Categories: Café da Tarde/ Cotidiano

Com passos de formiguinha, mas estou voltando

IMG_9069

Sabe quando você fica um tempo sem andar de bicicleta e, quando resolve finalmente dar uma volta, dá aquele friozinho na barriga e você vai devagar, todo desajeitado e com medo de cair? Então. Eu não sabia muito bem o que postar ou como começar esse post, depois de um hiatus tão grande. Mas decidi apenas começá-lo.

O mês de junho foi um mês triste para mim, em relação ao blog. Foram ao ar apenas quatro posts e nunca fiquei tanto tempo sem escrever e sem aparecer por aqui. Me fez e faz uma enorme falta, vocês não têm ideia. Ainda mais depois de receber tantas mensagens carinhosas e preocupadas conosco, outras muitas pedindo pela volta dos posts e falando da saudade dos textos aqui no blog, das fotos no Instagram.

Os motivos do sumiço foram muitos. Vamos falar de alguns.

Vocês puderam acompanhar um pouco da nossa luta com relação a saúde do Leo nesse post, lembram? De lá para cá, foram mais consultas e dias muito difíceis, de exames doídos, nele e em nós. Confesso para vocês que realizar exames de sangue pode ser uma coisa muito simples, mas quando falamos de crianças, isso se torna bastante doloroso. Especialmente as crianças menores, como o Leo. Foi meio traumático para mim ficar ao lado do Alexandre, por quase dez minutos, segurando nosso filho aos prantos, repetindo “não, não, não” como quem se pergunta “por que vocês estão fazendo isso comigo?”. Doeu bastante em mim, sabem? Mas passou. E agora aguardamos que todos os resultados fiquem prontos, para levarmos para a imunologista que está acompanhando o pequeno. Eu só torço para que com essa primeira leva de exames (foram dezoito!) a gente possa descobrir onde está o problema. O que eu sei é que dei uma boa desanimada de tudo, por conta dessa onde de adoecimentos, principalmente do Leo.

Enquanto isso, os cuidados continuam mas assim que Leo melhorou, eu fiquei doente. Uma laringite daquelas, fiquei sem voz por dias. Depois, Mel ficou doente. Febre, garganta e provavelmente uma virose junto. Melhorou rapidinho, graças a Deus. E assim seguimos nesse tempo louco aqui de Curitiba, em que uma hora está um frio congelante e na outra um calorzão.

Outra coisa que também contribuiu para que a vida ficasse ainda mais tumultuada, foram uns contratempos e probleminhas familiares – nada grave, mas coisas burocráticas e chatas de resolver, que demandam tempo e comprometimento – que não são seus exatamente, mas com um certo envolvimento, passam a ser, não sei se vocês me entendem. Algo que estressou geral por aqui e que talvez não se resolva tão cedo. Coisas da vida.

Ainda, Leonardo está com a corda toda. Mas toda mesmo. Minha vida agora, resumidamente, é tirá-lo de cima das coisas, vinte, trinta, cinquenta vezes por dia. Ele apronta o tempo todo. Juro. Um carinha cheio de energia que não permite que a gente pisque os olhos quando está acordado. Tenso minha gente, tenso.

Mas ainda assim, filhos constantemente doentes, stress do dia a dia, do casamento, cansaço, poucas horas de sono, filhos aprontadores, problemas familiares, todo mundo tem. Acho que o principal motivo desse meu sumiço, é que eu não estava bem. E ainda não estou. E quando você não está bem, coisas simples parecem impossíveis, coisas corriqueiras se tornam um grande problema, tudo se torna maior do que realmente é. A nossa capacidade em lidar com as situações muda, fica prejudicada. Não quero me alongar nesse assunto porque ele é complexo e deixarei para outro dia. Mas tudo vai ficar bem, vai sim.

Fora tudo isso, como sempre eu deixei para a última hora as coisas do aniversário da Melanie, que completa cinco anos (!) no próximo dia 2. Não sei o que ocorre comigo, se sou uma procrastinadora sem remédio ou se gosto de viver perigosamente, mas eu sempre faço isso. Vai entender.

Obrigada por continuarem por aqui, pelo carinho, pelo apoio. Vocês são muito especiais, mesmo. Me mandem energias positivas, to precisando.

Mas, olha só, mesmo não estando muito legal, eu to tentando, e meu senso de humor está voltando também. Por isso fecho o post com uma música bem apropriada.

Eu voltei, agora pra ficar

Porque aqui, aqui é o meu lugar

Eu voltei, pras coisas que eu deixei

Eu voltei

ps: esse clipe é muito engraçado. tipo, tem umas imagens muito nada a ver. :)

comentários via facebook

37 comments

  1. Hahaha, sua linda !!!
    Seu senso de humor é o melhor !!
    Que bom que voltou, senti sua falta, pô ! hehe, brincadeiras à parte,
    dê tempo ao tempo, as vezes esse é o melhor remédio.
    bjo bjo

  2. Que bom! Todos passamos por fases mais complicadas, digamos assim. Faz parte da vida.
    Mas, tudo passa. E você sabe disso.
    Desejo que tudo se estabilize logo, que a saúde de vcs se mantenha firme, e que o amor seja o alicerce da vida de vcs. Sei que já é. Diante disso, então, tudo se resolve.

    Um grande abraço!!

  3. Que bom q voltou Michelle, fiquei muito feliz. Não só pelos posts q fotos q virão, mas por saber q esta bem. Filho doente desanima mesmo, dói demais não poder ajudar pq não se sabe o motivo da doença, mas logo logo irão descobrir os motivos do Leo ficar com tantas crises alérgicas. Quanto ao aniversário da Mel eu acho q vc gosta de viver perigosamente…kkkk e mesmo fazendo as coisas em com da hora vc faz mágica, pq as festas da Mel dao sempre muito lindas. Ansiosa para ver comi vai ficar. Bjo grande e pode ter certeza de q estou orando para tudo se resolver

  4. Oi Michelle, primeiro, estou AMANDO o seu blog. Infelizmente só descobri suas maravilhosas ontem (veja só que absurdo) quando estava a procura de dicas para festas personalizadas.
    Sou mamãe de duas lindas e danadas crianças, a Flávia de 2 anos e o Eduardo de 8 meses.
    Agora que descobri não saio mais daqui por nada e já estou ansiosa por mais dicas da sua vida de mamãe!

    Fique bem e muuuuito sucesso pra você. Grande abraço :)

  5. Minha querida Michelle, tudo dará certo. Como você mesma disse, dependendo do nosso humor e disposição para lidar com os problemas, por mais pequenos que eles sejam, maiores eles parecem ser. Basta paciência, vontade de fazer as coisas melhorarem e muito bom humor (e é ótimo que o seu esteja voltando).

    Sempre passamos por fases difíceis na vida, algumas vezes parece que não vamos conseguir sair delas nunca, mas com nosso esforço e determinação, tudo se resolve e se ajeita. Melhoras para o Leo, um lindo aniversário pra Mel, e uma dose incessante de bom humor e felicidade pra você. :)

    Fico ansiosa pelos próximos posts.

  6. Força, Michelle!
    Assim como os momentos bons, os ruins também passam. Nem tudo são flores, mas tu tens uma família linda e logo, logo as coisas voltarão pros seus lugares! Estaremos sempre aqui dando força e apoiando! :-)

  7. eu imaginei mesmo que estivesse correndo com o Leozinho pelo os outros post……e tbm com a Mel né tbm moro aqui em Curitiba e esse tempo realmente me irrita sério……..nem posso imaginar o sofrimento de vcs segurando o Leo aii que judiação……….e ainda ficar doente puxa vida,……foi de lascar esse mês hein…..mas crianças alérgicas é tudo complicadinho de repente ficam ruizinhos e pioram rápido…….mas graças a DEUS pelo jeito as coisas aí estao se ajeitando…tomara que logo o Leo melhore ne…….e é bom vc voltar tava morrendo de sdds…hehehe…bjinhoss

  8. Ei Michele!

    Sou nova aqui no blog mas já adoro ler seus posts, e estava de fato sentindo falta. Lutas a gente sempre vai ter, não é verdade? Mas a cada superação a gente se torna mais forte e resistente. Lendo o seu post, me veio à mente na hora uma canção linda que me renova sempre quando a escuto, e espero que faça o mesmo com você. :)

    Continue firme com o blog, porque tem sido um canal de força e superação p/ muitas pessoas!
    Um beijo!

    Segue o link: https://www.youtube.com/watch?v=QWxj00Mxgj4

  9. Mi, estava preocupada demais. infelizmente as coisas da nossa vida muitas vezes não saem da forma que queremos, principalmente quando essas coisas nós não podemos interferir ou solucionar. Acredito porém que Deus nós dá apenas nos dá aquilo que conseguimos aguentar, e eu digo minha querida, você é mais forte do que pensa. Ser mãe é algo além de qualquer força que possamos imaginar. Dias tristes vem, mas os felizes mesmo que muitas vezes sendo raros na nossa vida, esses sim, são a motivação para que tenhamos força para suportar qualquer dor. Lembre-se que a vida é aquilo que permitimos que ela seja. Tenha foco, fé e muito amor – coisas que pelo que o Brasil te conhece não te falta! Minha linda te desejo não só forças positivas, mas luzes de inspiração, força para aguentar as situações difíceis e um grande abraço forte mesmo de longe. Lembre que sua família é maior do que você pensa, o Brasil te ama demais!

  10. Enquanto lia os primeiros parágrafos pensei: Ela não está bem… até você mesma dizer isso. Espero que seja só uma fase, espero que fases novas e boas venham logo. Entendo exatamente o que você diz sobre os problemas familiares, isso normalmente é o que mais me tira do eixo (talvez isso seja o que mais esteja te deixando mal também). Sei que quando você estiver bem todo o resto vai se tornar melhor ou mais suportável, até que tudo se ajeite. Torcendo por você e ansiosa para ver a festa da Mel! Beeeijos

  11. Mi (desculpe a intimidade rsrsrs) que bom que vc voltou! Entro todos os dias para ver se temos coisas novas e já estava preocupada. Estou torcendo para que tudo se ajeite e mandando muita enegra positiva para vocês! Beijos

  12. Oi, Michele,
    Que bom que voltou, seus posts fazem uma super falta. Torço para que tudo se resolva e o Léo lindo fique bem, não tem coisa mais triste do que fazer exames e levar para vacinar. Achei muito difícil todos aqueles exames nos primeiros dias de vida, mas tive um virus na gravidez e era preciso, hoje foi dia de vacina e eu fiquei imaginando que quando ela estiver maior, agora ela tem sete meses, será pior ainda. Mas a vida é assim, o importante é estarmos sempre ao lado deles e manter a fé. Força, fé e coragem, porque vai passar, sempre passa.

  13. Ola!!
    Engraçado como podemos nos identificar com alguem que, certamente, jamais veremos pessoalmente rsss! Encontrei o blog qdo pesquisava sobre os cuidados após o parto para minha cunhada e adorei de cara mesmo não sendo mãe ainda. Passei logo o link pra ela e disse que a pagina tem informação para nós duas hehehe!
    O que mais gostei é que vc fala sobre seus problemas do cotidiano(que tbm são os nossos às vezes) com muita cumplicidade e isso torna tudo que escreve especial! Eu fico aliviada em saber que estou lendo dicas de alguem que é extremamente humana rss!
    Acho que é bem isso: vc é humana! Tenha fé, força e paciência para atravessar esse momento. O tempo é de Deus. Tudo dará certo com teu filhote. :-) Bjos

  14. Mi,
    Poxa, quantas coisas aconteceram nesse meio tempo…
    Tu tens uma casa, crianças e família para demandar seu tempo e sua atenção. É compreensível isso. Eu sempre achei o máximo o seu malabarismo, eu mesma não consigo viver assim por muito tempo.
    Acho que as prioridades sempre serão essas. O blog e mais um trabalho mesmo. Gosto muito das suas artes e as festas são inspiradoras. O look das crianças TB são inspiradores, principalmente o Léo, q e muito modelo.
    Se não sentir a vontade, não compartilhe as suas questões. A internet dá muita visibilidade e nem sempre isso e bom.
    Não sei qual e a sua fé, mas se aproxime mais de Deus, peça saúde para as crianças, sabedoria para lidar com o dia a dia. Antes de lidar com os problemas, entregue a Deus. Somente ele pode te ajudar.
    Um grande beijo e se sinta abraçada, amada, acolhida.Você saberá a hora certa de voltar, se voltar.

  15. Mi, você sempre inspira e consola mto suas leitoras, eu me identifico sempre nos seus posts…..Não deixe nunca de contagiar com todo esse amor mesmo em momentos difíceis!!!! Força e fé…..Bjos

  16. Michelle,

    fiquei muito chateada pelo Leo. Esses dias fiz exame de sangue e presenciei um casal com uma menininha também pequena (devia ter 1 ano, no máximo). me deu uma afliçao! fiquei imaginando se fosse comigo. quando é dia de vacina ja fico lacrimejando os olhinhos.. é brabo!

    Ja notou que quando tem algo errado vem junto de brinde um zilhao de enxissao? cara, é brabo! quando tem essas marés de baixo astral é complicado mesmo. mas passa, como tudo! :)
    Espero, de verdade, que tudo se acalme por aí.
    Sinto um carinho imenso por você e sua família. isso q nunca nos vimos, é questao de afinidade. de gostar e admirar mesmo teu trabalho. Esses dias vi uma foto de voces no instagram e pensei em como tu esta sempre bela mesmo passando por tudo isso.. nao é pra todas viu? eu no teu lugar estaria um zumbi ambulante hehe

    AHHH e nao larga o blog, tchê! teu blog é o unico que acompanho com gosto e nao tenho preguicinha de ler haeiaheaie

    Bjao!

  17. Oi, Michelle!

    Apesar de sentir falta, eu realmente entendo o seu afastamento temporário. É normal! Fique tranquila!

    É engraçado, mas uma maneira que o ser humano tem de sofrer menos é olhar um pouco para a pessoa do lado e ver que ela passa por um monte de coisas difíceis também e até piores. Então, vou dar o meu exemplo para talvez você se sentir menos mal.

    Quando você falou que estava envolvida com problemas familiares que não são seus, mas que acabam envolvendo você, te desgastando e tomando seu tempo, isso faz parte da minha vida já há muito tempo. Coisas que simplesmente não se resolvem e, na verdade, parecem estar ficando piores…

    Mas daí eu me apego numa frase que diz assim: está com medo? Vai como medo mesmo! Ou seja, eu não posso esperar que esses problemas passem para conseguir viver. Eu tenho tentando viver mesmo tendo de conviver com esses problemas sobre os quais eu não tenho controle. Não fujo dos problemas, recorrendo ao álcool, às drogas ou aos medicamentos para lidar com eles, graças a Deus. Também não aderi cegamente a uma seita ou religião para me alienar.

    Mas… uma taça de vinho faz bem, uma palavra espiritual que nos edifique, uma oração em silêncio no quarto, ouvida apenas pelo seu coração, uma conversa com uma amiga ou com a mãe ao telefone, uma caminhada pelo parque pode ajudar a organizar os pensamentos, prestar atenção no movimento da respiração com a mão sobre o estômago até relaxar… e dormir.

    Michelle, que Deus abençoe você e a sua família inteira! Olha, talvez esse seu médico esteja sendo muito alarmista, não? Vamos aguardar os resultados para depois você tirar suas conclusões. Eu sei o que é tirar exame de sangue em uma criança pequena. Minha filha teve que fazer isso com um mês de vida e foi uma experiência HORRÍVEL para mim. Mas passa!

    Beijos!

  18. Mi, nós aqui em casa amamos tudo que vc escreve!!!!!

    Mi, como sou budista levo comigo algumas frase do goscho.

    O inverno nunca se falha em se torna primavera. Ou seja, não a problema ou felicidade que seja para sempre.

    “Sofra o que tiver que sofrer, desfrute o que existe para ser desfrutado, considere tanto o sofrimento como a alegria como fatos da vida e continue orando, não importando o que acontecer, e então experimentará a grande alegria da Lei.”
    ―Nitiren Daishonin

    Eu sei Mi que realmente não e facil passar por alguns obstáculos na vida mesmo agente sabendo que isso é inevitável. Esses problemas vem para nos deixar vulnerável e sem fé mais eu sei que vc e uma mulher forte e corajosa saiba que viver com medo é viver pela metade. é isso que estou colocando em pratica em minha vida porque tenho muitos medos. Bjss

  19. Que bom! Volta mesmo! Me sinto meio órfã sem ter atualização no blog, mas a vida com crianças e etc nem sempre é fácil mesmo. Mas tudo são fases que passam e vai passar!

  20. Mi querida! Força, td vai dar certo. Mas se quiser uma “ajuda”, faça exercícios de respiração, ajuda demais, mais do que vc imagina. Apenas respire por 1 minutinho (algumas poucas vezes por dia) de forma calma e consciente. Tem me ajudado bastante na busca pelo equilibrio tao desejado.
    Ja pensou em meditar? To começando. Tbm tenho um “carinha” sapeca de 1 ano e 8 meses, meu Guilherme.
    Beijos.

  21. Que bom ver você de volta! Como você disse, todos nós temos esses momentos mais complicados. Mas olha, tudo passa, sabe? Isso também vai passar. Eu espero, de coração, que você já esteja se sentindo melhor e que, se ainda não estiver, que a melhora venha muito em breve. <3
    Se precisar de um ombro amigo, meu e-mail está aí pra você. :)

    Beijo, Mi!

  22. Oh linda acompanho seu blog tnho carinho msmo sem lhe conhecer pessoalment entao dsjo q as coisas se organizem ai p vc e melhoras p seu filhotinho

  23. Michelle, deu vontade de morar e poder te oferecer um abraço bem apertado pra consolar e agradecer as vezes em que já me senti consolada em ler seus post, estava com saudades. Como a distancia me impede, vou ficar aqui rezando e torcendo por vocês, tudo vai dar certo!

  24. Oi Mi, senti muito a falta dos seus posts durante esse tempo, mas quando se trata de vida real é um pouco impossível controlar tudo e acredite, independente do tempo que você se ausente, estaremos aqui te esperando.

    Amo ler os seus posts.

    Vi que o aniversário da Mel será no tema Alice no País das Maravilhas, sou mãe da Alice que é 4 dias mais nova que o Leo, o primeiro ano dela foi nesse tema e se quiser conferir a festinha dela o link é esse:
    http://www.aminhavidacomalice.blogspot.com.br/2014/11/deliciadealicefaz1aninho-festa.html

deixe seu comentário!