Mãe Organizada 24 mar 2012

Dicas para dormir bem à noite

 

Somente as mães conhecem a importância de poucas horas de sono bem dormidas, especialmente com recém-nascidos ou mais de um filho em casa. Quando meu filho nasceu, eu tive grande dificuldade para dormir porque demoro para pegar no sono, o que me roubava minutos preciosos toda vez. Eu não sou médica nem cientista, mas aprendi na prática como aproveitar melhor o meu tempo disponível para descansar e compartilho aqui algumas técnicas com vocês.

A noite tem três partes

E todas elas devem ser levadas em conta ao se pensar em uma boa noite de sono. Para mim, toda a rotina antes de dormir é importante. Essa é a primeira parte – a do adormecer. A segunda parte é o sono propriamente dito. E a terceira é a hora de acordar – que, para mim, é a mais importante das três. Pense nessas três partes e no que você pode fazer para melhorá-las. Será que um adormecer mais tranquilo não cairia bem? O que pode melhorar o sono noturno? E o despertar?

Jante cedo, mas não vá para a cama sem comer algo

Nada de jantares pesadões, como batata assada com carne de porco, e jante pelo menos três horas antes de ir dormir. Se você deixar para o seu organismo fazer a digestão quando você está dormindo, você não conseguirá descansar direito, mesmo que durma. Dormir com fome, no entanto, tem a mesma reação, então habitue-se a comer uma pequena ceia antes de ir para a cama. Eu sugiro uma xícara de chá e uma fruta leve, como uma pera ou maçã.

Não beba

Sim, muitas vezes tomamos um cálice de vinho no jantar ou saímos com alguma amiga para tomar um drink, mas evite tudo isso o quanto puder. Além de tudo, você acordará menos disposta do que poderia. Para quê?

Distraia-se antes de dormir, mas evite os eletrônicos

Isso significa não checar e-mails ou ver televisão cerca de uma hora antes de ir para a cama. Tome um banho, leia um livro, medite, olhe pela janela, ouça música, enfim, o que quiser para te tirar um pouco da loucura do dia-a-dia e te relaxar. Você precisa disso. Se eu checo meus e-mails pouco antes de ir dormir, fico extremamente agitada e é dificílimo me desligar para conseguir pegar no sono. Portanto, estabeleço um limite para o computador (trabalho com internet). Tento fazer tudo o que preciso no tempo que estabeleci e, quando dá o horário, eu simplesmente paro tudo e vou descansar. minha saúde é tão prioridade como todo o resto (se não mais!).

O sono é cumulativo

Você já deve ter percebido isso. E, com filhos, dificilmente você conseguirá dormir até tarde em um dia comum. Portanto, seu sono precisa ter qualidade. Faça o possível para descansar até se sentir bem, para só então pensar em alguma extravagância.

Exercício físico ajuda

Depois que voltei a caminhar todas as manhãs, meu sono melhorou demais todas as noites. Sabe quando seus filhos brincam muito o dia inteiro e depois capotam na cama? Mesma coisa. Além de todos os benefícios para a saúde que sabemos que a prática traz.

Evite cafeína, chá e chocolate

Especialmente à noite. Se não puder evitar, consuma esses estimulantes somente pela manhã.

Tome um banho antes de dormir

Ele pode fazer parte do seu “ritual noturno de relaxamento”. Não precisa ser um banho longo – apenas morno e relaxante. Aproveite os poucos minutos para si mesma para pensar na vida. O banho morno também prepara o seu corpo para o sono. Facilite a coisa toda comprando itens relaxantes como velas aromáticas, esfoliantes corporais e hidratantes cheirosos.

Rotina é essencial

Mantenha um horário para dormir e acordar todos os dias, mesmo aos finais de semana. Isso manterá seu organismo acostumado com o horário, evitando desordens e cansaços aparentemente sem motivo. Você já dormiu muito e acordou se sentindo mal? É por isso. Quando você dorme e acorda todos os dias na mesma hora, em pouco tempo sequer precisará de despertador.

Coloque seus filhos para dormir mais cedo

Existem centenas de estudos comprovando que as crianças ficam irritadas no dia-a-dia porque estão dormindo pouco. Até os cinco anos de idade, as crianças podem ir para a cama por volta das 19h, para repôr as energias de um sono agitado. 20h é um horário tolerável, mas depois das 22h, com certeza não!

Beba água

Há algum tempo, li uma reportagem que dizia que a irritação que sentimos no dia-a-dia pode ter mais a ver com desidratação que com estresse. Portanto, beba água quando acordar e durante o dia inteiro. E não adianta tomar dois litros de uma vez – o negócio é ir mantendo seu corpo hidratado aos pouquinhos. Leve uma garrafinha para lá e para cá com você.

Tire toda forma de luz e eletricidade do seu quarto

Sabe o stand-by da televisão? Acabe com isso. Aliás, tire a tv do quarto. Deixe só um abajour. Para as janelas, providencie cortinas com black-out, que barram toda luz, inclusive durante o dia. Isso pode facilitar muito a sua vida se você tem um recém-nascido e está se recuperando das noites mal-dormidas.

Algumas de vocês podem postar nos comentários que eu não escrevi que “dormir oito horas por noite” é essencial. Posso ver a mãe de um recém-nascido que não dorme nem três horas seguidas dando gargalhadas de desespero nesse momento! As necessidades de sono das pessoas são diferentes. Tem gente que dorme quatro horas todas as noites e fica bem, assim como outras precisam de 10 horas de sono. Se você tem um recém-nascido em casa, precisa dormir quando ele for dormir. Com filhos mais velhos, aproveite as duas horas seguintes ao sono deles para colocar a casa em ordem, descanse e depois vá dormir. Não fique acordada até tarde quando deveria estar dormindo. Acho que essa é a principal dica.

Só com o sono em ordem conseguimos ter pique para todas as tarefas do dia-a-dia. Se você é mãe de um recém-nascido, esqueça tudo o que não envolva os cuidados com ele e com você (a louça pode esperar – o seu sono, não) e procure ficar o melhor possível. Boa sorte.

por Thais Godinho, do blog Vida Organizada


por editora do blog Vida Organizada


Brinquedos 23 mar 2012

Boneca Fala Neném Interativa da Sid Nyl

Apresento-lhes a boneca responsável por fazer minha filha não só gostar de bonecas, como também perder o medo de bonecas falantes.

A boneca tem um ótimo tamanho para Olívia pegar (mais ou menos 40 cm), é fofa e gostosa de abraçar. Além disso, ela fala! Quando vi que ela falava pensei que minha filha não gostaria, mas com essa boneca foi diferente. Ela fala de uma maneira bonitinha, sem ser muito alta e estridente como a maioria das bonecas do mercado e acho que foi isso que agradou a Olívia.

 

Ela fala 30 frases e é educativa! Ensina algumas rimas infantis e coisas como o que é esquerdo e direito. Ela fala, tem cócegas, dá risada e boceja de sono! É uma graça!

É recomendada para crianças maiores de 3 anos, mas Olívia ganhou de presente de Natal dos meus padrinhos. Não vi nenhum perigo aparente em dar essa boneca para uma criança da idade da minha filha, já que não tem peças pequenas que ela possa engolir.

A classificação etária pra maior de 3 anos, se deve a um joguinho de dedoches que vem junto com a boneca e que por ser pequeno possibilita que a criança engula.
Aqui em casa eu joguei fora o joguinho e pronto!

Olívia ama de paixão essa boneca e anda com ela no carrinho little mommy pra cima e pra baixo! Foi com ela que Olívia aprendeu a falar “neném”. Coisa linda de se ver! E podem reparar que a boneca está até sujinha, de tanto que é carregada pra cima e pra baixo!

Preço médio: 79 reais

Conclusão: É bonita, macia, educativa e fácil para a criança carregar! Seu melhor atrativo é ensinar coisas fofas para a criança! Eu recomendo!





Shampoo e Condicionador Crescidinhos da Johnson’s Baby

A linha Crescidinhos da JOHNSON’S® baby é especialmente desenvolvida para crianças a partir dos 2 anos de idade. São embalagens divertidas e fórmulas exclusivas que limpam com suavidade e perfumam o corpo todo.

 

 

Aira Moraes Trevizan – mamãe do Rafa (6 anos) e da Bia (1 anos e 4 meses)

 

O Rafa (6 anos) toma banho sozinho há uns anos, mas quando ele ia lavar a cabeça sempre me chamava. Ora tinha dificuldades de abrir o pote (eu usava a linha baby da Johnson’s ainda), ora deixava um monte de shampoo cair e escorria pelas mãos e ficava me chamando para ajudar.

Fui ao supermercado e comprei o shampoo e o condicionador da linha “Crescidinhos”. Eles tem uma tampa mais fácil de abrir e fechar, um formato mais fácil de segurar, é mais consistente, escorre menos das mãos e continua não ardendo nos olhos. O cheiro dele lembra um pouco o amarelo da linha baby.

O cabelo do Rafa ficou brilhante, cheiroso e o condicionador deu conta de tirar os nós – que não são muitos.

Ele gostou muito de ter essa autonomia e adorou e desenho da embalagem, que vem com com 200ml.

Preço: Comprei no Pão de Açúcar por R$7,90 (shampoo) e R$8,90 (condicionador).

Conclusão: Recomendo!

Esse produto contém Quaternium-15.

Leia mais aqui: http://vidamaterna.com/de-olho-nos-produtos-infantis-quaternium-15-e-outros-componentes-quimicos/




Palavra do Blog 22 mar 2012

Dia Mundial da Água

Curiosidade: Para o nosso organismo, a água é mais importante do que o alimento. Sem alimento,  uma pessoa pode sobreviver até 40 dias (segundo pesquisas). Já sem a ingestão de água, dificilmente alguém sobreviveria por mais de 4 dias.


por mãe da Mel e do Leo


Higiene & Cuidados 22 mar 2012

Fraldas Descartáveis Huggies Pull-ups

 

Há muito tempo tenho curiosidade de testar essas fraldas e finalmente Olívia chegou ao tamanho adequado para experimentar. Essas fraldas são conhecidas como as fraldas do “pré-treinamento”, ou seja, para serem usadas logo antes de se começar o desfralde. Não, não estamos no desfralde por aqui ainda! As fraldas são em forma de calcinha/cuequinha, o que já demonstra uma época de “transição”para a criança.  O modo de vestir também é igual ao de uma calcinha/cuequinha, o que torna mais difícil a missão dos pais de por a fralda na criança. Pelo menos por aqui, Olívia parece um polvo na hora de trocar de fralda.

 

 

A fralda possui desenhos de estrelinhas na parte da frente que simplesmente desaparecem quando é detectado o xixi. Tem gente que diz ser um meio de motivação para a criança aprender sobre seco/molhado, mas eu acho mesmo que é apenas um jeito fácil de avisar aos pais se tem xixi ou não na fralda.

A numeração da fralda é diferente e começa em G e segue da seguinte forma: G – de 9 a 14,5 kgs, EG – de 14,5  a 17 kgs e EEG – acima de 17 kgs. O interessante é que conforme o número da fralda vai aumentando, o número de fraldas dentro do pacote vai diminuindo, dessa forma: 12, 10 e 8 fraldas por pacote. Um sinal de que com o passar do tempo, o número de fraldas necessárias vai diminuindo.

Apesar de forma de calcinha/cuequinha, a fralda é do tipo cavada anatômica, o que todos já sabem, ser meu formato favorito.  E o mais importante de tudo para mim: na parte traseira tem uma indicação de que tal lado deve ser usado para trás. Inicialmente eu não tinha percebido essa indicação e fiquei uns bons minutos tentando descobri qual era a frente da fralda!

 

As abas laterais da fralda são largas, o que ocasiona um melhor vestimento. Além disso são flexíveis, o que facilita demais e torna a fralda bem mais confortável! Pelo fato das abas laterais  serem coladas uma na outra (e pelo fato de eu não ter lido toda a embalagem da fralda!), eu me bati um pouco pensando em como tiraria a fralda caso ocorresse um cocô. Pensei que iria fazer a maior sujeira simplesmente abaixando a fralda como se faz com uma calcinha. Pois é. Acontece que não é  mesmo para ser feito dessa maneira. Se você não leu a embalagem como eu, provavelmente acontecerá o mesmo que aconteceu comigo e você descobrirá sozinha através do seu instinto materno: as abas laterais são feitas para serem rasgadas na hora de tirar. Elas se rasgam fácil, se puxadas; mas não fácil o suficiente para se rasgarem sozinhas! E são práticas viu?

Usei também durante a noite e não vazaram após 10 horas de sono ininterrupto! Óbviamente, que por serem fraldas de pré-treinamento, elas não devem ter uma absorvição tão boa quanto uma fralda noturna, por exemplo, mas aqui duraram muito bem e não vazaram!

Preço médio: 15 reais  o pacote com 12 unidades de fraldas G

Conclusão: Mais do que aprovadas! Apesar de ainda não estarmos na fase de desfralde, volta e meia Olívia usa, principalmente fora de casa!





© Vida Materna | 2011
Todos os direitos reservados

Powered by WordPress tema por xCake