21 ago 2012

O medo e suas manifestações na infância

É muito comum a criança sentir medo, ele faz parte de seu desenvolvimento, e se manifesta de diferentes maneiras em diferentes períodos de sua vida.

Está intimamente relacionado com o medo, o fato da criança ainda não saber lidar com os limites. Para que a criança adquira autoconfiança é preciso saber lidar com os limites.

Para desenvolver autoconfiança é preciso dar a criança condições e suporte para que se lance ao desafio e faça experiência para descobrir o seu potencial. Isso exige coragem por parte dos pais e também da criança.

Quanto mais corajosa a criança for mais coragem os pais precisam ter para acompanhá-la nessa tarefa.

O medo não é apenas algo natural e também necessário para a sobrevivência, é instinto de proteção. A forma de tratá-lo é que deve ser mudada. Não se pode viver em função do medo e sim saber interpretá-lo.

Quando a criança é estimulada a ser mais confiante, ela se torna mais sociável e assim mais alegre e feliz.

Diante de um desafio, como descer um degrau de escada, o alerta dos pais deve ser de encorajamento e nunca dizer: olha o degrau, vai cair! Mas sim orientá-la como fazê-lo para descer com segurança, só interferindo quando necessário.

O medo também pode se originar de um desafio apresentado à criança superior a sua capacidade de compreensão ou maturidade. A sensação de incompetência gera medo.

Por exemplo: exigir que uma criança domine a escrita e a leitura antes de estar apta para isso gera insegurança, portanto medo.

Exigir que uma criança com menos de dois anos não use fraldas e peça para ir ao banheiro sem ter maturidade e treino para isso é exigir dela além da sua capacidade, isso gera medo.

Zombar do medo de uma criança, dizendo que é uma bobagem o que ela está sentindo ou dizer que ela é uma fracote, é algo inadmissível, é desrespeito aos seus sentimentos e eles são verdadeiros.

As ameaças são perigosas e potencializam o medo. Muitas vezes com o intuito de protegê-la os pais dizem a uma criança: não vá naquele lugar porque lá tem bicho e vai te pegar! Ao invés de dizer isso é melhor alertar com clareza e veracidade como: não vá naquele lugar que você pode se machucar e eu quero te proteger.

Os medos aparecem em diferentes fases da vida da criança. Os bebês se amedrontam com barulhos e sons altos e também ao se expor á intensa claridade.

A partir dos dois anos já o medo é de animais e também de ser abandonada pelos pais quando se ausentam, por isso devemos sempre informá-las dos acontecimentos. Por isso a escola deverá ter bons critérios e procedimentos corretos para o período de adaptação da criança na escola nessa faixa etária, levando em consideração esses princípios.

Por volta dos três anos surge o medo do escuro, dos monstros e tudo que povoa sua imaginação que agora é muito fértil. Este medo é maior à noite na hora de dormir, pois é a hora que ela fica sozinha.

Aos seis anos a criança começa a ter medo da morte, principalmente da morte dos pais. É uma fase em que se aproxima da posse do raciocínio lógico, da capacidade de abstrair conceitos, por isso a morte é compreendida como algo irreversível e isso gera muito medo.

Até esta idade é normal a criança ser muito espontânea, agora passa a ter medo de se expor. É uma fase de transição para um novo ciclo de vida que inicia aos sete anos, por isso o medo.

Diante disso, os pais e educadores devem tratar desse assunto com naturalidade, com atenção e com carinho, acompanhando e observando a criança em cada fase, com suas características próprias. Caso o medo se manifeste exageradamente, pendendo para o pânico, procure um profissional especializado para avaliação e ajuda.

20 ago 2012

Fraldas Descartáveis Huggies Up & Go

Nossa, já tem cinco meses desde que eu falei sobre fraldas aqui pela última vez :)

Assim que soube do lançamento da Up & Go (e do bafafá em torno das amostras grátis que seriam enviadas – vocês receberam, aliás?) fiquei super curiosa pra testar. Comprei logo após o lançamento, pela internet. Ao vivo e a cores ainda é meio difícil de encontrar.

A princípio eu achei que ela foi lançada como substituta da Pull-Ups, mas aparentemente não, visto que ambas as fraldas permanecem no site da Huggies e a descrição de cada modelo também é diferente.

Up & GoSabe aquela fase em que o bebê adora se movimentar sozinho e não quer mais saber de parar a brincadeira para trocar a fralda? Huggies Up&Go garante liberdade para ele e mais facilidade para você nesse momento.

Pull-Ups: Chega o momento em que o seu bebê já é quase um mocinho: anda sozinho, se comunica bem e ele mesmo já começa a mostrar desconforto quando a fraldinha está suja. Huggies Pull-Ups é a última fralda do seu bebê: facilita a fase do desfraldamento e deixa tudo mais natural para seu filho.

Ainda sim, acho que ambas servem para o período de desfralde, mas só quando chegarmos lá poderei dar uma opinião real sobre elas. Vamos aguardar então!

Voltando a Up & Go: A fralda é super maleável e macia, porém é mais grossa, mais volumosa, sabem? Ela possui elástico na frente e atrás e um desenho que imita uma calça, com bolsinhos atrás, o que identifica também que esta parte deve ficar no bumbum.

As abas são bem elásticas, daquele material que parece um tecidinho, super macio. Nelas estão as fitas azuis que fecham a fralda com o sistema de velcro. E aí entra a parte que eu não me adaptei ainda.

O velcro se desgruda com facilidade e às vezes acontece de você estar colocando a fralda e ele começar a se soltar. Tudo bem que é só colar denovo, mas isso também facilita da própria criança abri-la. A Melanie por exemplo passou por umas semanas onde só o uso de body impedia que ela tirasse a fralda e saísse aprontando por aí.

Acho que deveria existir uma maior aderência entre a fita azul e o material das abas. O lado bom porém, é que isso permite o ajuste conforme a cintura da criança. Já a Pull-Ups não tem essa abertura lateral (tem resenha dela aqui)

No quesito absorção a fralda é ótima e segurou super bem uma quantidade grande de xixi. Só não testei como fralda noturna porque esse não é o propósito dela afinal.

Os tamanhos disponíveis são G de 9  a 14 kg e XG-XXG de 13 a 17 kg. A Mel pesa 12kg, está usando o tamanho G e dá pra ver que sobra um pouquinho, mas nada demais.

Tomara que eles não tirem a Pull-Ups do mercado com o lançamento da Up & Go, porque na minha opinião, a Pull-Ups é melhor.

Preço médio: R$22,00 (pacote tamanho G com 19 unidades)

Conclusão: A fralda é ótima e gostei bastante da praticidade em vestir a fralda como calcinha/cuequinha, embora eu ainda prefira a Pull-Ups que não tem abertura dos lados. Vamos ver quando “entrarmos em desfralde”, qual das duas será melhor.

18 ago 2012

No recreio

Acho essa música e clipe muito fofos, especialmente por serem da Cássia.

A maternidade chega, muda, transforma, adapta, arranja tudo. E isso vale pra todo mundo, até mesmo para as pessoas como ela,  “fora do padrão” que a sociedade impõe e dita como correto. As cenas de amamentação no final  são muito bacanas :)

No meu coração fiz um lar
O meu coração é o teu lar
E de que que adianta tanta mobília
Se você não está comigo
Só é possível te amar
Ouve os sinos, amor
Só é possível te amar
Escorre aos litros, o amor

17 ago 2012

Festa Vintage Milk & Cookies (com o clássico azul e marrom)

Já tem um tempinho que pipocam por aí festas nas cores rosa e marrom ou azul e marrom, sempre com o tema ursinhos. A decoração normalmente é a coisa mais fofinha do mundo, com muitos ursinhos fofos sentados em banquinhos brancos e tudo mais.

Mas, você pode variar o tema mantendo as cores, que casam super bem em festas.

O tema dessa festa é Milk & Cookies e eu apaixonei assim que vi. Cheia de detalhes bacanas, entrou pra minha lista de festinhas pra menino (caso eu venha a ter um!), junto com Pequeno Príncipe, que é outra festa linda.

Olha só a lindeza!

via hwtm

Ps: A festa da Mel foi ótima e logo conto mais detalhes. Tamanha a correria que eu não tirei nenhuma foto, nem de celular. Por isso estou esperando nossa fotógrafa querida (logo devo falar dela por aqui tbm!) me mandar e daí faço um post bem bacana, um só com detalhes da decoração, ok? :)