29 set 2014

Livro: Socorro! Meu filho come mal

DSC_0389

Já faz algum tempo que recebi esse livro do canal GNT e da Editora Leya. Chegou acompanhado de uma mega frigideira lilás, bem lindona. Enfim terminei a leitura e agora posso contar um pouquinho para vocês.

Escrito pela nutricionista Gabriela Kapim e pela psicóloga Ana Abreu, é baseado no programa de mesmo nome, exibido pela canal GNT. Já assisti algumas vezes e me vi em diversas situações.

DSC_0398

Achei que os temas são abordados de forma bem balanceada, porém, sem muita profundidade, já que o livro é fino (tem 101 páginas). Ele resume bem os principais dramas que pais e mães têm em relação a alimentação dos filhos. Como vocês podem ver no índice abaixo:

DSC_0392

É um livro bem bonitinho, colorido, lúdico e bem diagramado. A leitura é leve e de fácil entendimento.

DSC_0394

DSC_0395

O livro ainda tem historinhas bacanas e inspiradoras, além de atividades para as crianças como labirintos e desenhos para colorir. E ainda conta com receitinhas saudáveis e simples de fazer. Quero testar a receita do nugget caseiro e ver se fica crocante de verdade. Porque pelo amor, aqueles nuggets prontos não são de Deus, como dizem.

DSC_0402

Aqui em casa quem dá trabalho para comer é a Mel. Ela é muito, muito seletiva, não quer provar alimentos novos, não quer largar o mamá e demonstra um interesse especial por coisas doces. A única coisa que não posso me queixar dela é que ela gosta muito de caldo de feijão. Enquanto outras crianças preferem macarrão, Mel prefere caldo de feijão. (os grãos nem pensar. mas a gente chega lá).

Das frutas, ela só gosta de maçã. Já os sucos naturais, ela toma todos, e isso inclui até aqueles bem diferentes, como o de couve com limão e o de beterraba com maracujá.

Hoje, aos quatro anos, das chamadas “porcarias”, ela come petit suisse (os inhos da vida), cereal daqueles de bolinha de chocolate, um pirulito ou outro de vez em quando. Bolacha recheada, salgadinhos de pacote e refrigerante nunca, pelo menos. E se depender da gente, vai continuar assim por muito tempo. (ela nunca se interessou nem quis provar refrigerantes, na verdade).

Já o Leo é bom de garfo e até o momento não teve maiores problemas na alimentação (se bem que ele só tem dez meses…). Ele é curioso, experimenta novos alimentos e demonstra claramente quando gosta ou não. As únicas coisas que ele pareceu não gostar muito, desde que começou a comer, foram batata doce, beterraba e sucos. Se for para beber, ele prefere água. Já se for para comer, todas as frutas são bem aceitas.

Obviamente eu sei que somos os responsáveis pela alimentação e pelo que é ou foi oferecido a ambos os nossos filhos. Ainda que tenhamos que considerar que todo ser humano tem algumas preferências alimentares já enraizadas desde quando nascem. Elas são aprimoradas com o tempo, claro, mas não podemos negar que existem pessoas que gostam de verdade de comer e outras não. Vejo isso claramente nos meus filhos. Um é comilão, a outra não. A gente comete muitos erros na alimentação do primeiro filho porque estamos aprendendo também. Com o segundo a gente tenta não cometer os mesmos erros e ser mais firme e consciente também.

Sobre sermos exemplo, hum… vejamos. Alexandre come muita salada, mas em compensação, quase não come frutas. Só toma o suco. Já eu não curto muita salada, porque não gosto dos vegetais frios. Mas legumes e verduras cozidas ou no vapor são um prato cheio para mim. Ou seja, a gente compensa, de um jeito ou de outro.

De excessos ou pecados, eu diria que eu tomo muito café, sou chegada num bolinho ou biscoitinho especial (olha o açúcar refinado aí gente!) e me alimento mal em alguns dias, comendo fora de horário ou até ficando sem comer, por exemplo. Já Alexandre toma muita Coca Cola e é chegado em doces.

Temos tentado mudar alguns desses hábitos. Especialmente em relação ao refrigerante, que não só faz mal à saúde. E do meu lado, quero diminuir um pouco a cafeína. E ambos tomarmos mais água também!

E vocês? Conseguem se alimentar sempre de maneira saudável? Têm hábitos que querem mudar também? E os pequenos por aí?

Resenha-Patrocinada-Vida-Materna-Identificação

13 comentários no blog

  1. Anne Fonseca em

    Legal, Mi. Tem algumas sugestões no livro de como botar em prática as coisas que são importantes. A Leia tá a rainha da guerra contra os verdes… aí já viste!

    Responder
  2. Telma Teixeira em

    Aqui em casa sempre tentei dar bastante frutas, legumes e verduras para as meninas e elas comiam super bem, mas parece que chega uma fase que as crianças ficam mais seletivas ou que muda o paladar. Hoje as meninas estão com 3a10m e só querem comer a carne (boi, frango, peixe ou porco). Monto o prato bonitinho com arroz, feijão, a carne, legume cozido e nada, só comem a carne e farofa. Salada nem pensar, repetem alto e em bom tom que não gostam de salada. Legumes comem as vezes, dependendo do que for. Já as frutas, comem até que razoável, para a Ana Carolina a escolhida é sempre maçã mas se oferecer uva, banana, melancia ela tbm come e para a Ana Luiza melancia está entre as favoritas. Das porcarias elas gostam de salgadinhos de pacote, bolacha recheada, bala e brigadeiro mas eu dou vez ou outra pq se tiver sempre elas querem sempre. Refrigerantes elas nunca tomaram.
    Doces são permitidos só em dias de festa, então quando tem algum aniversário eu deixo elas comerem o que quiserem menos o refri, tbm seria uma judiação elas verem as primas e os amiguinhos comerem e ficarem só olhando.

    Responder
    1. Denise respondeu Telma Teixeira em

      estou passando por isso… minha filha com 3a2m só quer carne e faroca… e é um eca pra cá, eca pra lá….

      Responder
  3. mirela Costa em

    Eu gosto de frutas, mas morro de preguiça de descascar, higienizar e tal… E Heitor vai pro mesmo caminho, só come banana. Suco nem pensar. Espero fazer diferente com a Bruna.

    Responder
  4. Eliz em

    Olha, a coisa aqui em coisa é bem diferente… O João sempre comeu de tudo, todo tipo de verdura, legumes, frutas,…, o que oferecemos ele manda ver, nunca gostou muito de doces (sorte), salgadinhos de pacote detesta, mas o problema é que ele come demais, hoje tem 7a9m e sempre comeu muito bem, ele é sobrepeso, fazemos exames regularmente, a saúde é perfeita, a endócrina falou que devemos só diminuir a quantidade de alimentos e não mudar a alimentação, mas é difícil pra mim sabe, ele não quer só uma fatia de melão, quer duas, as vezes três, e como sempre o que ele quer repetir são alimentos saudáveis tenho dificuldade em negar… Enfim, estamos tentando seguir o conselho da endócrina, mas está difícil… Bjos

    Responder
  5. Lidiane em

    Eu vejo o programa e acho até interessante, tem algumas dicas muito boas que são aplicáveis no dia a dia. Mas é sempre mais do mesmo. Acho muito superficial. Talvez se fosse um programa um pouco maior, desse para aprofundar em alguma questão específica, como o vegetarianismo abordado.
    Imagino que o livro seja do mesmo jeito, superficial.

    Responder
  6. Marianna em

    Ola Michelle,

    Muito interessante mais esse seu post!

    Veja caso tenha um tempinho hoje ainda, algumas dicas de como cozinhar saudavelmente no curso online com a super Pat Feldman.

    Compartilhei ontem aqui no meu blog:

    http://sweet-oldfashioned-girl.blogspot.de/2014/10/embalagem-de-comida-e-casca.html

    Um abraco,
    Marianna

    Responder
  7. Marlene em

    Não conheço o programa, mas ja andei procurando livros sobre o assunto ou post´s na net. De todos os comentários acima, acho que estou em pior situação, pois a minha filha não come nada (ou quase nada), não come doce (só chocolate), não toma refrigerante, suco só de laranja ou uva, fruta só banana, laranja, uva e morango e comida, bom comida ta difícil, nunca gostou de frango, peixe e carne (mas as vezes prova um bifinho fino e bem passado, uma almondega ou kibe), come arroz com caldo de feijão, sem os grãos, gosta de macarrão e pão e só…
    Socorro!

    Responder
  8. Juliane Lançoni Niza em

    estou muito preocupada com meu filhote de 4 anos, Davi, está comendo demais, ansiedade. Está acima do peso …. preciso de ajuda. Como toda mãe, não quero que ele sofra com a obesidade.

    Responder
    1. Claudia respondeu Juliane Lançoni Niza em

      Marlene dá uma olhada no site Nutrifeliz, lá há algumas dicas…http://www.nutrifeliz.com.br/index.php/dicas-nutricao-infantil.html
      depois me conta o que achou…bjs

      Responder
  9. Priscila Moreira em

    Olá!!
    Estou com muita dificuldade para dar as refeições do Heitor (9 meses). Ele não fica quieto e faz muita “hora” para comer. É muito esforço e no final o resultado é muita sujeira e pouquíssimas colheradas.
    Alguma dica???

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Priscila Moreira em

      Olá Priscilla! Acho que a maioria das pessoas passa por isso no início da alimentação dos filhos. Não tem muito segredo além de ter paciência e tentar não criar muita expectativa e ansiedade, porque a gente passa isso para eles, sabe?

      Responder
    2. Claudia respondeu Priscila Moreira em

      Priscilla dá uma olhada no site Nutrifeliz, lá há algumas dicas…http://www.nutrifeliz.com.br/index.php/dicas-nutricao-infantil.html
      depois me conta o que achou…bjs

      Responder

Deixe seu comentário!