06 nov 2012

Pagar de gatinha x Roupas da vovó: depois da maternidade, será que tem um meio termo?

Esse post estava nos rascunhos há tempos. Hoje, depois de mais uma vez “me bater” para me vestir, resolvi publicá-lo.

Eu sempre amei tudo relacionado à moda (meu seriado preferido sempre foi Sex and the City) e eu tinha um estilo bacana até, sabia combinar coisas mais caras com coisas mais baratinhas, criava um mix legal. Mas agora…. olho as roupas e parece que nada tem a ver comigo! Parece que só tenho duas opções: ou pagar de gatinha ou usar roupas de vovó mãe. Ainda acho melhor pagar de gatinha. Ou não.

Antes da gravidez, eu andaria por aí toda pomposa de cabelo solto, uma calça jeans justa, uma blusinha bacana, salto, brinco, pulseiras, relógio, bolsa, etc etc etc. Agora, imagino tudo isso mais: a bolsa da Mel, o carrinho da Mel e a própria Mel. Ela agarrando meu cabelo e tentando arrancar meus brincos (e por que não minhas orelhas!?), eu agachando pra pegar a chupeta que caiu no chão e pagando cofrinho… Ou então estar com ela no colo, linda em um vestido esvoaçante e de repente bater aquele vento e então dá-lhe bundalelê pra galera… imaginou? Fora outras milhares de situações que passamos com nossos filhotes. E chego mais uma vez à conclusão de que nada será como antes. Pelo menos não tão cedo.
 
Será que vou voltar ao normal um dia ou será que farei parte daqueles grupos seletos tipo: F@ck the Fashion, I Hate New Clothes, Same Clothes Everyday, Go Mendigo Style e outras? Vamos ver.

Esse texto foi publicado originalmente no Rocking Diapers (meu blog pessoal onde narrei toda a gravidez da Mel) em 22/12/10.

Relendo, concluí que vinte e dois meses depois, ainda não consegui voltar ao “meu estilo” de antes. Fiquei meio perdida em relação ao que eu gosto X o que fica bom para o meu corpo (e para minha vida!) depois da maternidade. Na verdade, acho que entrei para o time das básicas mesmo.

Hoje em dia quando vamos ao shopping por exemplo, olhando as vitrines eu só vejo três possibilidades pra mim: pagar de gatinha (= estar na moda), continuar no básico (muitas vezes sem graça) ou usar roupas com cara de vó.

Não que você tenha que ter um estilo, mas pra quem gosta de moda como eu, isso é algo natural e deveria ser algo simples até. Só que a maternidade nos faz passar por uma transição em relação ao nosso guarda-roupa e ao modo como vemos o ato de se vestir. Pelo menos comigo está sendo assim.

Mesmo tendo perdido todos os kilos da gravidez, as calças de antigamente não servem mais (ou servem, mas ficam muito baixas, tipo “pagando cofrinho” mesmo). As blusinhas de antigamente (a maioria com cara de adolescente) parecem ter encolhido e ficam com aquela faixa de um palmo da barriga aparecendo. Fosse há dez anos atrás quando eu queria mostrar meu piercing, tudo bem. Mas hoje em dia, não obrigada. Os vestidos, pfff… muito curtos para essa minha nova vida de mãe.

E eu não cresci não! Continuo com meus 1,65m. Já meus pés eu tenho certeza que cresceram um pouquinho (pelo que eu sei, isso acontece mesmo com algumas mulheres depois da gravidez). Hoje parece que eu calço 36,5…

Falando agora de calçados, eu adoro salto alto. Acho que sempre dá aquele ar mais chic, um ar mais arrumado a qualquer look. Mas já faz um tempo que meus sapatos de salto estão lá guardadinhos, muitas vezes acumulando pó em cima das caixas. Ali em cima, a foto de um dos meus preferidos (Carrie Bradshaw feelings)

É como se eu tivesse desaprendido a andar de salto alto com dignidade. E mesmo querendo usá-los de vez em quando, não tenho coragem nem destreza para colocar um saltão e sair com uma criança de 2 anos. Não enquanto eu estiver no meu juízo perfeito (morro de medo de cair quando estou andando com a Mel no colo #neurademãe. e isso sem salto. reflita.)

Depois da maternidade, meu look de guerra, meu uniforme, virou calça jeans, camiseta/blusinha e All Star. Às vezes uso um sneaker pra dar uma dignidade no quesito altura (eu tenho 1,65m) e ainda sim estar confortável. Os sneakers (esses com salto embutido) são super polêmicos e muita gente acha horrível. Eu adoro, não pela beleza do calçado, mas sim pelo conforto e praticidade. Botas de cano alto com salto baixinho também são muito usadas por aqui.

No verão, eu que não gosto das rasteirinhas e sandálias baixas, sou obrigada a me render. Ainda mais em dias quentes em que retenho líquido, salto alto nem pensar. Sapatilhas são uma boa opção porque são confortáveis e combinam praticamente com tudo. E também dão um ar mais arrumadinho, em comparação com as rasteiras.

Eu ainda amo moda, pesquiso a respeito, leio a Vogue com muito entusiasmo todo mês. Mas a verdade é que hoje em dia tenho preguiça de “montar um look”. Quero vestir o mais prático, o mais confortável, o mais simples. Dos acessórios, mantenho apenas o brinco (sair sem é como sair pelada, pra mim) e o relógio, às vezes uma ou outra pulseira. Até óculos de sol me incomoda nos dias de hoje. Não dá mais tempo nem vontade de caprichar, sabe? Não no dia a dia. Principalmente se você sai cedo de casa e antes precisa arrumar e levar o filho para a escolinha.

Claro que quando saio somente eu e o marido, consigo vestir uma roupa mais bacana, um salto e tal. Mas com a Mel, no dia a dia, nem pensar. Vamos nós de calça jeans, blusinha e All Star velho de guerra.

Aí volta e meia vejo a ex posh spice, Victoria Beckham, mãe de quatro filhos, que anda de mega saltão, toda trabalhada no glamour e veja só: com os filhos no colo. Primeiro, obviamente que a realidade dela é outra (mega outra). Segundo que é muito errado/perigoso andar com um salto exagerado desse quando se carrega uma criança no colo. Mesmo que ela seja um bebê levinho, de poucos meses. E terceiro que ela deve ter uma babá/ajudante/sei lá o que andando atrás dela para qualquer tipo de suporte que ela precise.

Mesmo assim, é de se indignar.

Victoria prestando um desfavor a auto-estima de quem não consegue mais andar de salto depois da maternidade.

 

Pelo menos minha paixão por maquiagem continua. Na teoria e na prática. Ufa.

Obs: Muito bem lembrado pela Larissa! Depois da maternidade, quando vamos comprar algo pra gente, acabamos comprando é para os nossos pequenos, isso sim….

E você? Recuperou seu estilo, seu guarda-roupa e seus saltos depois da maternidade ou ficou como eu, perdida no limbo da moda?

40 comentários no blog

  1. Marcela em

    Olá!
    Estou na mesma situação…
    Não tenho mais estilo!!!
    Espero reencontrá-lo em breve!
    Bj

    Responder
  2. Fábia em

    Além de não recuperar meu estilo, meu guarda-roupa e meus saltos, não perdi os quilos adquiridos na gravidez (e foram MUITOS, dos 28 só eliminei 10). Eu que não tinha nem UM sapato sem salto (até louça eu lavava de anabela alta), me vi obrigada a reconstruir meu estilo de roupas/calçados. Ainda não me adaptei a mim! :(

    Responder
  3. Larissa em

    ahhh… to na mesma…
    Saltos meio que larguei mao no dia a dia quando vim morar na Europa 6 anos atras, pq aqui antes nao andava de carro, era muito metro / trem e so de me deslocar dentro das estaçoes quase morria… Mas as roupas, passo o mesmo trabalho… Olho meu guarda roupa e a preguiça mata…
    E fora que mesmo saindo p comprar p mim, acabo comprando mais p a Bea, rsrsrs.

    bjs

    Responder
  4. Danielle Flaviano em

    Arf! Será que algum dia o estilo volta? Porque eu me sinto uma daquelas personagens de “Esquadrão da Moda”, que perdem o estilo por conta dos filhos, e eu assitia escaldalizada! E hoje, olha eu aqui! Minha filha tem 1 ano e 8 meses, e como é difícil se arrumar sendo mãe! Coisa louca! Mas vamos que vamos, tentando!

    Responder
  5. Pauline em

    Oi!
    Super me identifico!
    Até me empolgo para comprar algumas roupas, mas depois não consigo usar. As vezes me sinto alienada em relação a moda. Também sofro como “o que está na moda” X “o que fica bem no meu corpo”, pois só agora, um ano depois estou conseguindo perder os quilinhos acumulados.
    Amei o post!
    Bjs…

    Responder
  6. Rossana em

    Enfim alguém que me entende!! Eu duplamente sem estilo, pior a cada filho :O Mas ainda tenho esperança!!

    Responder
  7. Camila Tavares em

    Aff… me sinto assim tb!!! Minha filha tem 1 ano e 2 meses e eu ainda não voltei ao meu estilo… tb adoro moda, mas fico perdida com oq vai bem pra mim…msmo já tendo perdido todos os quilos q ganhei na gravidez. E o pior é q eu q SEMPRE amei maquiagem (até para ir a padaria eu usava blush, rimel e gloss) agora só uso quando vou a alguma festa… aiaiai Sera q meu caso tem solução???

    Ótimo esse post! Bjs

    Responder
  8. Maria Carolina em

    Queridas,
    Penso que isso acontece com todas nós. Depois de 2 filhotes e muitos quilos que ainda não sairam desse corpo que não pertence a eles, não existe estilo que resista. Sapato de salto já não entra em meu armário há 4 anos(idade do meu filho mais velho, eu nem sei mais como se utiliza tal objeto. Cada vez que tenho que sair provo todo meu gaurda roupa e acabo saindo com o bom e velho uniforme: calça, blusa e sapatilha e no fim das contas nem acho ruim, pois sou completamente LOUCA pelos meus pequenos.

    Responder
  9. Ada em

    Ainda bem que não estou sozinha nessa. rs

    Responder
  10. Fábia em

    Ah, Maria Carolina, também sou LOUCA por minha pequena, mas adoraria me reencontrar… :/

    Responder
  11. Mamãe do Otávio em

    Na minha curta vida (risos) eu quase nunca usei saltos, sempre fui meio básica então acho que to na mesma, mas bem o que tu disse, brinco aqui é só uma pérola, blusinha, calça jeans ou legging all star ou aquela butinas que eu n lembro o nome ou cuturno da cravo e canela sabe?
    não saio disso! e tbm acho que sair sem brinco é estar pelada! rsrsrs
    outra coisa é lápis e rímel, se estou sem, não sou eu!

    bjos

    Obrigada pelas dicas e por passar o link do protetor! bjooos

    Responder
  12. Karen Cristine em

    Ainnn amo seu blog e amei seu post.
    Estou passando exatamente por isso, rsrs tenho um filho de 1 ano e 6 meses e não sei mais em qual estilo me encaixo…Rsrs
    Tenho medo de usar uma roupa e pagar de gatinha como diz vc,mas tmbm tenho medo de usar algo que não seja para minha idade (24 anos).
    Depois da gravidez,realmente mudei a forma de ver meus looks,hoje dou prioridade ao conforto,sempre pensando que vou sentar para brincar com ele,correr atras dele,então acabo sempre ficando com a blusinha,jeans e all star ou sapatilha…
    Vida de mãe rsrs

    E que bom saber que não sou a única rsrs

    O dificuldade eim??

    beejos

    Responder
  13. Mistelko em

    Nunca tive lá muita paciência pra salto… só uso mesmo com o marido e em eventos. Com a baixinha, nem pensar!! Perigoso e dolorido! Quanto a estilo, tratei de redefinir logo e hj me cuido mais do q antes. A idade chega, tudo cai, a pele não é mais a mesma. E hj tenho uma baixinha pra influenciar, tenho q me cuidar pra ela aprender a se cuidar também. Então sinceramente, me cuido mais hj do que antes de ser mãe!

    Responder
  14. Luciana Ribeiro em

    Hahahaha! Amei esse post…Sempre penso nisso e chego a conclusão de que eu não tenho mais o mesmo estilo, porque mudei e não sou a mesma (tento me conformar com idade, mudanças no corpo, etc, etc, etc..), na verdade é o MEU consolo…Apesar de ter perdido todos os quilos que ganhei na gravidez, realmente não sou mais tão estilosa quanto antes…Como trabalho fora, me policio para ficar um pouco mais arrumadinha…Quanto aos saltos, amo, mas não uso sempre no dia-a-dia, não tenho mais pique, apesar de muitas vezes ser necessário, chego a noite exausta! E eles não passam nem perto dos da VIctoria Beckham!

    Responder
  15. Vanessa em

    Sou mãe há 4 meses, mas estou sem estilo. Sempre usei saltão, cabelão escovado e maquiada. Hoje em dia é sapatinhas, cabelo preso e uma maquiagem bem básica.

    Responder
  16. Anaile em

    Minha filha vai fazer 4 meses ainda tenho conseguido me montar pra sair, make e roupas e tal mas realmente e difícil ainda mais quando esta amamentando pq todas as suas roupas precisão de um decotinho ou botões pra vc sacar o peito a qualquer momento isso dificulta muito principalmente pra vestidos mas ainda tenho conseguido manter algum estilo embora salto nao faca parte da rotina mas em algumas ocasiões ja usei sim!! Mas cá entre nos Deus abençoe os sneakers!

    Responder
  17. MARY em

    OLHA O QUE ACONTECEU COMIGO: FUI NO MERCADO SOZINHA QUE É NA FRENTE DA MINHA CASA, SÓ PEGAR UMAS COISINHAS E ENCONTREI UMA CONHECIDA QUE ME DISSE: NOSSA, QUE CARA DE MÃE DE DOIS FILHOS QUE VC ESTÁ… AFFF… SOPHIA ESTÁ COM 2 ANOS E 4 MESES E PEDRO ESTÁ COM 2 MESES… E EU SÓ ANDO DE SAPATILHA, CALÇA JEANS E BLUSINHA, CABELO PRESO NUM RABO E SEM MAQUIAGEM… QUE PIOR… ACHO MELHOR A GENTE RECUPERAR NOSSO ESTILO RAPIDINHO!!! KKK

    Responder
  18. Telma Teixeira em

    Realmente a nossa vida muda bastante depois da maternidade, principalmente quando não tem ninguém para ajudar (mãe, sogra, babá, empregada e outros).
    Também optei pela praticidade e conforto depois das minhas gêmeas. Como trabalho fora, uso saltinhos e sapatilhas sem problema, mas acho lindo os saltos bem altos que estão na moda. Roupas , uso bastante jeans e blusinhas mais compridinhas e soltinhas. Apesar de ser magra e ter voltado ao corpo de antes nunca gostei de blusinhas coladas ao corpo e subindo na barriga. Também percebi que dá para usar vestidos e saias na altura do joelho ou mais compridas. Quanto aos acessórios nunca deixei de usar e acho que é o que dá vida as roupas básicas que muitas vezes usamos na correria. As meninas aprenderam que não podem mexer nem puxar nada (brincos, colares, pulseiras, cintos). Bjos a todas e não percam a esperança de voltarem a ser (estilo) como antes!

    Responder
  19. GLICILENE em

    vc leu meus pensamentos,que vontade de chorar… tem horas que me sinto uma velha,adorei deu post.

    Responder
  20. Giuliana em

    Ah, Gente, vamos dar um desconto para nós mesmas!!! Vejamos por outro lado: se não usamos mais salto, acessórios, hidratantes ou maquiagem como antes, é porque estamos nos dedicando de CORPO e alma à nossa nova atividade de SERMOS MÃES.
    Imagina ter que arrumar também o bebê e as coisas dele antes de sair, sem chegar atrasada, no maior corre corre do mundo?! Se dá tempo para um banho antes de sair, óootimo!! Mudar o brinco e passar rímel é lucro! (Senti isso na pele, e estou prestes a sentir de novo, já que estou emendando uma gravidez na outra).
    Então, quando saio e vejo uma mamãe recente com o cabelo maravilhoso, corpo de academia, roupa “modernoza”, salto alto e super-maquiagem, imagino: “O neném deve ter ficado em casa, com a babá”.
    Daí me livro da culpa de estar de cabelo preso e tênis, porque será um período curto da minha vida em que estarei cuidando verdadeiramente dos meus filhos. Depois tudo volta ao normal… eu espero.

    Responder
  21. Bianca Barrilari em

    Tipo assim: vc leu meus pensamentos…..ainda bem que vc escreveu o post, pq já cheguei até a chorar em casa, pensando em tudo isso sabe….amo moda e sempre trabalhei com isso, tinha até um blog antes do Bernardo nascer. Depois que ele nasceu, to me sentindo totalmente perdidaaaaaaaaaaaa! Até meu interesse pela moda mudou, só vejo blogs de bebês e mães como esse por ex. hahahahhaa
    Beijão =DDD

    Responder
  22. Muriel em

    Adorei seu post. Eu não voltei ao estilo de antes (bem moleca), também não voltei ao tamanho de antes…kkkk, mas acredito que fiquei mais feminina depois da maternidade. Aprendi a me maquiar direito, estar sempre que possível com as unhas feitas e, principalmente, a combinar as peças. Acho que a maternidade mudou minha vida em muita coisa e a maioria foi pra melhor!!!

    Responder
  23. Angela em

    adorei o post!! primeira vez q comento, mas sempre te acompanho, acho bem legal teu blog!!
    tenho um casal de filhos, a menina com 4 e um menino de 8 meses que ainda mama, me vestir pra ficar legal ta sendo dificil!!
    parabens pelo blog!
    super bj!!
    Angela Aoyama

    Responder
  24. Rafaela em

    Eu voltei ao meu estilo de antes, nao consigo viver sem os meus saltos e brincos grandes. Tenho um filho de 10 (dez) meses, depois dele tentar puxar o meu brinco umas 15 vezes e eu falando que nao, ele largou mao e nao toca mais. rs

    Responder
  25. Jéssica Jardim em

    A Victoria Beckham para mim, é uma inspiração, sempre linda e muita estilosa. Seus saltos são incríveis e desde que comecei a pegar umas dicas de moda e aderir algumas coisinhas que ela costuma usar, meus sapatos se tornaram uma paixão e indispensaveis e será que vou conseguir usa-los depois da maternidade? =C

    Responder
  26. Deborah em

    Tudo o que foi escrito é exatamente o q estou passando. Principalmente a respeito das roupas de antes q até entram, mas nao sei o pq, ficam tds estranhas! Calças baixas demais e blusinhas muito curtas. O pé cresce mesmo!!! Como pode?

    Responder
  27. Fernanda em

    Eu passei por isso, mas recentemente me revoltei! Tirei todas as roupas da época de grávida do armário e doei!
    Experimentei todos os jeans que estavam no armario – esperando a chance de voltarem a desfilar por ai – e doei aqueles que dificilmente voltarão a entrar no novo corpo, ainda que eu emagrecesse mais e mais.
    Fiz um planejamento financeiro e aos poucos estou refazendo meu armário, com mais peças básicas e estilosas e fugindo daquelas caras e da moda. Depois das crianças fiquei mais comedida financeiramente (comigo, óbvio).
    Essa semana comprei uma camisa linda e uma pantalona jeans bem coringa, perfeitas para trabalhar e sair, sem parecer uma avó!E saltos!!! a todo vapor!!!
    Bjos, Fê – mãe de Eric, 4 e Luna, 2.

    Responder
  28. Michelle Amorim em

    Menianas, agradeço todos os comentários (não vai dar tempo de responder um por um) mas ó: tamo junto. :)

    Beijo

    Responder
  29. Mirela em

    Eu tbm amo salto é ainda não tive coragem de usar. Como sair com calçadas esburacadas montada num salto 12 e um bebê de 14 dias no colo? E o medo de cair? Ainda não sei se minhas roupas vão me servir, mas já consegui perder 10 dos 14kg ganhos em 14 dias. E não faço dieta não. Espero entrar nos jeans de antes tbm em breve…

    Responder
  30. Sabrina em

    Michelle, comigo acontece a mesma coisa: as roupas de antes da gravidez parecem pequenas, mas curtas, não sei. Acabo saindo básica porque fica mais rápido de me arrumar. E é só arriscar colocar um colar bonito que já era: ele puxa até arrebentar. Fora que isso de abaixar para pegar menino ou andar com ele no colo exige uma roupa mais comportada. Tem dias que me acho a mais mal vestida das criaturas…

    Responder
  31. Mariana em

    Mães, mas antes de mais nada, Mulheres!
    Ainda não caibo em todas as roupas anteriores à gravidez, e meu pequeno já tem 2 anos e 3 meses e alguns dias. Por muitas vezes me peguei sentindo ódio de meu corpo depois da gravidez, pois não tive a sorte genética de algumas nem o dinheiro de outras, para ter meu corpo de volta.
    Mas, acima de tudo, eu aprendi a me amar, mesmo acima do peso, mesmo tendo perdido alguns quilinhos. Fico feliz com o resultado do “fechar a boca”, mas não me privo de alguns prazeres. E meu maior prazer, depois de ver meu filho feliz, é ver como meu marido ainda se sente feliz ao me ver arrumada.
    Por isso, nem tudo de antes eu ainda uso, aprendi o desapego, doei muitas roupas e adquiri outras mais básicas, práticas e confortáveis. Ainda uso meu salto, mas só de vez em quando, apenas quando a ocasião me pede, e confesso, também morro de medo de pegar meu filho no colo.
    No fim de tudo, acho que tem que ter um equilíbrio (rsrsrsr) entre mulher x mãe x marido x filhos. Não podemos deixar o lado mãe sempre em primeiro lugar, pois ainda temos o nosso lado mulher!

    Responder
  32. Michele Almeida Canhoto em

    Michelle,
    Ontem lembrei de ti, fui sair de vestidinho acima do joelho bem verão e como sofri. O filhote queria ficar no chão, mas ele ainda não anda e tive que segurá-lo o tempo todo.
    Só para piorar a situação o vento estava forte e quase paguei calcinha (que era bege, imagina o mico?). Só para finalizar o meu vestido era tomara que caia e o filhote queria ficar baixando o vestido, sofri viu?
    Deveria ser proibido mãe usar vestido curto e salto, pois dá uma insegurança. Essa Vicky Beck também não é perfeita não, já vi a mesma de tênis também.
    A partir de agora vou investir em calças e bermudas e muitos sapatos baixos. Conforto não é sinal de fora da moda, é só olhar de forma diferente para as tendências.
    Beijo grande. E vamo que vamo. Gatinha sim, vovó nunca!!!

    Responder
  33. Carla em

    ahhhhh… fiquei examente assim, perdida no limbo da moda!! calça jeans/businha e sapatilha/rasteirinha (salto só uma ou 2 x na semana – a escolinha tem escada!! mas daí aproveito pra fazer um look social)

    Responder
  34. Claudia Capucci em

    Nossa ainda bem q não estou sozinha nessa, rss, é bom saber q outras mães tb estão assim, me identifiquei demais com esse post, qndo se amamenta então, aí fik mais difícil ainda,rss. Adoro seu blog sou visitante assídua. Bjim!!!

    Responder
  35. Marcela em

    Quando eu amamentava e minha filha acordava de noite, usei o estilo basicão/roupa de vó. Agora já tô no estilo gatinha hahaha, mas mesmo assim, nào me empolgo mais com moda como antes.

    Responder
  36. Thais em

    Durante a gravidez eu coloquei salto para ir à uma festa, o resto do tempo eu fiquei de rasteirinha e sapatilha. Pensei que depois que a minha filha Mariana nascesse mudaria alguma coisa, e eu voltaria a andar de salto. Doei muito sapato que curiosamente não serviam mais no meu pé. O 36 fica apertado e o 37, grande. Coisa mais esquisita. Não tenho mais coragem de sair de salto alto, agora eu só compro com um saltinho bem baixo… e quando compro um salto mais alto, é só pra dizer que tenho. #vidademãe

    Responder
  37. Luciana Stein em

    Ainda bem que não estou sozinha, antes da gravidez só usava salto (só tinha uma sapatilha e mais nada sem salto), meu manequim era 40, agora depois do parto meu manequim está em 42,todas as minhas roupas parecem que encolheram e o pior, quando eu voltar a trabalhar vou usar o que? Salto alto me cansa agora, as roupas não fecham ou ficam justíssimas, não me reconheço mais! E nesse momento que só quero comprar coisas pra Mel (4 meses) vejo que vou ter de gastar com roupas de trabalho pra mim, pois calça jeans, camiseta e sapatilha como eu tenho me vestido, não dá pra trabalhar. Pelo menos não estou só!!!!

    Responder
  38. Sabrina em

    Ameii esse post, me fez sentir melhor, pensei que só eu estivesse passando por isso hehehe, não sei quando poderei voltar a usar um salto alto ou um vestidinho curto rsrsrs, ainda estou no básico, confortável e prático para amamentar!!! Confesso que esse sacrifício todo vale muuuito a pena, nossos pequenos merecem ;)

    Responder
  39. janaina em

    Triste! Pensei que so eu que me sentia assim;sempre muito vaidosa hoje nem mesmo um banho sossegada consigo,muito menos meus saltos minhas roupas justinhas,quatro meses ja se passaram e estou muito acima do meu peso sinto frustrada ,mas creio que Deus vai mudar minha situação!!!Adorei o Blog bjim!

    Responder
  40. Ana Paula ALves em

    sou mãe de um menino de dezenove meses e uso de tudo um pouco, minhas roupas não mudaram muito pq gosto de roupas confortáveis, shorts,legues, saias e vestidos longos, calças jeans com lycra e as blusas sempre optei pelas mais larguinhos.Gosto muito de decote e continuo a usa-los. Quanto aos caçados nunca curti tênis de especie alguma e nem sapatilhas, gosto mais dos mocassins, no inverno abuso das botas de cano alto, curtos , com e sem salto, country , adoro! e no verão uso sandálias com e sem salto depende da hora. Amo ser mãe e tento a todo instante me sentir bonita para condizer com esse momento tão lindo pra mim , sou mãe de primeira viagem e não abro mão de me sentir bela.

    Responder

Deixe seu comentário!