Categories: Diários de Viagem/ Estilo de Vida

Diário de Viagem: Praia do Rosa com crianças

DSC_0032

No finalzinho de dezembro de 2012, um dia depois do Natal, viajamos para a Praia do Rosa. Mesmo tendo se passado tanto tempo desde então, achei bacana registrar aqui como foi essa viagem. Viagem, aliás, feita por nós três apenas, já que Leonardo ainda não estava nem dentro da minha barriga.

Quem mora aqui no estado do Paraná sabe que infelizmente não temos muitas opções de praias legais para ir. Com exceção talvez da Ilha do Mel – que em épocas de alta temporada fica lotada de gente a fim de curtir e badalar mesmo, diferente do que a gente busca quando viaja com crianças – as praias paranaenses são bem comuns, longe de serem praias lindas ou paradisíacas.

Nós temos um caso de amor com as praias de Santa Catarina (quem não tem, não é?). Florianópolis está sempre na lista e nas rodas de conversa quando se fala nas praias do litoral catarinense e nós gostamos muito também. Mas, das últimas vezes escolhemos outros destinos para as nossas viagens e o penúltimo, então, foi a Praia do Rosa.

Localizada em Imbituba, a cerca de 90 km de Florianópolis, a Praia do Rosa tem características bem diversificadas: morros de mata preservada, visual rústico, lagoas e praias que atendem desde quem busca agitação quanto quem quer fugir do agito. Além de ser especialmente frequentada por surfistas. Está na lista das 30 praias mais bonitas do mundo. E realmente é lindíssima.

Nós viajamos no dia 26 de dezembro de 2012, bem cedinho. Daqui de Curitiba até a Praia do Rosa são aproximadamente 394km de carro. Foi uma viagem tranquila, que levou cinco horas, pelo que a gente se lembra. Fizemos apenas uma parada para tomar um café e para Melanie ir ao banheiro também, no Posto Sinuelo.

Essa viagem foi mais uma das nossas decididas meio em cima da hora e acabamos comprando um pacote no Hotel Urbano para a Pousada Capitão Cook: simples, com decoração e movéis rústicos, grande área verde, limpa e aconchegante, numa região tranquila e silenciosa e ainda assim bem central e próxima da praia. O café da manhã era bacana e os funcionários – que são também os próprios donos que moram lá – foram sempre muito atenciosos conosco. Possui estacionamento na própria pousada para os hóspedes. Ao lado do local onde se toma o café da manhã fica uma piscina de tamanho médio, que fez a alegria da Melanie nos dias em que ficamos lá (quando não estávamos na praia, é claro). A pousada também oferece acesso Wi-fi gratuito, mas poucas vezes consegui conectar (acredito que por problemas na TIM – que sempre nos deixa na mão em relação ao 3G/4G…). Além disso haviam os gatinhos fofos dos donos <3

Você pode ver outras avaliações e maiores informações no Trip Advisor.

DSC_0368

DSC_0352

DSC_0364

DSC_0317

DSC_0279

DSC_0354

Pegamos um apartamento simples com cama de casal, colchão de solteiro extra, tv pequena, ventilador de teto, frigobar, pia e microondas, mesa com duas cadeiras, além do banheiro, é claro. Iríamos ficar num dos quartos do primeiro andar mas por termos medo das escadas com a Mel e pela opção do microondas, mudamos para o andar de baixo.

O que sentimos muita falta foi do ar condicionado. Mesmo com o ventilador de teto ligado mais o ventilador que levamos, ainda era muito calor para dormir. Por isso eu daria a dica para pegar um quarto com ar condicionado. Acredito que a diferença não seja tão grande. Não pegamos um porque não haviam suítes com ar disponíveis naquela data. Ah, as redes disponíveis nas sacadas da frente ou nos fundos dos quartos de baixo são ótimas para curtir a paisagem e descansar. Fiz muito isso :)

DSC_0112

foto retirada do Google images
foto retirada do Google images

Nas fotos abaixo, a vista da sacada, eu descansando com a Mel na rede e ela pituquinha se acabando na piscina.

IMG_2305IMG_2299

IMG_2325

Eu particularmente amei cada pedacinho da Praia do Rosa. A única coisa que vale ser ressaltada é a existências de muitos morros e subidas, o que eleva o grau de dificuldade das caminhadas e percursos feitos a pé quando você tem uma ou mais crianças, bolsas e itens de praia para carregar. Lembro que ficávamos muito cansados mas que valeu a pena cada esforço pela beleza do local.

A primeira praia que visitamos foi a linda Praia do Luz. Sério, acho que fazia tempo que uma praia não me deixava deslumbrada como aquela. Nós ficamos lá por uma hora mais ou menos e não levamos nada além dos chinelos, água e da câmera fotográfica. Fomos somente para passear mesmo e foi maravilhoso.

DSC_0019

DSC_0034

DSC_0024

DSC_0028

DSC_0058

A Praia do Rosa é maravilhosa, cheia de vegetação nativa em volta, lindas paisagens, mar de águas tranquilas e ainda assim bom para a prática do surf. Nos arredores existem bares, lanchonetes e restaurantes desde os mais simples até os mais gastronômicos. O Centrinho do Rosa, como eles chamam, é muito charmoso, com ruas pequenas e lojinhas de encher os olhos (e que fazem a gente querer levar tudo). Adorávamos passear por lá quando anoitecia e trouxemos boas lembranças: algumas máscaras e um conjunto de pratos de decoração.

A Lagoa do Meio foi com certeza o nosso local preferido da viagem toda. Ambiente totalmente familiar e águas próprias para crianças: temperatura boa, rasas e sem ondas. Uma piscina natural mesmo. Minha dica, porém, é que você vá de manhã para lá, porque de tarde a água já não está tão limpa quanto nas primeiras horas do dia. Com a movimentação de pessoas por lá é normal de acontecer, mas achamos que de manhã é tudo melhor e mais bonito.

Há poucos metros da lagoa fica o mar, o que faz do lugar um dois em um maravilhoso. Existem pessoas que fazem a locação de cadeiras e guarda sol, o que facilita bastante já que precisamos percorrer um pedaço relativamente grande do caminho a pé, até chegar na lagoa. Carregar menos coisas quando estamos com crianças pequenas faz muita diferença.

IMG_2307

DSC_0117

DSC_0134

Em relação a alimentação nessa região, eu não me recordo mais de todos os locais que almoçamos ou jantamos, mas um dos restaurantes que gostamos muito e que é bastante recomendado também é o Urucum. Tem uma vista linda, atendimento bacana e comida muito boa. Os preços são mais salgados, mas com certeza valem pela experiência no geral. Nas fotos abaixo, a vista estonteante da janela do restaurante, Mel tomando seu suco de laranja e minha casquinha de siri.

IMG_2292

IMG_2294IMG_2295

A Lagoa de Ibiraquera é igualmente linda e maior, portanto, um pouco mais movimentada. Por lá acontece o mesmo que na Praia do Ouvidor: algumas pessoas vão de carro até a beira do mar, mas são poucas.

Nós optamos por deixar o carro no “estacionamento” (na entrada da praia e da lagoa, onde todo mundo estaciona), não fomos com ele até a beira do mar. A distância não era grande, então foi tranquilo andar esse pequeno percurso. Por lá também fizemos a locação do kit cadeiras + guarda sol.

DSC_0224

DSC_0211

DSC_0202

DSC_0181

Nesse dia almoçamos em outro restaurante muito bom e com preços mais atrativos que o outro que citei lá em cima: o Tartaruga.

E, por fim, visitamos a Praia do Ouvidor que é muito bonita, com rochas em volta que a fazem parecer um paraíso. Mas, como fica um pouco mais isolada e não existem bares e lanchonetes ali por perto, o pessoal vai de carro até a beira da areia e isso acaba tirando a beleza (e o sossego!) do lugar. Nos finais de semana, principalmente. Contudo, nós gostamos da experiência. A única praia que não fomos e só passamos foi Praia Vermelha.

E essa foi a nossa viagem para a Praia do Rosa, que ficou no nosso coração e nas nossas lembranças como um dos lugares mais bonitos que já visitamos. Vale muito a pena conhecer.

comentários via facebook

5 comments

  1. Michelle como a Mel era pituquinha… linda, linda!!!
    Eu sou louca por praias. Apaixonada mesmo por essas paisagens de encher os olhos e acho que não tem lugar mais relaxante quando o objetivo é esse.
    Valeu muito a pena postar, pense na vontade que fiquei de arrumar os malotes e correr pra primeira pousada sossegada ;-)
    Até o bolso agradece uma viagem assim rsrsrs tudo vale a pena.
    beijo

  2. Esse lugar é realmente incrível e morri de vontade de voltar agora! Adoro a vila, a natureza e aquele ar rústico da praia do rosa. A praia vermelha fui uma vez, porém em uma viagem da faculdade – sem filhos – porque realmente é mais complicado de descer nela com pequenos, ela é maravilhosa, porque é pequena, a menor de todas, e isso acho que valoriza toda a natureza ao redor. No momento não dá, mas ainda quero voltar em todas estas praias!

  3. Michelle você precisa conhecer as praias da Bahia, tem cada lugar lindo. Essas praias me lembraram das praias de Itacaré, também são lindas. Beijos

  4. O Rosa é lindo mesmo, mas acho muito badalado nas epocas de alta temporada. Outra opção é a praia do Siriú em Garopaba, pois tem um lagoinha bem parecida com esse do rosa. É bem bacana tb para quem tem crianças.

    A praia da Pinheira voces conhecem? Eu acho otimo também pra quem tem crianças.. tem onda, mas é onda baixinha, mar calmo e sem repuxo. é ótimo. o meu Leonardo amou de paixão e nao queria sair da agua nunca haha

    A gente ama tanto as praia de lá que estamos pensando em ir embora pra santa. hehe

    Bjão!

comentar resposta para Flávia M. Augusto Sphair Cancelar