24 jul 2017

Nossa tarde de domingo na Vila dos Animais

Há alguns dias visitamos um lugar que estava na listinha de “coisas para fazer com as crianças” há tempos: a Vila dos Animais, que fica em Campina Grande do Sul, a cerca de 25km de Curitiba. A Vila oferece seu espaço e atividades para visitas agendadas de grupos e escolas, festas de aniversário e para visitação do público em geral – que ocorre somente aos domingos, das 12 às 18 horas. Contudo, neste mês de férias a programação está mais ampla e também há possibilidade de visitar o parque nas quintas e sextas-feiras das 13 às 17 horas e, aos sábados, das 12 às 18 horas. Os ingressos custam R$40,00 para adultos e crianças (que pagam a partir de 3 anos de idade) e as formas de pagamento aceitas são dinheiro ou cartão de débito. Antes de ir, é sempre bom consultar o site ou o facebook deles para saber da programação e horários.

Nós chegamos lá por 12:30 e preferimos ir direto almoçar, antes mesmo de começar qualquer atividade. Nesses casos, sempre corre-se o risco de ninguém querer saber de parar para comer. Então, para garantir e também evitar o sol mais forte do meio dia, entramos e já fomos para o restaurante. Enquanto esperávamos uma mesa livre, Mel e Leo brincaram no parquinho, que fica bem em frente.

No valor do ingresso estão inclusas várias atividades e cada criança recebe um pacotinho de ração ao entrar. Vou contar pra vocês qual foi a nossa experiência por lá.

Coelho Comilão e as Chinchilas

A primeira atividade foi também uma das nossas preferidas. A princípio, fiquei um pouco agoniada achando que os coelhinhos estavam se sentindo acoados com aquele tanto de gente andando atrás deles, mas ao ver o quanto são mansinhos e amigáveis, imaginei que já devem estar acostumados com essa interação.

Ao entrar no espaço dos coelhos, cada criança recebe uma couve. É a coisa mais fofa da vida ver os coelhos comendo direto da mãozinha dos pequenos. Mel ficou um pouquinho chateada porque os coelhos que ela tentava alimentar do meio da atividade para o final, já estavam de barriguinha cheia e não queriam mais. Expliquei que era a mesma coisa de quando falamos “come mais um pouquinho, Mel” e ela já está satisfeita. Aí ela entendeu :)

Antes de sairmos do cercado dos coelhos, eles puderam segurar no colo as chinchilas, super mansinhas também. Adoraram a experiência, porque, afinal, tem algo mais macio que aquele pelo delas?

Passeio de Pônei ou Cavalo

Juro que achei que o Leo teria medo, mas ele me surpreendeu muito com toda a desenvoltura que exibiu em cima do pônei (ou potrinho, não sei ao certo). Tipo profissional, haha. Havia a opção do cavalo também, que foi a escolha da Melanie e da maioria das crianças maiorzinhas. Ambos curtiram demais suas voltas dentro do redondel, sempre conduzidos pelos funcionários da Vila e com capacete também.

Alimentando os Animais

Depois de termos interagido com os coelhos, as chinchilas, o pônei e o cavalo, chegou a hora dos outros animais: galinhas, porcos, vaca, carneiro, cabrito, pavão, peru, avestruz, patos, marrecos e gansos. As crianças e nós alimentamos diretamente na mão os carneiros e cabritos. Alexandre arriscou alimentar os gansos e marrecos mas já nos advertiu que eles “bicavam” um pouquinho mais forte e que Mel e Leo poderiam estranhar. Mas todos nós curtimos muito essa experiência! Foi uma das melhores partes do passeio.

Passeio de Trator

Resolvemos fazer o passeio no trator ao redor da fazendinha e foi super divertido! As oscilações, descidas e subidas do caminho garantiram boas risadas e aquele frio na barriga dos pequenos. Essa atividade é por senha, que é a mesma da pulseira de identificação que todos recebem na entrada. É só ficar atento à quais senhas estão sendo chamadas e ir pro embarque quando estiver chegando a sua.

Quantos Ovos a Galinha Botou? e Ordenha da Vaca

Na atividade dos ovos das galinhas nós só demos uma olhada, mas as crianças realmente entram no galinheiro (é assim que chama ainda? nos tempos da minha avó Alice, era) e pegavam os ovos. A ordenha da vaca não sei se veio em seguida, porque a essa altura já estávamos bem cansados e resolvemos ir pra casa. Além das atividades guiadas, andamos bastante por todo o local e corremos atrás do Leo – quando ele simplesmente decidia disparar.

Ah, tem também a atividade de cavalgada, por um período de meia hora. O trajeto custa R$ 25,00 por pessoa (a partir de 12 anos).

Espaço e Alimentação

O lugar é bem bonito, tem um lago bacana, uma área cheia de árvores fazendo sombra e redes para descansar. No chão, haviam pinhas espalhadas por todo lado. Melanie se divertiu coletando pinhas de tamanhos variados. Leo se divertiu tentando roubar as pinhas da irmã :) É um local tranquilo, dá para deixar as crianças bem a vontade para explorar e brincar nos gramados. Só é bom ficar mais atento próximo à saída, pois pelo menos no dia em que fomos não vi nenhuma pessoa como segurança.

Existe um restaurante pequeno no local, que serve almoço campeiro e depois o café da roça. Ambos tem o valor de R$55,90 o kg. Achamos a comida boa e com opções para agradar todos os gostos, apesar do valor um pouco alto para o que oferece. Eu deixaria como sugestão que a comida fosse mais quentinha (apesar que nesse frio é mais complicado manter a temperatura dos alimentos). Pode ser que demore um pouquinho até que você consiga uma mesa livre e também precise de um tiquinho de paciência para ficar na fila do buffet e depois na fila para pesar o prato. Acredito que com uma organização maior e talvez mais funcionários até, esses probleminhas sejam facilmente resolvidos.

O que usar/levar

As crianças foram de galochas e acho que botas em geral são uma boa para que eles curtam tudo sem se preocupar com o calçado. No início estava bem calorzinho (dentro do possível no inverno Curitibano) mas depois vai esfriando, então é bom levar um casaquinho ou jaqueta. Como levamos sorte de estar um lindo dia de sol, ambos usaram boné o tempo todo. Passamos protetor solar antes de sair de casa e aplicamos um pouco de repelente ao chegar lá. Fora isso, foi só manter os pequenos hidratados (levamos água e chá, mas também dá para comprar lá). E foi só alegria.

Aproveito para agradecer a Li do lazymind2u que me indicou o local <3 Nós adoramos a experiência e recomendo para todos que querem proporcionar às crianças esse contato de pertinho com os animais e a natureza.

1 comentário no blog

  1. Aline venditti em

    ah ta que legal!!! o lugar é muito bacana e o passeio super divertido! bora fazer excursãopra lá❤️
    obrigada pelo carinho sempre❤️
    bjos,
    Li.
    @lazymind2u.

    Responder

Deixe seu comentário!