Categories: Diários de Viagem/ Estilo de Vida

Diário de Viagem: Gramado & Canela – nossos dias no Hotel Ritta Hoppner

DSC_0225

A cada viagem que a gente faz eu pego mais gosto pela coisa do planejamento e entendo o quanto ele é significativo numa viagem com crianças pequenas. Se antes a gente podia colocar meia dúzia de roupas numa mochila e sair por aí sem rumo certo, hoje isso já fica muito difícil.

Uma das partes mais legais de se planejar uma viagem é a escolha do hotel e depois da nossa penúltima viagem (para Garopaba – que ainda vou falar por aqui), fiquei muito mais atenta à questão do local onde iremos ficar. Percebi que, quando a gente viaja com crianças menores, coisas que são muitas vezes sutis fazem uma grande diferença no conforto e tranquilidade de todos. Na época daquela viagem – logo após o ano novo – compramos um pacote em cima da hora e nem tive tempo de pesquisar mais opiniões sobre o hotel. O que houve foi que nos decepcionamos muito com as instalações e limpeza, o que foi uma pena já que a viagem foi ótima. Mas não se preocupem que tudo isso contarei no post sobre Garopaba. Enfim, lição aprendida.

Voltando ao planejamento das viagens, um grande aliado na hora de escolher destinos, hotéis, pousadas, restaurantes, passeios, procurar por passagens, entre outras opções, é o Tripadvisor, onde milhares de viajantes deixam suas opiniões sobre locais, atendimento e várias peculiaridades que ajudam muito na seleção do que se encaixa melhor para você e sua família.

Então depois de analisar os hotéis melhor avaliados na região de Gramado, ler muitos comentários e dicas, fiquei entre dois deles. Cheguei a orçar em ambos já que os dois tinham muitas coisas bacanas a oferecer. No final, optei pelo Ritta Hoppner não somente pelas avaliações mega positivas mas porque foi o que me conquistou mesmo (quando virem as fotos, vocês entenderão). O fato curioso foi que somente depois que eu já havia fechado com o hotel é que fui ver que ele era super premiado no Traveller’s Choice (em 2015, ficou em primeiro lugar na categoria “hotéis de pequeno porte – Brasil”, segundo lugar na categoria “melhor atendimento – Brasil”, entre outros prêmios neste e em anos anteriores).

Eu não quero me ater muito a palavras neste post, mas posso resumir nossa experiência no Ritta da seguinte maneira: o hotel é lindo, aconchegante, bem cuidado, oferece conforto e requinte na medida certa, tem uma limpeza impecável, estacionamento coberto, internet wireless gratuita que funcionou muito bem nos dias em que estivemos lá, café da manhã e chá da tarde (que também é cortesia para os hóspedes) maravilhosos e bem diversificados. O hotel tem um grande espaço verde, playground e uma casinha de brinquedos e atividades para as crianças, uma graça. O acesso ao Mini Mundo é gratuito para hóspedes também, o que é bem bacana. A localização é excelente, esteja você a pé ou de carro. Além de tudo disso, e o mais importante para mim: o atendimento, educação, simpatia e presteza dos funcionários é algo fora do comum (vou destacar aqui a querida Eva, mas todos foram uns amores conosco). Cada hóspede é tratado com um carinho especial, de forma única. Enfim, só tenho elogios ao hotel. Nós realmente nos sentimos em casa e se pudéssemos teríamos passado mais tempo por lá.

O hotel iniciou suas atividades em 1958, tem arquitetura e decoração que seguem o estilo bávaro – que com a ajuda do clima e beleza de Gramado – faz com que a gente se sinta em terras européias.

Tentei selecionar poucas fotos para esse post, mas vocês sabem que amo fotografar. Imagina num lugar lindo desses :)

DSC_0227

DSC_0218

DSC_0224

DSC_0257

DSC_0254

DSC_0272

Nesse dia levantei cedo e fui fazer algumas fotos. De repente olho na janela e lá estão Leo e Alexandre me olhando. Logo depois a Mel se juntou a eles. Essas duas janelas eras do nosso apartamento.

DSC_0248

DSC_1148

IMG_6690

IMG_6694

DSC_0231

A Kinder Haus, um espaço bem legal para as crianças, parecendo uma casa de bonecas mesmo. Mel e Leo adoravam brincar por ali e era o que fazíamos sempre no final das tardes, antes de levarmos os dois para o banho. Nós viajamos em março e nesta época não estavam sendo realizadas as atividades com as recreacionistas. Acredito que seja somente nas altas temporadas.

DSC_0234

DSC_0240

DSC_0243

DSC_0241

DSC_0163

DSC_0941

DSC_0915

IMG_6701

IMG_6707

Nós iríamos ficar num chalé suíte luxo, que acomoda até quatro pessoas. Mas enquanto eu trocava e-mails com um dos atendentes do hotel, essas opções se esgotaram, foram compradas online. Então eles nos concederam um upgrade de categoria, mantendo o valor que já havíamos fechado. Mais um ponto a favor do Ritta: o comprometimento com o hóspede.

Fiquei realmente feliz, porque acabamos ficando em um apartamento suíte especial com copa e cozinha, que faz toda a diferença quando a gente viaja com crianças pequenas, como o Leo que tem 1 ano e quatro meses, por exemplo. Ah, vale mencionar que existe a opção dos chalés com piscina aquecida privativa e só não pensamos em ficar num deles por motivos de: Melanie não iria sair da água de jeito nenhum e nossas ideias de passeios por Gramado seriam frustradas. Juro. Ela ama demais água, não daria certo, haha.

Ficamos então num apartamento suíte com banheira, que era ótima para o banho dos pequenos.  Na primeira noite dormimos eu e Ale no quarto maior e Mel e Leo no quarto ao lado, mas como Leo estava doentinho e o quarto era grande, acabamos levando o berço para o nosso quarto nas noites seguintes. Mel não quis dormir sozinha e a levamos para dormir lá também, no colchão ao lado da nossa cama. Dessa forma, todo mundo dormiu mais e melhor. O bercinho pode ser solicitado no momento da reserva. Ah, crianças menores de 5 anos não pagam diária, quando acomodadas no mesmo apartamento dos pais, é claro.

DSC_0278

DSC_0951

DSC_0953

DSC_0954

Gostei do piso ser carpet porque como sempre estava absolutamente limpo, Mel e Leo podiam brincar, sentar e rolar pelo chão sem termos que nos preocupar com um piso gelado, por exemplo. Fora isso, crianças correm e nesse caso o carpet abafa o som dos pézinhos ávidos por bagunças e correrias, sabem?

Outra coisa que me agradou muito foram os edredons e as roupas de cama – de muita qualidade, macias, cheirosas e bem cuidadas. Faz diferença na hora de dormir, ainda mais fora de casa.

DSC_0958

Cozinha e copa: canto alemão, armários, pia, louças e talheres, microondas e jarra elétrica. Uma mão na roda.

DSC_0971

DSC_0555DSC_0564O chá da tarde é oferecido como cortesia para os hóspedes, diariamente, das 16 às 18 horas. Como vocês sabem, eu amo café e, poder desfrutar de um na companhia de ótimos salgados e doces – além do tradicional Apfelstrudel – servidos a vontade, num ambiente tão acolhedor, foi maravilhoso. A gente comia tão bem que por duas noites nem quisemos jantar, o que acaba sendo uma economia também.

DSC_0859

DSC_0865

DSC_0872

DSC_0868

DSC_0875

DSC_0880

DSC_0905

O café da manhã, que é minha refeição preferida, era muito variado, com diversos tipos de pães, queijos, salames, geleias, bolos, tortas doces e salgadas, ovos mexidos, cereais, frutas, sucos, chás, café, etc. O atendimento excelente também.

DSC_0173

DSC_0176DSC_0178

DSC_0179DSC_0180

DSC_0181 DSC_0185

Para tomarmos o café da manhã com tranquilidade e termos uns momentos de silêncio, íamos um de cada vez, eu e Alexandre. Fora que eu acordo cedo e sinto fome, então acho sacanagem acordar Mel e Leo antes das 8 horas. Eu gostava de sentar nessa mesa do canto, lá no fundo.

DSC_0186DSC_0187DSC_0191

DSC_0206

DSC_0209

DSC_0199Então é isso pessoal. No próximo post começo a mostrar os passeios que fizemos e pretendo falar das compras e comida em posts separados também, para ficar mais organizado, certo? :)

Espero que vocês tenham gostado de conhecer um pouco do Ritta Hoppner e dos nossos dias por lá.

comentários via facebook

19 comments

  1. Amei.. tem tudo haver com o outono… e o inverno… A dica do hotel foi mara pois com a quantidade de hotéis que tem fica até difícil de escolher… bjos

  2. Gramado é mesmo um lugar muito especial e encantador. Fui pra lá na minha lua-de-mel, e amei cada pedacinho. Fiquei no Mercure, mas fui visitar o Ritta e achei muito lindo! Quero muito levar as crianças um dia! Lindas fotos! Beijos

    1. Oi Liliane! Eu gosto da rede Mercure mas dessa vez estava bem focada em algo para a família mesmo, por isso acabamos escolhendo o Ritta (o outro hotel que fiquei em dúvida é o Alpestre, que falam muito bem também).

      Bjooo

  3. Tudo lindo, muito mesmo. Nossa Michelle se vou pra um lugar desses a vontade é de nunca mais voltar… Que aconchegante, perfeito e inspirador é Gramado. A cada post apaixono mais!
    Beijos

  4. Michelle! Faz mais ou menos um mês que eu e meu marido estamos planejando a nossa viagem de dia das mães e aniversário do papai para Gramado. Já fomos outras vezes, mas com o nosso filho Francisco (8 meses) vai ser a primeira. Agora com crianças o planejamento é muito diferente (também moramos a 600 Km de Gramado) e a escolha do hotel também. Estávamos em dúvida entre o hotel Wish Serrano e o Ritta Hoppner, ambos considerados bons para crianças e bem avaliados no TripAdvisor. Mas, por sorte encontrei o seu post, pois queríamos o Ritta, mas estávamos em dúvida sobre as acomodações (meu filho tem muitas alergias e rinite), localização e o seu Post clareou, só nos fez ter mais certeza! Já reservamos as acomodações! Também tenho um blog e estou escrevendo tudo sobre esses planejamentos (quem mora longe de tudo sofre hehe), adorei o seu Post, surgiu exatamente na hora que estava precisando! Obrigada. Beijinhos.

  5. Fomos a este hotel com nosso filho quando tinha 9 meses, é mesmo encantador, o hotel é tudo isso mesmo, acho que o melhor de Gramado para quem leva crianças pequenas. Só não fomos no mini mundo pois estava fechado, em reformas. Será minha escolha de hospedagem no dia que voltar à serra gaúcha.

comentar resposta para Ana Paula Cancelar