Quarto do Bebê – Como decorar?



Dando continuidade aos posts sobre o quarto do bebê - com textos especialmente selecionados do blog Vida Organizada – o assunto de hoje é um dilema na vida de muitas gestantes. Espero que essas ótimas dicas ajudem vocês na hora de decorar o quarto dos pequenos.


Escolha uma cor predominante
De preferência, a sua cor preferida. Se você vai ter uma menina, será que precisa ser rosa, mesmo você preferindo laranja, por exemplo? Dá para usar qualquer cor. Esqueça o velho clichê de rosa para menina e azul para menino. Dá para fazer combinações lindas usando quaisquer cores. Escolha a cor principal e já terá um guia. Dica: escolha uma cor que já tenha predomínio em outras áreas da casa.

Escolha as outras cores

Não é preciso ser uma expert em artes ou decoração para combinar cores. Um esquema que dá muito certo é o seguinte: ter uma cor principal, que norteará a decoração (você já escolheu acima); duas cores neutras que geralmente guiarão os móveis, mas fuja do combinandinho (branco, marrom, preto, bege, prata, cinza etc); uma cor pastel relacionada à cor principal (rosinha para pink, azul calcinha para turquesa, ou verde limão pastel para turquesa, azul calcinha para vermelho, amarelo para laranja etc); e uma outra cor forte contrastando com a cor principal. Difícil?
leia o artigo completo sobre combinação de cores aqui


Suponhamos que a sua cor principal seja o vermelho. As cores pastéis que vão bem são as cores ao lado: rosinha e salmão, por exemplo. A cor forte que contrasta é o verde. Certo? Sim, mas nada impede que você brinque com as cores. Você pode usar um verde pastel com o vermelho também.

Não use as cores fortes em excesso
Escolha poucos itens, talvez os que você queira destacar, ou mesmo pequenos detalhes. Um bichinho de pelúcia, um abajur, um detalhe em um quadro, uma almofada. Se quiser pintar algo grande em uma cor forte (o berço, por exemplo), pegue leve no restante.

Use mais as cores neutras e fracas (pasteis)

Paredes, tapetes, cortinas, roupa de cama.

Definida a primeira cor, já comece a garimpar

Desde o começo da gravidez. Se você deixar para começar a decoração lá na frente, vai ter que se sujeitar aos artigos de sempre comprados nas lojas de bebês. Garimpe! Em seus passeios, vá ao shopping, em lojas de decoração, em feiras de antiguidades, em lojas de arte, em feiras de artesanato. Leia blogs, sites e revistas de decoração, quando tiver um tempo. Isso lhe dará uma informação enorme de decoração e ideias ótimas.

Compre somente itens pelos quais se apaixonar

Nada de ir ao Brás e comprar uma infinidade de coisas só porque são baratas. Fuja da quantidade e preze pela qualidade. Tenha a sua cartela de cores em mente quando for em lugares assim para comprar bastante coisa. De nada adianta ver um cobertor rosa e vermelho lindo se está usando lilás na decoração. É esse tipo de detalhe que faz diferença entre um quarto lindo e um quarto qualquer, bagunçado, desordenado. E compre somente aquelas coisas que vir e disser: “é lindo, precisamos comprar um desses!”. Nada de toalhas “porque estavam tão baratinhas” ou um kit berço que foi presente, se não tem nada a ver com o restante do quarto.

Fuja do óbvio

Border, móveis brancos, cores pasteis em demasia, formato berço + guarda-roupa + poltrona de amamentação. Como se foge do óbvio? Garimpando antes, com calma, em vez de deixar tudo para a última hora.

Não procure só em lojas de bebês

Vá por último nessas lojas! Como eu disse acima, frequente lugares diferentes. Se você fizer direitinho, deixará pouca coisa para ser comprada nas lojas específicas para quartos de bebês. Geralmente, do berço não dá para fugir. Apesar de berços comprados em lojas de antiguidades serem lindos, preze sempre pela segurança do bebê.

Customize

Você sempre pode pintar um berço branco de outra cor, contanto que faça isso meses antes de o bebê nascer (por causa do cheiro forte da tinta). Não fique de mimimi porque só existem berços brancos. Você também pode encapar caixas com um papel lindo que encontrou em suas andanças. Ou pedir para a sua mãe habilidosa para costurar a capa do trocador, ou fazer a cortina. Não pense só em comprar itens prontos. Muita coisa pode ser feita! Caixas pintadas, kit higiene, roupa de cama, bichinhos de pano, enfeites diversos de decoração. Na internet há um passo-a-passo para cada coisa que você quiser fazer.

Cuidado com “temas”

Escolher um tema para um quarto é chato e a coisa mais óbvia que existe. É claro que você pode ter, lá na sua cabeça, um tema para nortear algumas aquisições. Mas temas tipo “Princesas Disney”, “Moranguinho”, “Carrinhos”, “Trenzinhos”, “Safári” são chatos, clichês e fogem do original. É claro que você pode utilizar um tema, mas não caia na armadilha da decoração fácil, deixando o quarto do seu filho tão genérico e sem personalidade que qualquer bebê poderia viver ali. Tenha o tema mas vá além – não se prenda às ideias das lojas para bebês. Quer fazer safári? Comece pensando em cores diferentes, estampas, bichinhos comprados em outro lugares, e não no velho bege, verde, marrom, laranja, leões, girafas, hipopótamos bordados… zzz…

Foque nas funções que o quarto precisa ter

Um lugar para amamentar, um lugar para o bebê dormir, um lugar para trocá-lo. Não coloque a decoração acimas dessas necessidades, pois além de lindo o quarto também precisa ser funcional.

Não pense só no recém-nascido

Pense também no bebê que seu filho se tornará daqui a poucos meses. Um bebê que engatinha terá espaço nesse quarto? E brinquedos? Se encontrar um brinquedo super fofo, mas que só será usado quando ele tiver uns 8 meses, compre mesmo assim! Ele vai usar e você já deixa no quarto, dando personalidade. O mesmo serve para livros. Atente também para a segurança do quarto. Pense em tudo desde já, ou deixe margem para as modificações (um portãozinho na escada, grades nas janelas etc).

Fique dentro das suas necessidades

E espaço. Não adianta querer entulhar um quarto pequeno de móveis se você não tem espaço para tanto. Procure soluções proporcionais ao que vocês tem. Também não saia comprando desenfreadamente se você pode utilizar itens que já tem em casa. Aquela poltrona linda, sem uso, não pode servir de poltrona de amamentação? Claro que pode! Faça compras em casa também e descobrirá o quanto você já tem. Esqueça aquelas listas enormes de enxoval – na verdade, utilize-as somente como guia, jamais como regra. Não compre algo que seja bonito mas que não caberá ou não ficará bem no quarto. Esqueça. Existem milhares de opções e você encontrará outra mais adequada.
E, por último: fuja das regras! Ignore tudo o que eu falei acima e siga seu coração, pois o quartinho do seu filho deve ter a cara de vocês, única e exclusivamente. As dicas acima são somente uma orientação. Tenho certeza que você já tem muitas ideias e não vê a hora de colocar a mão na massa! Só espero que a minha experiência possa te nortear um pouco.

por mãe da Mel e do Leo



Organizando a roupa de cama

imagem: marthastewart.com 

Esses tempos vi essa dica super simples e bacana para manter a roupa de cama organizada no blog da Thais – o Vida Organizada – e já anotei aqui para colocar em prática na casa nova. Achei que fica super bonito e acima de tudo, super prático.

Você pode separar a roupa de cama por tamanho (solteiro, casal, queen, king), por cômodos (quarto do casal, filhos, visitas, etc) e ainda, por cartela de cores também. Como você achar melhor.

Dicas Extras

Para evitar as indesejáveis bolinhas, roupas de cama e banho devem ser trocadas regularmente e devem ser lavadas à parte do restante das roupas (hum, tá explicado as bolinhas em alguns dos nossos lençóis…). Use pouco detergente/sabão, já que usado em excesso deixa as fibras endurecidas – principalmente as toalhas. O amaciante também deve ser usado em pouca quantidade, já que ele reduz a capacidade de absorção de água pelo tecido e forma aquela película estranha sobre os fios.


por mãe da Mel e do Leo


Alimentação 8 dez 2011

Porta Leite em Pó Sanremo

Já contei para vocês neste post que a Sanremo lançou recentemente a linha Sanremo Baby e depois de usar o Copo com Alça, agora foi a vez do Porta Leite em Pó ser testado.

Todos os produtos dessa linha tem formatos arredondados, com um design bem bacana e cores fortes. São atóxicos, livres de BPA e podem ir ao freezer e microondas.

O Porta Leite em Pó tem um tamanho padrão em relação aos demais e também possui três divisórias internas, com capacidade para 285ml.

O que eu senti falta foi de uma tampa transparente, como a maioria dos potes para leite em pó tem. No caso desse da Sanremo, você tem que girar a tampa e olhar pela lateral se a abertura está bem no meio da divisória que você quer usar.

clique para ampliar 

Além disso, a tampinha que você usa para fechar ou liberar o leite em pó, com o uso contínuo, acaba quebrando bem na junção com a tampa do pote. A minha ainda não quebrou, mas já dá pra ver o desgaste do plástico e que ele não deve durar muito. A leitora Julia Sader já tinha nos alertado que isso poderia acontecer.

Preço médio: R$5,90

Conclusão: É um produto razoavelmente bom levando em consideração o preço super baixo, mas como eu disse acima, faz falta uma tampa transparente e, além desse detalhe, ainda tem a quebra da tampinha menor que se desgasta com o tempo. Melhor investir um pouco mais e comprar um pote mais duradouro.


por mãe da Mel e do Leo


Acessórios 7 dez 2011

Copo Active Cup Nuk

Olívia aprendeu que se ela virar o copo de transição da MAM de ponta cabeça, o suco cai todo no chão e é super legal espalhar pela casa inteira.

A solução foi comprar um copo que não vazasse quando virado de ponta cabeça. Eu pesquisei um monte antes de comprar e resolvi comprar esse da Nuk por vários motivos:

1) Ele realmente não vaza
2) O bico é de silicone e não aqueles tipo garrafinha, que corria o grande risco da Olívia não aceitar
3) Ele não tem peças/travas/etc internas. Sei que muita gente acha o máximo quando tem algum dispositivo dentro do copo pra evitar que vaze, mas eu sou o contrário. Quanto menos peça pra lavar, melhor!

Esse copo não vaza graças ao bico de silicone que é feito de uma maneira que só sai o líquido com a sucção. Não dá pra ver direito na foto, mas o bico tem um furo na base que propicia isso.

No começo Olívia não gostou muito, principalmente porque ela virava ele de ponta cabeça e não saía nada, acabando com a diversão dela. Decidi só dar esse copo pra ela ao invés do MAM pra ver se ela aceitava e ela eventualmente aceitou. OBA! Agora ela só toma água nesse copo! E como toma! O dia inteiro!

Tem capacidade de 300 mls e é compatível com os acessórios da linha First Choice da Nuk.
Vem com um clipe que dizem ser prático pra prender na roupa ou em alguma bolsa, mas eu não acho prático andar com um copo pendurado em mim, então não concordo! hehe

Recomendado para crianças acima de 12 meses

Preço médio: 39 reais

Conclusão: Eu e Olívia adoramos. É o único copo que ela aceitou e é unânimidade lá em casa.




Brinquedos 6 dez 2011

Meu Mini Computador Backyardigans Dican

Esse é um dos presentes que Olívia ganhou no aniversário de um ano. Ela é simplesmente gamada nele. Ele ensina as letras A, B e C e os números 1 , 2 e 3. Funciona com 2 pilhas AA e tem uma música que toca infinitamente para o desespero dos pais. Sério, a música não acaba nunca!

Minha filha adora esse brinquedo, e eu confesso que odeio. Tem horas que tenho vontade de jogar ele pela janela de tanto que é barulhento. Não sei se minha filha que é meio desajeita, ou o brinquedo que não é muito durável, mas não postei foto própria dele aqui porque Olívia já detonou o brinquedo arrancando o mouse fora!!! Acho que na verdade ele é resistente, porque MESMO sem o mouse, ele funciona perfeitamente! hehe

Ah sim, ele também toca a música de abertura dos Backyardigans, motivo pelo qual eu acho que Olívia gosta tanto dele. Ela adora a abertura dos Backyardigans (só a abertura).

Preço Médio: 59.90

Conclusão: Minha filha adora! Quem não gosta são os pais que têm que escutar o brinquedo barulhento por bastante tempo!





© Vida Materna | 2011
Todos os direitos reservados

Powered by WordPress tema por xCake