30 abr 2013

O primeiro trimestre e seus nada glamourosos sintomas

Depois de uma semana fora do Brasil, longe de casa, da família, sem acesso aos meus e-mails, sem atualizar o blog… estou retomando minha rotina. Logo conto sobre a viagem com posts com dicas e tudo mais :)

Hoje quero falar um pouco de alguns dos sintomas nos primeiros meses da gestação e de como eles afetam a nossa vida. Porque como já sabemos, nem só de glow vive a gestante.

O sono e o cansaço

Estando eu no final do primeiro trimestre, posso dizer com certeza: para mim, estes estão sendo os piores de todos os sintomas que a gravidez traz nos primeiros meses. O excesso de hormônios circulando e o metabolismo mais lento nos deixam daquele jeito. Literalmente dormindo em pé.

Como a gravidez sobrecarrega o corpo da gestante, é normal se sentir extremamente cansada. Eu, por exemplo, me sinto recém atropelada por um caminhão, tamanho cansaço e exaustão. E isso causa uma certa irritabilidade também. Causa aquela sensação de que tudo está um saco, sabe?

Hoje, é impossível ficar acordada até tarde, como eu costumava fazer. Impossível assistir a um filme sem cochilar, seja no cinema ou em casa. Impossível vir aqui para escrever e não ficar pescando. E tudo isso causa uma sensação de impotência enorme. Não há nada que se possa fazer. Não podemos nem apelar para o bom e velho café, porque sabemos que o consumo da cafeína deve ser reduzido durante a gestação, especialmente nas primeiras semanas.

Em contrapartida com todo esse sono diurno, à noite tenho insônia. Acordo de madrugada e demoro a pegar no sono novamente. Essa parte tem me judiado bastante.

A dica é: se puder, durma um pouco de dia. Você se sentirá muito melhor.

Os enjoos

Não sofri muito com enjoos na gravidez da Melanie, que eu me lembre. Eles eram mais fortes pela manhã e caso eu ficasse com o estômago vazio por muito tempo. Eu também tinha dias de mais enjoo e dias de menos enjoo. E nessa segunda gravidez as coisas têm sido iguais nesse sentido.

Tomo o medicamento indicado pelo meu obstetra apenas nos dias mais punks. Até porque acho que ele piora a sonolência.

A dica aqui é comer de duas em duas horas (pouco, claro) e comer uma bolachinha salgada antes mesmo de se levantar. Evitar alimentos gordurosos ou muito condimentados ajuda também.

A sensibilidade das mamas

Caraca, o que é isso? Não dá pra encostar sem sentir dor. É ou não é? As mudanças hormonais da gravidez aumentam a circulação de sangue e modificam o tecido dos seios, que por isso podem ficar mais inchados, doloridos e extremamente sensíveis ao toque (babycenter)

A dica é usar sutiãs que sejam mais confortáveis (dentro, claro, do que você considera confortável – eu por exemplo gosto que tenha um bojo protetor (não de enchimento))

A dor de cabeça

Eu sempre tive fortes dores de cabeça e elas ficam ainda mais acentuadas (se é que isso é possível…) na gestação. Nem todos os medicamentos são seguros, por isso vale uma boa conversa com seu obstetra.

Além disso, deitar um pouco num quarto escuro e em silêncio pode ajudar.

A acne e a oleosidade da pele e cabelos

Outra vez sou agraciada com as minúsculas acnes vermelhinhas, nas costas, testa, têmporas e pescoço (?!). Dessa vez os ombros ficaram de fora (na gravidez da Mel eles foram o alvo principal).

A pele do rosto e os cabelos ficaram mais oleosos também. Eu que lavava os cabelos dia sim dia não, tenho que lavar todos os dias agora. Ou lançar mão dos shampoos a seco, que têm sido uma mão na roda.

Ah, e o crescimento dos pêlos tem sido uma coisa assustadora. Ficar sem depilar as axilas por mais de dois dias é arriscar ter um xaxim debaixo dos braços. Não dá para vacilar.

As mudanças de humor

Godzilla é filme de ficção científica em que um lagarto (?) gigante que invade Nova York e destrói tudo em seu caminho. Em outros países é muito comum as noivas que estão preparando seus casamentos – a beira de um ataque de nervos – serem chamadas de Bridezillas, em referência ao filme. A revelação porém, fica por conta de um pequeno detalhe que é desvendado no final: Godzilla está grávida(o) e muito provavelmente passando pelas terríveis mudanças de humor que ocorrem durante a gravidez. Ou seja, Pregnantzilla.

Brincadeiras a parte, que coisa é essa que acontece com a gente no início da gestação – e às vezes durante toda ela? Os culpados são sempre os hormônios, claro. Especialmente o estrogênio e a progesterona.

O que eu sei é que estou tendo a pior “TPM” de toda a minha vida. E mesmo consciente disso, não consigo evitar, não consigo controlar. Fico com pena de uma pessoa que resolve me cutucar, que resolve julgar uma convicção minha ou me criticar, no momento. Juro, eu não queria estar no lugar dessa pessoa.

Eu to mais ou menos assim ó:

Recado para os maridos: em meio a uma dessas crises pregnantzillas, nunca, nunca diga coisas do tipo: “se acalme!”, “você está muito alterada!” ou a pior de todas: “sossega um pouco!”. Caso isso aconteça, esteja preparado para entrar numa batalha na qual você não sairá vencedor. Lamento.

Ocorre que as pessoas não tem culpa por esse turbilhão de hormônios que estamos enfrentando. Nem os maridos, muito menos os filhos.

Dizem que respirar fundo ajuda. Contar até dez. Fazer yoga. Tomar um copo d’água também. Além disso, tento ficar confiante que essa fase ficará para trás, junto com o primeiro trimestre da gravidez.

Lembro que no quarto/quinto mês eu me sentia muito melhor e mais disposta. Espero que seja assim novamente, já que preciso pensar no aniversário de três anos da Mel que será daqui a três meses, no chá de bebê e nos quartos dos dois. Isso tudo requer planejamento e colocar a mão na massa, claro. Por isso, volta pra cá Sra. Disposição. Obrigada. :)

18 comentários no blog

  1. Edilaine Guimarães Pinto em

    Pensei que só eu fica fora de mim, super irritada, mal humorada e as vezes agressiva, meu marido quer a todo custo me mandar para algumas sessões com um psicologo, estou com 10 semanas de gestação, chegando ao 3º mês cada vez mais sem paciência. Espero que passe no segundo trimestre da gravidez.

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Edilaine Guimarães Pinto em

      Passa sim Edilaine! Espero!!! haha

      Responder
  2. CAMILA em

    pois eh…faço minhas as suas palavras ( em especial o sono louco durante o dia e a insônia massacrante durante a noite).

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu CAMILA em

      Essa insônia mata a gente não é? Fico walking dead durante o dia, caindo de sono, quase durmo em pé, juro. Espero que passe logooooooo

      Bjo

      Responder
  3. amanda amaral em

    boa sorte!! eh assim mesmo rsrsrsrs

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu amanda amaral em

      Obrigada Amanda! :)

      Responder
  4. Flávia Rebelato em

    Nossa, no inicio da gestação vc nao se reconhece, eu fiquei meio fora do meu corpo, sei lá, com uma tpm lascada é super estranho heheheh
    Mas depois tudo volta ao normal lá pelo 4 mes, mas pessoal, os enjoos me perseguem até agora com 24 semanas, todo santo dia cedo. É o pior sintoma sem duvida, mas tudo pela bebezinha linda que está por vir!!!Bjos

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Flávia Rebelato em

      Os meus enjoos começam sempre mais tarde do que para a maioria das gestantes! Agora, com quase doze semanas, quando deveriam estar parando, tecnicamente, estão ficando piores :(

      Responder
  5. Muriel em

    É bem por ae mesmo!!! Mas logo passa…hehehe…bj

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Muriel em

      Tomara Muri! :)

      Bjoo

      Responder
  6. Mônica em

    Fico feliz por ter ido tudo bem na sua viagem, apesar dos sintomas acredito que você aproveitou bastante. Eu senti muuuuuuuuuuuito sono e cansaço e enjoos também. O pior era o sono que persistiu até o centro cirúrgico, sério!!! E depois da raqui então, quase não ficava acordada até o nascimento do meu filho. O legal é que cada uma tem sua história pra contar e depois lembramos de tudo isso como algo tão bom e até com um certo “orgulho” de ter vencido.
    Sucessos sempre!!! Beijos

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mônica em

      Obrigada Mônica!

      O sono e o cansaço deixam a gente muito mal mesmo. Pra mim é pior que os enjoos :( Mas logo passa!

      Bjo

      Responder
  7. Mirela Costa em

    Sono eu não tive, mas meu enjoo era triplicado! O remédio não me deixava vomitar, mas eu passava o dia deitada, pq não tinha forças para ficar em pé… Contando para uma amiga minha a minha odisseia, ela falou que eu sou louca se tiver outro filho depois de tudo que tive nas gravidez, hehehe… Pelo menos o parto foi maravilhoso!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mirela Costa em

      Pois é, pra mim o sono é sempre o pior!! Mas os enjoos agora começaram a atormentar, com 12 semanas, acredita?! Aí se tomo o remédio fico com mais sono ainda!!! haha

      Bjo pra vcs

      Responder
  8. Edilaine Guimarães Pinto em

    Além de Pregnantzilla, também sou assolada pelos enjoos matutinos, sonolência, acne e dores nas pernas que parece que vou desmoronar de repente, como não tenho nada de barriga ainda, continuo nos 47 kg, fico frustrada em querer vivenciar minha gravidez, as partes ruim parecem sempre superar a magia de ter um ser crescendo dentro de mim.

    Responder
  9. Fernanda Abumrad em

    Oi Michelle, tudo bem?

    Eu sei que faz tempo que esse post foi publicado e fiquei curiosa pra saber mais como foi a sua viagem.
    Explico: Descobri esta semana que estamos grávidos (pais de primeiríssima viagem) e estamos com viagem marcada pra Itália daqui 1 mês. Fomos a uma consulta hoje, com um médico que não conhecia (assim que descobri que estava grávida fiquei desesperada para conseguir uma consulta com algum médico o mais rápido possível para receber orientações, hahahaha). Bem, o médico foi bastante taxativo ao dizer que não recomendava que fizéssemos essa viagem, que o primeiro trimestre é muito arriscado, e etc. Saí do consultório bastante chateada, principalmente porque tenho me sentido super bem e, a princípio, não fazer parte de nenhum “grupo de risco”. Decidimos que vamos procurar outros médicos pra ouvir outras opiniões, e gostaria de saber também da sua experiência.
    Abraços

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Fernanda Abumrad em

      Oi Fernanda!

      Se não me engano, estava com 9 para 10 semanas de gestação e achei super tranquilo. Só me sentia cansada, é claro, porque fazer enxoval sozinha em 4 dias foi uma maratona! Mas fora isso, correu tudo bem. Nem cheguei a enjoar, pelo que me lembro.

      Eu perguntei mil vezes para o meu obstetra se era seguro, e ele me afirmou que, como não havia tido nenhuma intercorrência até ali (sangramento, descolamento de placenta, etc), eu poderia ir tranquila.

      Acho legal vocês buscarem outras opiniões, assim podem decidir mais confiantes :)

      Bjo, boa viagem e parabéns pela gravidez! Muitas bençãos para vocês!

      Responder

Deixe seu comentário!