09 ago 2017

Para a minha Melanie de 7 anos.

Há alguns dias estávamos almoçando num sábado qualquer, quando você teve uma atitude extremamente significativa para mim, como mãe. Foi um daqueles pequenos momentos de alegria, onde eu consigo perceber que – apesar de tudo – estou no caminho certo no que diz respeito a educação de vocês. Nesse caso, principalmente em relação à nossa ligação mãe, filha… amigas.

Tio Celso apareceu na janela para pedir um cafezinho e contou que a caneca que ele havia deixado na mesinha, aquela que ele usava todos os dias, estava quebrada. Pensamos que foram os gatos do vizinho que quebraram, no meio de alguma algazarra felina lá trás. Ou até mesmo a Boo, o vento, enfim, não tínhamos como saber ao certo (e tudo bem também, afinal, as coisas se quebram mesmo). Porém, antes que ele voltasse ao trabalho – agora munido do cafezinho – você veio até mim. Chegou de mansinho, me abraçou e puxou meu pescoço para falar no meu ouvido. Com os olhos meio marejados e cabisbaixa, você disse: “fui eu, mamãe. quando fui apoiar a minha bicicleta lá… desculpa.”. E chorou. Chorou porque, para você, não era apenas uma caneca. Embora fosse, para nós.

Isso pode parecer algo tão bobo para algumas pessoas… Talvez só compreenda quem já esteja nessa jornada que é educar e moldar um ser humano. Mas saiba que aquela sua atitude me mostrou duas coisas bem especiais, filha. A primeira, é que você começa a perceber a importância da honestidade, de falar a verdade mesmo quando você pode ter conseqüências a assumir. A segunda, é que você confia em mim. Que me considera o seu porto seguro, que sabe que pode assumir suas falhas sem medo, que perto de mim pode ser você, apenas. Não sei dizer qual das duas me deixou mais contente, sinceramente. Foi um momento muito significativo para mim, principalmente porque estávamos há poucos dias do seu aniversário, onde você completaria 7 anos.

Você poderia ter deixado que o tio Celso ou que os gatos levassem a culpa – e acredite, os bichanos provavelmente nunca ficariam sabendo. Mas você escolheu ser sincera, você escolheu assumir a responsabilidade mesmo quando poderia sair de fininho, sabe? Isso diz muito de quem nós somos.

Quis registrar isso aqui, e também, algumas coisinhas mais (só as boas, tá? as ruins eu já pego no seu pé todos os dias, não é?. desculpa, mas esse é o meu papel também) :D

Amo seu sorriso aberto – e banguelo, agora! – e seus olhinhos arregalados ao me contar detalhadamente alguma coisa. Amo te ver dançando e dando estrelinhas pela casa. Amo perceber que você tem muito de mim, assim como amo perceber que somos tão diferentes. Amo sua espontaneidade e como distribui abraços e beijos para expressar seu carinho com os demais. Amo ver o quanto você ama e valoriza a sua família – avós, tios, primos, todos. Amo tudo que você me ensinou a cada dia nesses sete anos que se passaram. Amo até mesmo a sua rebeldia, às vezes, porque desejo exatamente isso: que você questione, que indague, que queira entender o por quê das coisas. Amo que você ainda limpe o meio dos seus dedinhos do pé, para garantir que nenhuma penugem fique por lá. Amo que você também ame ler e escrever – e que tenha aquele talento que me faltou para o desenho. Amo que você já tenha as suas preferências tão definidas, mesmo que isso muitas vezes dificulte a minha vida de mãe. Amo que você dance como se ninguém estivesse olhando, porque, sinceramente, acho que esse é o grande segredo da vida.

Eu poderia te escrever muitas coisas, mas, por agora… seja forte, gentil, deseje fazer o seu melhor, mas nunca tenha medo de errar. E, quando você errar, abrace as suas falhas. Elas nos fazem mudar, nos fazem crescer. Não tenha pressa, saiba esperar. E saiba também, que eu sempre estarei aqui por você.

Com muito, muito amor.

– Michelle

15 comentários no blog

  1. kelly Marinho em

    Cho-rei !!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu kelly Marinho em

      Kellynha <3

      Responder
      1. kelly Marinho respondeu Michelle Amorim em

        <3

        Responder
  2. Marcela em

    Que lindo!
    Que a Melanie continue sendo abraçada com todo esse círculo de amor envolto nela. Que venham muitos e muitos mais momentinhos de felicidade como esses. Que só quem está ‘criando pessoas’ é quem entende. Fiquei muito emocionada.
    E se ninguém te disse até agora: VOCÊ ESTÁ FAZENDO UM ÓTIMO TRABALHO!

    Abraços!
    Feliz 7 anos para a Melanie!!!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Marcela em

      Muito obrigada pelo carinho! <3

      Responder
  3. Monica em

    Realmente essa atitude mostra que você está passando valores para seus filhos o que está se tornando mais raro hoje em dia. vejo muitos pais falando que prepara os filhos para a vida mas esquecem de ensinar o essencial, parabéns, espero que mais pessoas acessem esse site para se inspirar e assim plantar sementes boas para esse mundo.

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Monica em

      Obrigada, Monica! :)

      Responder
  4. Miriam Pinheiro em

    Muito lindo… me emocionei! É muito bom vermos que estamos no caminho certo, nessa grande missão que a vida nos dá: educar nossos filhos. Parabéns pelos filhos que tem. Parabéns pela mãe que é. Gosto muito do seu blog.

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Miriam Pinheiro em

      Muito obrigada, Miriam! <3

      Responder
  5. Bárbara Sena em

    Chorando litros!!! Vocês são muito abençoados!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Bárbara Sena em

      Muito obrigada, Bárbara! <3

      Responder
  6. Luciana S em

    Michelle,
    Os teus textos que falam da relação entre pais e filhos quase sempre me fazem chorar, por serem tão simples e ao mesmo tempo tão tocantes.
    A minha Cecília também é de agosto, ela completou 2 aninhos no dia 09. É engraçado como fico triste por ela estar deixando de ser bebê mas também maravilhada com cada pequena conquista dela.
    Parabéns pelo aniver da filhota.

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Luciana S em

      Muito obrigada por suas palavras, Luciana! <3

      Responder
  7. Ângela Carneiro em

    Parabéns Michelle, me inspiro muito em você sabia, acho até que temos umas coisinhas em comum, quando eu era adolescente AMAVA My Chemical Romance, eu casei no dia em que o Leo nasceu 17/11/13 e muitas outras coisas rsrsrs mas as que mais admiro é sua maneira de criar e educar, e nesse momento meus hormônios de grávida estão me fazendo ir as lágrimas com seu texto! Um beijao.

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Ângela Carneiro em

      Oi Ângela! Nossa, que bacana todas essas coincidências! <3 Obrigada por comentar e tudo de melhor para você e seu bebê! Beijo grande

      Responder

Deixe seu comentário!