27 set 2012

Planejando a gravidez

Se você está planejando engravidar e é como eu, uma pessoa ansiosa, já deve estar devorando livros e lendo todo tipo de texto pela internet a fora. Informação é sempre bacana, desde que você não fique bitolada sobre certos assuntos.

A minha preparação para a gravidez começou dois meses antes de me casar, quando recebi uma intimação, do meu então noivo, de que ele queria um bebê. Sorte dele que eu – apesar do medo – queria também.

Lembro que durante a nossa lua de mel eu já estava tomando o ácido fólico e lendo aquele que foi meu livro de cabeceira durante toda a gestação, o Esperando meu Bebê. Um mês depois, eu estava grávida.

Então, se você está pensando em ter um bebê, aqui vão algumas dicas:

O momento certo

Eu não acho que exista um momento certo para engravidar e sim um combinado de decisões que devem ser tomadas e situações que devem ser analisadas.

Vocês: O que vocês querem e o que sentem em relação a ter um filho. Um comum acordo precisa ser estabelecido nessa hora e é legal conversar sobre as expectativas que cada um tem sobre a maternidade/paternidade. Caso seu relacionamento esteja meio desestruturado, é bacana colocar os pingos no i’s e tentar se acertar antes, já que um bebê vira a vida da gente de cabeça pra baixo. A estabilidade emocional acaba sendo muito importante nessa fase.

Financeiro: Bebês e crianças trazem gastos tremendos (que já tem filhos sabe). Sabendo disso, analisem suas finanças e contas futuras, façam um planejamento. Vale até começar a juntar uma graninha para o enxoval e tudo que tiverem que comprar para o bebê. Se programar é sempre melhor.

Trabalho: Pense no seu ambiente de trabalho, na sua licença maternidade, no melhor momento para se afastar. Claro que ninguém tem bola de cristal pra saber quando ficará grávida, mas quem sabe dá pra conciliar a licença com aquelas férias que você tem em aberto? O mesmo vale para você que trabalha em casa.

Planejando o espaço físico

A ideia de ter um bebê quase sempre vem acompanhada de uma afirmação: “precisamos de mais espaço”. No nosso caso, morávamos num apartamento de dois quartos, mas esse segundo quarto era um back-up para tudo aquilo que não tinha lugar no restante da casa. Então, decidimos vender o apartamento e comprar uma casa, com quintal e tudo mais. Acontece que decidimos isso depois que eu já estava grávida e esse foi o meu maior (se não o único) stress durante a gravidez.

Tudo começou com a procura pelo imóvel perfeito, aquele que se encaixa no que você deseja e principalmente, no seu orçamento. E como diz a Carrie, achar o imóvel perfeito é como achar o homem perfeito: pode levar anos.

Depois que encontramos nossa casa, dá-lhe financiamento que demora, papelada, cartório, mais papelada, pessoal que não libera o imóvel, mais e mais enrolação. Finalmente a entrega das chaves e dá-lhe reforma para podermos nos mudar. Aí vem a bomba: marido decide demolir tudo e construir a casa dos nossos sonhos. E nisso eu estava com um mega barrigão de 8 meses. Mesmo assim, embarquei no sonho e quando a Melanie tinha 3 meses, nos mudamos para a casa provisória e adaptada, atrás do imóvel em construção. E ainda estamos aqui, dois anos depois, bem felizes (mentira, não aguento mais pó e obra e não vejo a hora de me mudar!). Porém, sei que vai valer a pena o sacrifício.

Meu conselho é: Se possível, evite aquisições imobiliárias, reformas e mudanças quando já estiver grávida. É muito muito estressante. Não que você não vá sobreviver a isso (veja que eu sobrevivi!). Se puderem se programar, melhor. Se for comprar, reformar, faça isso assim que decidirem ter um bebê.

Plano de saúde ou SUS

Decida se a sua gestação será acompanhada por um médico particular ou pelo SUS. Se você ainda não tem e quer fazer um plano de saúde, talvez esta seja a hora certa. A maioria dos planos tem uma carência obrigatória para nascimentos de dez meses. O mesmo vale para mudança de acomodação ou categoria. Se você já tem um plano de saúde, se informe se ele tem obstetrícia, o que cobre e caso não tenha, como fazer essa alteração.

Conheça o seu corpo

Se você prestou atenção na aula de biologia, você pode pular esta parte. Se não, aqui vai um lembrete: Você tem ovários. Seus ovários contêm óvulos. Em algum momento no meio do seu ciclo menstrual (em média, cerca de 14 dias após o início da sua menstruação), seus ovários liberam um óvulo, que começa uma viagem de vários dias em direção ao seu útero. Uma ejaculação contém aproximadamente 25 milhões de espermatozóides, mas apenas um poderá fertilizar o óvulo. Caso contrário, seu corpo o libera e você tem então a sua menstruação. Veja um vídeo curtinho e super bacana sobre a concepção aqui.

Conheça suas chances

Não se estresse se você não engravidar imediatamente. Afinal, você só tem uma chance de 20% cada vez que ovula: uma janela de três dias a cada ciclo de fertilidade. O sexo deve ser feito nesse período (e não só nele, claro) e o espermatozóide tem que nadar um longo caminho para selar o negócio. Não há necessidade de procurar um médico, a menos que você esteja tentando engravidar há um ano ou mais (ou seis meses, se você estiver com mais de 35 anos).

Ácido Fólico

Comece a tomar o ácido fólico pelo menos dois meses antes de tentar engravidar. A dose recomendada é de 400 mcg ou 0,4 miligramas ao dia e quando tomado antes e durante as primeiras semanas de gestação, diminui significativamente o risco de defeitos no tubo neural do bebê e também é essencial para a formação dos leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea. O medicamento é vendido sem receita médica e distribuido de graça nos postos de saúde. Nos alimentos, você também pode encontrar o ácido fólico no espinafre, brócolis, tomate, feijão preto, suco de laranja e outros. Lembrando que somente consumindo os alimentos você não consegue ingerir a quantidade necessária, caso esteja se preparando para engravidar.

Encontre o/a obstetra ideal para você

Se você ainda não tem um ginecologista/obstetra da sua confiança, essa é a hora de procurar. Eu fiquei sem obstetra poucos meses antes de engravidar (minha médica mudou de cidade) e bati perna atrás de um(a) médico(a) que me agradasse. Foram quatro profissionais diferentes até chegar à pessoa que iria me acompanhar durante toda a gestação e estar presente no nascimento da Mel. Mas vale a pena pesquisar, conhecer, marcar mil consultas com médicos diferentes. Meu marido não aguentava mais a minha incessante busca, mas eu fiquei extremamente feliz e satisfeita com a minha escolha, que foi totalmente consciente e embasada naqueles que eram na época, meus requisitos médicos e humanos para o profissional que fosse me atender: conhecimento, serenidade, companheirismo, honestidade e acima de tudo, respeito para com as minhas decisões. Na minha segunda gestação troquei de obstetra no oitavo mês e fiquei ainda mais satisfeita com a minha escolha.

Faça um check-out

Você fará inúmeras visitas ao seu obstetra assim que souber do seu positivo, mas que tal agendar a primeira consulta antes mesmo de começar a tentar? É o momento ideal para discutir seus hábitos alimentares, seu histórico médico familiar e ver o que precisa ser acompanhado. Você terá que fazer diversos exames, a maioria de sangue (vamos falar sobre eles num próximo post). Atente também para o seu peso, veja se não está muito abaixo ou acima do que seria considerado saudável para você e comece a se cuidar melhor. Alimentação balanceada e exercícios sempre que possível.

Consulte também o seu dentista e veja se está tudo ok, já que as mulheres ficam mais propensas a problemas nas gengivas durante a gestação (as minhas sangravam de vez em quando).

Abandone o cigarro

Quem fuma sempre acha e diz que pára quando quiser (sei disso por causa da minha mãe), mas isso não é verdade. Então, se você já pensou em largar esse hábito que obviamente faz mal a sua saúde, está aí o melhor motivo de todos: ter um bebê. Se não conseguir sozinha, pode sempre buscar ajuda. O que não pode é não tentar. O mesmo vale para o álcool e outras drogas, já que o abuso dessas substâncias pode provocar aborto espontâneo, parto prematuro e bebês com baixo peso ao nascer.

O sexo

A maioria dos profissionais de saúde recomendam que você fique desencanada e não se preocupe muito com timing perfeito nos três primeiros meses de tentativas. Como nós já sabemos, a ansiedade é a inimiga da gestação.

Mas, se você está animada e quer aumentar suas chances, aqui vão alguns truques (mesmo que alguns não tenham eficácia comprovada):

  • O sexo praticado durante os três dias que antecedem a ovulação aumenta as chances de concepção. Existem vários sites que disponibilizam uma calculadora de fertilidade, como esse aqui. Então se você estiver nesse período glorioso, mande bala.
  • Faça uma pausa de dois dias pelo menos entre uma relação e outra. O sexo praticado todos os dias diminui o volume de esperma.
  • Incline sua pélvis após o sexo ou erga as pernas para cima, a fim de ajudar o espermatozóide a nadar até o seu colo do útero.
  • A pulsação que ocorre após um orgasmo também pode ajudar o espermatozóide a alcançar o seu destino. (como isso é feito, é claro, é entre você e seu parceiro.)
  • Esqueça os lubrificantes artificiais. A maioria deles (incluindo a saliva) agem como barreiras para os espermatozóides. Se você precisar de uma ajudinha extra, abuse das preliminares e claro, conheça o que funciona para o seu corpo. E homens, lembrem-se: mulheres precisam aquecer os motores, não dá pra chegar já dando a partida.

 

A entrega total, espontânea, livre de cobranças e medo, é sempre a forma mais prazeroza para o sexo. Afinal, nosso corpo não acata nossas imposições de dia e horário, muito menos a ação da natureza. Então, desencane e aproveite seus momentos junto com a pessoa que está ao seu lado, porque de repente, vocês serão três.

algumas informações foram traduzidas do site the bump

38 comentários no blog

  1. Ana Carolina em

    Dicas preciosas que já repassei às amigas tentantes, pois trilhei o mesmo caminho (só sem grandes obras, só uma mini reforma nos banheiros do apê antigo e novos móveis para unificar o escritório, liberando o terceiro quarto do apê para o baby). Ah, e o obstetra também foi o Dr. Hugo – que é O cara mesmo, Saravá!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Ana Carolina em

      Que legal Ana, obrigada! E o Dr Hugo é um amor, super competente :) Bjo

      Responder
      1. Tata respondeu Michelle Amorim em

        Michele, voce poderia passar os contatos do Dr Hugo? :)

        Responder
        1. Michelle Amorim respondeu Tata em

          Oi Tata!

          Av. do Batel, 1821 – Batel, Curitiba – PR, 80420-090
          (41) 3342-6519

          Responder
  2. Mariana em

    Quando menos tentei foi quando consegui…quando a gente menos espera…na vontade do papai do céu…e também não concordo em planejamento e aprendizado de maternidade, quando fiquei gravida devorei muitos livros e blogs como estou até hoje devorando rsrs…mas quando minha filha chegou de verdade vi que era tudo diferente que sabia e fazia as coisas sem nem mesmo precisar de aprender…por puro instinto…bjus

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mariana em

      Oi Mariana! Aqui as dicas são de preparação para quando você decide que vai tentar ter um bebê, não para a maternidade. Essa, é impossível planejar, só na prática e com muitos e muitos tombos, acertos e erros.

      A gente lê, se informa e troca experiências, porque afinal, conhecimento enriquece o ser humano ;)

      Bjo

      Responder
      1. Eli Mell respondeu Michelle Amorim em

        Nossa!!! Amei as dicas. Já sou mãe de uma menina e quero ter um menino agora.

        Responder
  3. Camila em

    Nossa, este post veio na hora certa. Estou começando a me preparar, reeducação alimentar, exercícios físicos, último mês de pílula, etc….e o medo, como é grande. A ansiedade então, nem me fala. Mas vamos lá, encarar essa, pq já passamos da hora. rsrs

    Responder
  4. Telma Teixeira em

    Demorei uns 4 meses para engravidar e na época não tinha armários nos quartos, pois havíamos nos mudado para nosso ap fazia pouco tempo. Pois bem, quando compramos o armário do quarto do bebê achávamos que era 01 bebê e quando estavam para entregar e montar o armário descobrimos que eram dois bebês! Fiquei muito feliz, era meu sonho ter gêmeas e DEUS me deu de presente as minhas princesinhas, mas em relação ao quarto fiquei apavorada com o pouco espaço que havia sobrado já que teriamos que colocar 2 berços… no final deu tudo certo. Os berços couberam, mas agora que as meninas estão para completar 02 anos vamos trocá-los por cama. Como não cabem 2 vamos comprar uma bicama. Olanejamento é tudo na hora de ter um ou mais bebês!!!

    Responder
  5. Nana (A louca do bebê) em

    Amei o post! Ainda sou desejante, começarei a tentar só no ano que vem, mas já estou colocando a maioria desses planos em prática. :)

    Responder
  6. Muriel em

    Muito informativo esse post, amei. Muito boas suas dicas!!!

    Responder
  7. Livian em

    Sei que toda mulher tem uma gestação diferente da outra e que cada bebê tem seu proprio temperamento.
    Mesmo assim vou dar um conselho, eu sai de licença maternidade 1 semana antes de ganhar meu bebê e foi muito bom tirei essa semana para descansar e DORMIR MUITO, depois que o bebê nasce vc vai ficar um bom tempo sem saber o que é uma boa noite de sono…rsrsrs(mais vale muito a pena essas noites sem dormir)
    Beijos

    Responder
  8. Bianca Tavares em

    Nossa, muito legal e informativo esse post! Obrigada por compartilhar com a gente!! Bjs

    Responder
  9. Jéssica Jardim em

    Bom diiia,

    Poxa que maravilha ter encontrado esse site, fiquei super feliz!

    Estou casada há 8 meses e já estamos planejando nosso baby, começaremos a tentar ano que vem e estou cheia de duvidas, medinhos, natural para uma mamãe de primeira viagem…só de ler esse post, já me ajudou muito, tirei bastante duvidas…rs

    Obrigada Michelle!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Jéssica Jardim em

      Oi Jéssica!

      Que bom que você gostou do blog! :) Boa sorte com tudo!

      Bjo

      Responder
      1. Jéssica Jardim respondeu Michelle Amorim em

        Li seu post do blog pessoal falando sobre o parto, aiiii que medooo…rs
        Minha mãe sempre diz a mesma coisa que sua mãe a respeito da dor..rs

        Responder
  10. Carol Basso em

    you have done a marvellous job by providing this post. it will help a lot the people who are searching for information. thanks for sharing.

    Responder
  11. Negra Jack em

    Ola quero parabeniza-la pelo blog.E a primeira vez que visito e já me apaixonei.
    O Layout e de muito bom gosto e os post bem esclarecedores.
    Sou tentante,vou voltar aqui pra ver mais dicas. Bjs!

    Responder
  12. katy em

    Olá Michelle conheci seu blog por acaso esse acaso me fez Feliz pois achei tudo maravilhosooo!!!
    Eu e meu esposo decidimos que vamos ter um bebê e na procura como vocÊ disse por coisas relacionadas a isso encontrei aqui dicas muito boas relacionadas a todas as minhas dúvidas. Parabèns nota-se que vocÊ ama fazer isso! Estarei sempre por aqui dando uma olhada e tirando mais dúvidas!!!! sz

    Responder
  13. Julieta Homero em

    Realmente, comecei a acompanhar o blog a alguns dias e cada vez me ajuda mais na preparação de ter um bebê… Eu e meu marido decidimos que iriamos ter um filho a alguns dias, e a ansiedade está me matando, porque irá ser meu primeiro.. Adorei as dicas, porque estão me ajudando muito mesmo, ainda mais eu, que sou inteiramente inexperiente. Nossa, dá vontade de contar tudo! O que estou programando, como irá ser a gestação, as mudanças.. A chegada! O ruim é que assim, não dá espaço! kkk’
    Adorei! Beijos…

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Julieta Homero em

      Que bom que você gostou e que está ajudando! Boa sorte com tudo :-)

      Bjo

      Responder
  14. Daniele Borgens em

    Realmente o Dr.Hugo é o cara..meu GO também.

    Responder
  15. vivi em

    Olá Michelle estou ansiosa a procura de um bom ginecologista / obstetra. Eu e meu marido decidimos ter um filho mas quero fazer todos os exames antes para ter certeza de que tudo está ok. Na época que você queria engravidar, seu médico falou sobre vacinação antes mesmo da concepção?
    Abraços

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu vivi em

      Oi Vivi. Não me lembro dele ter falado em vacinação antes de eu engravidar não.

      Bjo

      Responder
  16. Daniele Pereira em

    Ola.. olha amei pois estou me programando para engravidar ne metade do ano, o blog me deixou bem mais tranquila.. só que o ruim que quero ver se esta tudo certinho p mim poder ter um baby e o ginecologista só tem horário para daqui a quatro meses.. sera que posso parar de tomar as pilulas??!!

    Adorei td bjxxxx

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Daniele Pereira em

      Oi Daniele! O ideal sempre é consultar antes de parar com a pílula, sabe? Será que ele não tira alguma dúvida sua pelo telefone? Pode ser uma opção até a consulta.

      E não esqueça de começar o ácido fólico assim que parar com a pílula, é super importante :)

      Bjo

      Responder
  17. Cassia em

    Parabéns pelo blog!Jà està adicionado aqui nos meus favoritos, super enriquecedor…estou iniciando a colocar o pé no mundo da maternidade agora, pretendo virar tentante a partir de maio…ja inicie com acido folico…medo, ansiedade, duvidas mas a vontade de ser mae supera tudo!!

    Responder
  18. Gina em

    Parabéns pelo site! Muito bom mesmo! Casei agora e só pretendo ter filhos daqui a uns dois anos, mas como você mesma disse no texto…somos curiosas ne? Sempre que posso fico procurando coisas para ler sobre o assunto! Enfim só queria dar os parabéns pelo seu trabalho! Beijos

    Responder
  19. josy Valéria em

    Adorei sua página e claro as dicas. bjos

    Responder
  20. Samyra Stevam em

    Adoreeei as dicas ! Já vai fazer dois anos qe estou casada e apesar de muito nova eu e me marido qremos ter um filho ! Estou muito ansiosa e estudando bastante ! Obg ..

    Responder
  21. Eliane em

    Olá adorei o site! Sou casada a 12 anos e enfim decidimos engravidar rsrsrs… Estou tentando engravidar desde o final de novembro e até agora nada… Teimo em dizer que não estou ansiosa, mas é lógico que estou! kkkk… Será que existe algo para diminuir está ansiedade? Me ajudem please :)

    Responder
  22. Maria José em

    Oi sou casada a 6 anos e estou planejando ter um bebê, faz uns 7 ano que tomo anticoncepcional parei de tomar por alguns meses só que minha menstruação não via cheguei ate a pensar que estava grávida e ao voltar a tomar regulou .Sera que vou ter problemas para engravidar devido o tempo que levei tomando pirulas?

    Responder
  23. laudenire em

    olà querida, amei as suas dicas estou querendo engravidar…
    e vou ler tudinho que você postou, amei muito o jeitinho como você se expressa…

    bjos,
    laudenire

    Responder
  24. laudenire em

    olà querida, amei as suas dicas estou querendo engravidar…
    e vou ler tudinho que você postou.

    bjos,
    laudenire

    Responder
  25. laudenire em

    amei o jeitinho como você fala!!!

    boa tarde!

    Responder
  26. Thiago Lima Carina Veruska em

    Q lindo, bom me casei a 6 meses e nos casamos pq deixamos d pensar em qual seria a hora certa, já estávamos juntos a 4 anos quando vimos q nosso único bem era nosso carro, décimos casar 1 ano depois mesmo sem termos nossa casa própria, construímos em cima da casa da minha sogra um quarto banheiro e cozinha (no único espaço q sobrou pois já tem a casa do meu cunhado)
    Aqui estou eu a minha sogra é otima nunca nos atrapalhou em nada. Mas agora queremos uma bebê, meu medo de como será em um espaço pequeno é grande, mas o desejo de ter um filho é maior, e ainda não temos como comprar nosso apartamento.
    Isso me deixa muito triste, mas meu esposo diz q se não colocarmos a cara a tapa não do teremos nunca. Que nosso bebê nos dará um impulso pra comprarmos algo logo…

    Adorei as dicas…

    Responder
  27. Yasmim cabral em

    Eu tenho mivropolicisto,será tenho chances de engravidar?e a minha gravidez está planejada pra Junho 2017.não sei oque faser estou quase a desistir😧

    Responder
  28. Erika Souza em

    Amei todas as suas dicas, estamos nos planejando e com esse post

    percebi que não é um bicho de sete cabeças kkk

    Responder

Deixe seu comentário!