou menos feio, digamos assim.
Ela ficou bem fixada no vidro por mais de uma semana. Nem ameaçou ‘descolar’ ou cair.

Quanto á proteção, que seria o fator principal de avaliação, achei que ela deu uma quebrada legal no sol. Sem a película no vidro, o sol pegava forte bem no rostinho da Mel. Então nesse caso, serviu ao seu propósito super bem.

Para retirar, é só ir puxando pelas bordas, dobrar junto com o papel seda que acompanha o produto e seu vidro permanece intacto.

Preço médio: R$18,00

Conclusão: Se você precisar de um protetor de emergência, essa pode ser uma boa opção. Agora deixo um desses no carro, para qualquer emergência, para um sol mais forte ou mesmo no caso do outro protetor solar estragar.

3 comentários no blog

  1. Tulio em

    Michele,
    Eu li o seu post e sendo um profissional da área de películas sinto-me na obrigação de alerta-la quanto ao uso de peliculas escuras, ainda mais envolvendo bebês.
    Eu não conheço esse produto que vc recomendou mas peço que vc verifique se o fabricante informa se o produto bloqueia os raios ultravioletas(UV). Essa é a radiação mais perigosa que estamos expostos. Se o produto rejeitar 99% do UV, tudo bem, agora se ele não rejeitar, a retina do bebe está sendo exposta a uma quantidade excessiva de radiação UV.
    É o mesmo risco das pessoas que compram óculos de sol sem procedência estão sujeitas. Isso porque quando estamos num ambiente com menos luz (como o óculos de sol e essa cortina de vinil escura) nossas pupilas dilatam permitindo uma maior entrada de luz no Globo ocular. Se o óculos de sol ou a película barram a radiação UV, não há problema. Agora, se a radiação UV nã é barrada, um ambiente escuro muito pior porque permite a entrada de mais radiação UV no Globo ocular que pode causar danos a retina. Isso é mais critico em bebes.
    Eu trabalho com as peliculas LLumar que rejeitam 99% do UV e garantem uma proteção efetiva. Se essa cortininha rejeita o UV seu bebe está protegido. Se não rejeita, vc está expondo a retina do seu bebe a uma maior quantidade de UV que pode fazer muito mal para sua visão.
    Um abraço!
    Tulio

    Responder
  2. Camila em

    Eu amo a minha cortininha retrátil presa com ventosas! hehe Nunca tive problemas!

    Tulio, não creio que a filha da Michelle esteja em perigo porque convenhamos, quanto tempo um bebê fica dentro de um carro, exposto ao sol forte do meio dia, digamos? Certeza que a Mel não fica nem 3 minutos. Muito menos em Curitiba que nao é lá grande fã de sol.

    Além disso tudo, como disse a Michelle no começo do post, o carro dela tem insulfilm. Ou seja, a Mel já está protegida!

    Responder
  3. Danile em

    thank you for your information, i like the website very much.

    Responder

Deixe seu comentário!