22 fev 2013

Os bebês devem usar chupeta? Qual a hora certa de tirá-la?

mel_vidamaterna

Melanie

 

Há diferentes pontos de vista por parte dos pais com relação aos bebês usarem chupeta. Enquanto há pais que colocam a chupeta como parte integrante do enxoval do bebê, há outros que são contra o seu uso, considerando-a desnecessária, servindo apenas como um hábito difícil de tirar da criança mais tarde.

Vejamos alguns pontos que servirão para elucidar esta questão que chega a ser polêmica dentro da própria família, por causa de seus prós e contras.

Considerando que a sucção é um reflexo natural dos bebês, que ela é vital para o crescimento e desenvolvimento, principalmente em seu primeiro ano de vida e que promove a liberação de endorfina, um hormônio que produz um efeito de modulação da dor, do humor e da ansiedade, a chupeta é necessária. Há bebês que chupam o dedinho já dentro do útero materno, manifestando  assim a sua necessidade instintiva de sucção.

Quando o bebê é amamentado pela mãe, a amamentação é suficiente para satisfazer o desejo básico de sucção do bebê, desde que ele esteja mamando exclusivamente no peito e a mãe o ofereça sempre que o bebê quiser. Além do que, mamar no peito é muito importante para o desenvolvimento da mandíbula e dos músculos da mastigação.

Embora chupar a chupeta é diferente da sucção no peito materno, ela propicia a sucção que funciona como calmante em situação de cansaço e sono, pois a sucção provoca sensação de prazer e bem estar.

Há bebês que rejeitam definitivamente a chupeta e outros que a aceitam na primeira oferta.  Nesse caso não há como impor, é preciso respeitar a opção do bebê.

Estes são os aspectos positivos do uso da chupeta,  porém não podemos ignorar os danos que ela pode causar se o tempo de uso não for respeitado. Podemos considerar tolerável seu uso até dois anos, após essa idade eles serão inevitáveis se o uso for muito prolongado, podendo ocorrer:

–  alterações odontológicas;

–  atraso na linguagem oral;

– pode prejudicar a amamentação;

–  questões emocionais;

Porque dois anos é a idade limite?  Nessa fase  a criança já deverá ter  a dentição completa, ter posse da linguagem oral, estar fisiológica e emocionalmente madura para controlar os esfíncteres, ter capacidade de ter atitudes autônomas para se alimentar, fazer uso do sanitário, viver sem a chupeta e ser capaz de entender comunicados e combinados feitos com os  pais.

Com dois anos, o bebê passa a ser uma criança, portanto não deve ser mais tratado como bebê .

Como proceder de forma correta para que a criança se livre da chupeta?

Este é o maior problema dos pais, como mudar um hábito privando a criança de algo que até então trazia tantos benefícios. Trazia mas já não traz mais, esta é a primeira tomada de consciência.

Primeiramente é preciso fazer uso de uma metodologia  fazendo uso de atitudes pedagógicas tais que ajudem a criança a se libertar da chupeta sem grandes dificuldades. Ela deverá ser motivada a deixar a chupeta e nunca ser forçada ou enganada.  Promessas falsas e barganhas incongruentes devem ser evitadas. Uma boa conversa, informando-a de como vai ser esse novo momento, a ajudará a entender melhor a mudança. É importante motivar a criança para que ela concorde em deixar a chupeta, embora ela peça depois, a decisão deve ser dela e ser mantida com apoio. Uma vez retirada a chupeta não se volta atrás, nada de peninha, de arrependimento e incertezas. Não deixe nenhuma chupeta guardada, se não, ao primeiro choro da criança ela a terá de volta, é difícil resistir a tentação de satisfazer o seu desejo e assim cessar o choro que tanto convence os pais.

A  postura firme e decidida dos pais, ajuda a criança a superar a dificuldade de ficar sem a chupeta. Três dias são suficientes para que ela  se liberte do hábito e não sinta falta da “valiosa” chupeta e viva feliz e contente sem ela para sempre.

Alerto para a típica proposta que se faz à criança em período de natal, pedindo que ela dê a chupeta ao papai noel. Esta não é uma boa ideia, ele pode se tornar um vilão ao invés do bom velhinho que simboliza bondade, carinho e magia. Sentimentos confusos podem surgir e ela ficar  emocionalmente prejudicada.

Vou relatar um fato que ocorreu com uma criança há bem pouco tempo, sua mãe lhe propôs que desse sua chupeta ao papai noel, e em troca ela poderia pedir o que quisesse . Ela concordou e deu a sua chupeta e logo após fez seu pedido ao papai noel. Sabe o que ela pediu?  Uma chupeta nova!

É muito importante tratar desse assunto com naturalidade, honestidade e muito respeito aos sentimentos da criança. Substitua a pena por respeito que sempre dará certo.

assinatura_coluna_educação_GB3

 

Na semana que vem falaremos mais sobre a chupeta, do ponto de visto odontológico. Aguardem!

13 comentários no blog

  1. Mirela Costa em

    Mais uma vez um texto bem escrito e informativo!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mirela Costa em

      Obrigada Mirela! Na semana que vem é o seu! :)

      Responder
  2. Muriel em

    Mi, vc conseguiu tirar a chupeta da Mel? Aqui tá muito difícil =(

    Responder
  3. Tamires em

    Quarta vez que tendo responder! Pqp!
    Só queria dizer que chupei até os 7 , parei de forma natural e não tive problemas com a fala nem com os dentes. Problema nenhum na verdade.
    Foi?
    Bjos

    Responder
  4. Tamires em

    Genteeeeeeeeeeeeee nem acredito que foi! Que torturaaaaaa

    Responder
  5. Tamires em

    Só de raiva vou por um ps.

    Ps: que lindaaaa que a mel esta nessa foto. Bojo bjo

    Responder
  6. Telma Teixeira em

    Sempre fui contra a chupeta, mas com duas bebês em casa chorando ao mesmo tempo não teve jeito, dei a bendita para elas e foi um verdadeiro alívio. O saco era quando elas deixavam a chupeta cair no meio da noite e elas acordavam para que pudéssemos ir colocar na boquinha delas. Com mais ou menos 8 meses os dentes estavam nascendo e a chupeta indicada para até 6 meses foi ficando pequena e elas começaram a rejeitar, já não era mais confortável devido aos dentes e ao tamanho, então eu e meu marido decidimos não dar mais. Aparentemente não causamos nenhum trauma e elas estão muito bem. Hj estão com 2 anos e 3 meses. Não sei se fizemos o certo, mas conosco deu certo!

    Responder
  7. Isabella em

    Minha filha começou a chupar chupeta quando foi para a escolinha, depois de 1 ano de idade. Na verdade achei até melhor, pois antes ela chupava o dedo e aí não tem como “tirar” o de do dela, agora to mais tranquila.

    Responder
  8. Leteia Bispo em

    Oie !! Amei seu blog muito lindo

    Bjinhos…
    http://leteiabispo.blogspot.com.br/

    Responder
  9. Mônica em

    Amei o texto, foi uma aula… tava precisando! No momento meu bebê de quase 3 meses chupa chupeta e desde a segunda semana de vida, um alívio porque ele não parava de chorar de madrugada. Hoje ele só dorme com a chupeta e uma fraldinha ao lado do rostinho, um mimo só! Eu chupei chupeta até os 13 anos, acreditem!!! (Ui, vergonha!) E graças a Deus tenho dentição e fala perfeita.

    Responder
  10. Gabi em

    Foto mais linda do mundo!
    Já tirou a chupeta? rsrsrrs

    Responder
  11. Lari em

    Eu acredito q exista uma pré disposicao a alteracoes ortodonticas.. Alguma destista por ai me confirma isso? Minha pequena comecou a chupar tarde, com 8 meses, qd aprendeu a colocar na boca sozinha, antes era um chororo soh, e caía o tempo todinho! Mas n tem dois anos, ta com 1 e 9 e a pediatra ja orientou a cortar, pq ta com a arcada alterando muito!! Isso q ela chupa mais na hr do sono.. Vejo tanta hst de gnt q usou ate grandinho e n precisou de aparelho ortodontico!

    Responder
  12. Fabrícia em

    Meu bebe teve muita cólica dai meu marido forçou a chupeta colocando liftal ele fazia vomito mas no final aceitava eu não aprovei mas só deixei porque ele parava de chorar um pouco e agora ele está com 5 meses e eu quero tirar como fazer pois agora ele gosta dela.

    Responder

Deixe seu comentário!