18 set 2012

Porque não se deve forçar uma criança a comer

Entendo que somos seres únicos, portanto, dizer que existe uma quantidade exata de alimentos a serem consumidos para cada idade seria extremista demais.

Gosto de lembrar sempre que temos uma virtude muito boa a nosso favor: o bom senso. E nós, como mães, além do bom senso, naturalmente temos a intuição bem aguçada. Quem já não se surpreendeu com uma situação em relação ao seu filho de uma sacada que só sendo mãe mesmo para ter? Pois então, na hora da alimentação devemos usar o bom senso e o conhecimento da rotina da criança.

Ao nascer a capacidade gástrica é de aproximadamente 20ml, assim que as crianças se desenvolvem vão aumentando a capacidade aos poucos, não sendo  necessário acelerar o processo. Os meninos normalmente são mais gulosos e as meninas são mais tranqüilas no geral. Conhecer o temperamento do seu filho pode ajudar muito a entender o processo de alimentação dele, porém posso salientar que “a fruta não cai longe do pé” como diz minha mãe. Se é uma criança ansiosa ou tranqüila provavelmente é porque a situação familiar promove esse tipo de comportamento, então como pais temos sim responsabilidade no comportamento alimentar dos filhos.

A dica nesse caso é respeitar a hora que a criança começa a recusar o alimento e imediatamente parar de oferecer, essa atitude irá ajudar seu filho a ter autoconfiança e regular o momento em que acaba o apetite. Isso na fase adulta é de extrema importância: não comer além do necessário, saber parar.

Se seu filho tem dificuldade para comer ou mesmo para de comer aí entra o bom senso e o conhecimento, se tem dificuldade em se alimentar exigirá paciência e um pouco de insistência, mas sem “pegação no pé”, incentivo através de histórias, ex: o arroz com o alface são amigos e querem ficar juntos na festa que está tendo na barriguinha,… assim vai… usar a imaginação é o caminho!

Se come demais, fica olhando para a panela enquanto tem comida no prato, isso exigirá igualmente paciência e uma atuação mais comedida, “filho, tem comida no seu prato ainda, vamos terminar de comer  e se tiver fome ainda a mamãe coloca mais um pouco”, mas chame atenção para que ele mastigue bem o alimento, e só então colocar a próxima colherada na boca, sendo uma colher com pouca comida, para que se exercite a tranqüilidade.

Como existem muitas situações em relação a alimentação, se seu filho tiver muitas dificuldades recomendo buscar ajuda de um profissional para solucionar o problema de maneira correta.

11 comentários no blog

  1. Telma Teixeira em

    Muito boa a materia!
    As minhas pequenas (01 ano e 10 meses) jantam na escola, mas por ser cedo, por volta das 15:50 acabo oferecendo janta em casa também por volta das 19:00, quando eu e meu marido jantamos. Não fico forçando para que elas comam novamente pq já comeram na escola e então ofereço fruta, que geralmente aceitam e é bem saudável. Ontem comeram um monte de melão bem fresquinho, já que o calor em São Paulo está judiando.

    Responder
  2. Lari em

    A minha pequena come demais, enquanto oferecermos ela comerá, entao procuro oferecer alimentos bem saudaveis, muita verdura, fruta e zero acucar e guloseimas. Vivo recebendo criticas, com gente com “peninha dela” pq nao come chocolate, mas controlo assim para nao controlar as quantidades, e mesmo assim, ela eh gordinha, com 1 e 3 meses ta com 12 kg , nada de preocupante mas como gosta de comer, tem uma tendencia engordar e penso que eh melhor previnir a remediar!

    Responder
    1. Telma Teixeira respondeu Lari em

      Lari, sei bem como é esta questão de “pena” por não deixar comer chocolate e doces. Tenho gêmeas de 1 ano e 10 meses (dia 22) e a primeira vez que comeram doce (desses de festa) faz um mês. Evito ao máximo dar doces a elas, principalmente chocolate. Refrigerante então, nem se fala. Eu não tomo e tbm não dou para elas, nunca tomaram. Sempre que vamos em algum lugar sempre querem dar, principalmente minha mãe que nunca se preocupou em ter uma vida saudável… acabo sendo “A CHATA”!!!

      Responder
      1. Michelle Amorim respondeu Telma Teixeira em

        Oi Telma!

        Aqui tbm controlo essas “porcarias” e refrigerante ela nunca tomou. Se depender de mim, vai demorar muito pra ela conhecer uma Coca Cola.

        Chocolate ela começou a comer com quase dois anos e agora todos os dias quando chega da escola ela pede. Dou dois quadradinhos do Kinder, aquele de barrinha. E só. Bala, pirulito, essas coisas ela não come.

        É um saco essa coisa de ser taxada de chata mesmo.

        Responder
  3. Michelle Amorim em

    Sugeri essa matéria para a Andréa justamente por ter errado com isso.

    Eu tinha essa coisa de que a Melanie “tinha” que comer e acabava forçando a barra sempre. O resultado é que ela é super desconfiada com o que oferecemos pra ela e quase sempre recusa.

    Agora na escola, onde ela sempre foi respeitada nessa escolha de comer e do quanto comer, ela come super bem e de tudo.

    A gente erra muito como mãe, principalmente de primeira viagem. O bom é que sempre podemos aprender e corrigir o erro.

    Hoje em dia se ela diz “não”, é “não”. Ela não quer, eu respeito. Tenho esperança que logo ela coma bem em casa, como come na escola.

    Responder
  4. Luciana Ribeiro em

    Muito legal a matéria! Sempre me preocupei com a quantidade de comida da Júlia, come muito pouco!As besteiras sempre evitei…Como ela não vai a escolinha ainda, só no ano que vem, espero que o convívio com os coleguinhas a estimule a comer melhor!

    Responder
  5. Mirela em

    Excelente o texto! Eu sempre pensei que criança tem mais controle sobre a saciedade do que nós adultos. Então se ela não come, é pq não tem vontade. Penso como vcs, guloseimas, evitarei o quanto puder, nem que eu tenha que inventar que a criança é alérgica, rsrsrs… pois acho um crime ver um bebê de 6 meses, por exemplo, tomando sorvete! A criança mal tem enzimas para digerir o leite materno, imagine para uma bomba de gordura e açúcar como o sorvete? Criança que não entende, precisa de fruta, suco natural, verduras… E eles terão a vida toda para comer doces e afins, né?

    Responder
  6. MARIA INES SILVA LIMA em

    Ola, boa matéria mas tenho um problema tenho uma neta com 1 ano e 10 meses toda hora que ver a mamadeira provoca vomito e mãe foça ela tomar.A criança chega vomitar muito, sei que aquilo não é certo porque quando ela esta com fome ela toma tudo.

    Responder
  7. Milene em

    Minha filha tem 7 meses, mesmo estando no horário de se alimente,ela chora na hora de comer.
    Ela até come mas coloco a comida na boca dela sempre esta chorando, para de chorar e engole a comida.
    Estou fazendo errado.

    Responder
  8. Milene em

    Estou fazendo errado?

    Responder
  9. Tatiane em

    Hoje abri essa matéria exatamente por isso meu filho está com febre a duas semana,fiz exames e até agora não deu nada graças a Deus,acho que é os dentinhos.
    Mas a duas semanas ele não come,passa de Danoninho e tomates.
    Hoje fiquei nervosa e forcei ele a tomar leite com sustagem ele chorou muito não bebeu o leite depois dormiu e eu fiquei muito mau.

    Responder

Deixe seu comentário!