03 nov 2014

Colocando ordem na casa novamente

il_fullxfull.621638155_PaintedWordsByRemi

Uma das lembranças mais marcantes que tenho da minha avó paterna – além do quanto ela era amorosa e da torta de banana que só ela sabia fazer – é da casa impecável que ela mantinha. Lembro do brilho dos móveis de mogno e até sinto o cheiro do lustra móveis que ela passava, dia sim, dia não.

Eu sempre gostei muito de organização, de limpar a casa e sentir aquele cheirinho gostoso no ar. Prova disso é que sempre relutei em ter alguém para me ajudar nas tarefas domésticas e as gôndolas de produtos de limpeza sempre foram as minhas preferidas no supermercado (coisa louca, eu sei, mas ó que conheço mais gente assim).

Lembro que há alguns anos atrás, antes de engravidar da Melanie, meus sábados eram alegremente dedicados à faxina. Eu colocava um som bacana para tocar, pegava minhas luvas verdes de borracha, meu arsenal e da-lhe limpeza. Acabava o dia exausta, mas feliz.

Depois que meus filhos nasceram, eu nunca mais tive o tempo e a disposição necessários para isso e, acima de tudo, nunca mais tive a pretensão de ter uma casa limpa e organizada o tempo todo. Primeiro, porque seria uma desgastante perda de tempo, já que uma casa com crianças pequenas dificilmente fica intacta por muito tempo. Segundo, porque acredito que vida gera movimento > movimento gera um pouco (ou muito!) de bagunça e tumulto. Pelo menos, é o que nós temos por aqui. E eu não me incomodo com a bagunça dos pequenos, não. Mas sim, com a nossa! :)

Quando começamos a construção da nossa casa atual, era uma coisa de Pinterest para cá e para lá, revistas de decoração cheias de post it’s marcando as páginas, milhares de pastinhas com fotos inspiradoras para cada cômodo da casa. Enfim, muitos planos sobre como gostaríamos que tudo ficasse depois de pronto.

Após três anos morando na casa dos fundos, finalmente nos mudamos para cá. Eu estava com 37 semanas de gestação e contei como foi essa loucura de mudança na reta final da gravidez aqui.

No período que se seguiu à mudança e ao nascimento do Leo, fomos tentando colocar as coisas em ordem, sem pressa, afinal, tínhamos um novo bebezinho em casa e uma criança de 3 anos e pouco precisando de mais atenção do que nunca. Ou seja, os pequenos eram nossas prioridades, claro.

O tempo foi passando e, de repente, percebi que havíamos deixado a casa de lado. Estávamos fazendo somente o básico, o rotineiro, aquilo que não tinha como escapar mesmo. Nunca sobrava tempo, sempre estávamos cansados, com sono e sem disposição. Virou um círculo vicioso. Estava faltando praticidade e organização (importantíssimos, principalmente numa casa com crianças), harmonia e aquele toque nosso a vários cantinhos da casa.

Foi aí que me deu um estalo e decidi que iríamos dedicar um tempinho para melhorar o nosso lar e para, aos poucos, colocar em prática aqueles projetos e ideias que pensamos, quando a casa ainda estava sendo construída.

Quem tem filhos sabe: qualquer minuto a mais ou a menos faz diferença, porque a vida com os pequenos é uma correria só. Então decidi buscar soluções simples para atender as nossas necessidades, visando otimizar espaços e tornar tudo mais prático. E achei que seria bacana dividir isso com vocês, a partir de hoje.

Mas, por onde começar?

A primeira coisa foi colocar tudo no papel: fazer uma lista detalhada do que faltava em cada cômodo da casa – no sentido de organização e praticidade, em primeiro lugar, e depois esteticamente – o que poderia ser melhorado, o que precisava ser consertado ou poderia sair de cena.

Por aqui, acho que o mais urgente é:

Hall de entrada e sala: chaves, óculos, mais chaves, casacos, mochilas, bolsas, brinquedos, calçados, mais brinquedos, cacarecos, papéis, contas, rack com as gavetas cheias de mais cacarecos, meu Deus, que caos! Precisa de umas soluções inteligentes de organização e praticidade para ontem. E de umas coisas bonitas para a gente olhar.

Escritório: como divido a bancada com o Alexandre e ele certamente não é a pessoa mais organizada do mundo (desculpa, amor), imaginem a zona que o local se encontra. Destralhar já, como ensina a Thais do amado Vida Organizada. Além disso, tenho molduras a serem penduradas e minhas caixas de crafts e afins não estão aquele modelo de organização também. Ops, acho que não posso falar muito do marido…

Cozinha e área de serviço: temos bastante espaço e armários já instalados, mas vejo que todos estão sendo subaproveitados. Muita coisa guardada no lugar errado, muita coisa apenas enfiada lá de qualquer jeito, muita coisa que deveria estar a mão e não está, muita coisa que nunca lembramos de usar.

Despensa (armário onde ficam os mantimentos e remédios): Na parte dos alimentos e bebidas até que a coisa não está tão desorganizada. Já a farmacinha, que deveria estar bem dividida entre adultos e crianças… #socorro.

Varanda/Churrasqueira: coitada, virou depósito de tudo aquilo que não temos, não sabemos ou estamos sem paciência de guardar direito.

Quarto da Mel e do Leo: no quarto dos pequenos, o maior problema são os armários, com certeza. Estão uma bagunça, cheios de roupas e calçados que não servem mais e podem ser trocados ou doados para quem precisa. Roupa de cama misturada com apetrechos de carrinho e bebê conforto e outros cacarecos. Mel tem um pouco de roupas na cômoda e outro tanto no armário, inclusive em prateleiras muito altas que ela não alcança ainda. como ela já troca de roupa sozinha e é bem legal essa autonomia, quero dar uma melhorada nesse esquema cômoda/armário.

Nosso closet: idem ao armário deles, com coisas que a gente não usa desde mil novecentos e bolinha, roupas de frio que podem dar mais espaço às outras peças, caixas que poderiam estar servindo para organizar melhor documentos importantes ou coisas que queremos manter por lá. Fora as pilhas com roupas amarrotadas, dobradas de qualquer jeito… fora as peças que precisam de conserto. Vixe.

Armário do corredor: ele tecnicamente deveria ser somente para as roupas de cama, mesa e banho, mas, no momento abriga de um tudo – mochilas, sacolas, caixinhas de recordações, produtos e itens de higiene, cesta de piquenique…

E assim a lista segue… sem fim.

Claro que são mudanças a longo prazo porque não há como reorganizar e decorar uma casa inteira assim, num piscar de olhos (a não ser naqueles programas tipo Extreme Makeover). É algo que necessita de tempo e dedicação. E como tudo que envolve algum investimento financeiro, precisa de pesquisa, afinal, não dá para sair comprando na louca, sem tirar medidas ou comparar qualidade e preço.

Então, vamos devagar e sempre.

Quero ver se vou mostrando para vocês as comprinhas, os fru frus (que a gente adora, né?), as pequenas melhorias e mudanças que formos fazendo, na casa e no nosso dia a dia. Para quem me segue no Instagram (vidamaterna), vou usar a tag #reorganizandoacasa ou algo assim – toda vez que falar do assunto.

Quem sabe tem mais alguém aí na mesma situação e precisando de um incentivo para retomar a organização e o embelezamento da casa. E por que não, da vida. :)

* imagem daqui

13 comentários no blog

  1. kelly marinho em

    Oba !!! eu vou amar… adoro ver casas decoradas, principalmente de alguém com bom gosto como vc Michele!!
    Eu adorei as dicas, tbm estou precisando destralhar aqui em casa, a ideia de por td no papel primeiro facilita, né?
    boa sorte pra nós !!

    Responder
  2. Eu me mudei em janeiro, tb estava grávida, mas consegui fazer um limpa nas coisas antes de o bebê nascer. Agora estou na fase de decoração, este mês chegam os armários da cozinha, em dezembro as cortinas. Espero terminar até o fim do ano que vem, rs.

    Responder
  3. Lorena Melgaço em

    Adorei o novo post! Vou seguir sim as dicas de organização!

    Responder
  4. Michele em

    Michelle,
    Acordei hoje com essa mesma vibe!!! A minha bb está com dois meses ( e não onze, como saiu errado em outro comentário) e estamos exatamente assim: muita bagunça de adulto, a mesa da sala virou ponto de encontro da bolsa da bb e outras coisinhas ( bebe conforto, bouncer, remédios) pois moramos e apertamento e os dois dividem o quarto. Enquanto o menino dorme lá de noite a bb dorme lá de dia, ou seja nunca entro lá para guardar nada.
    Vamos usar a hastag sim, quem sabe influenciaremos outras mães na mesma situação.
    Já que o papo é dona de casa, quais são os produtos de limpeza que não vive sem, pode fazer um post sobre isso?
    Beijo grande,
    Michele.

    Responder
  5. Neima em

    Post escrito pra mim, rs!! Semana passada comecei a arrumar o quarto do segundinho. Na verdade é o nosso escritório, que será remodelado. Quero ver se consigo manter uma das mesas e acomodar o berço. Quarto de RN não precisa de muito mais coisa né (já temos um armário enorme que ocupa a parede toda, uma parte dele será pra guardar as primeiras roupas-apetrechos). O quarto e o armário do Gu eu consegui dar um jeito tb.
    Ainda faltam o meu quarto (quero tirar um guarda-roupas e tentar alocar tudo no closet) e a sala, que está com muito cacareco junto. Na cozinha-despensa-lavanderia dá pra sobreviver, rs.
    Adorei a ideia de listar as necessidades por cômodos, acho que vou adotar aqui.
    Bjs!

    Responder
  6. Ana Eliza Martelli em

    Adoro esses assuntos, e posso garantir que organizar e manter a casa é um trabalho constante. Sempre tem algo a ser melhorado. Ainda mais quando temos pequenos envolvidos… Vou adorar acompanhar! Obrigada por compartilhar conosco!

    Responder
  7. VANESSA em

    olá, tudo bem?
    Já conhece o blog organize sem frescuras? é de uma colega, lá tem dicas/vídeos bem interessantes. vale a pena dar uma olhada. bjs
    http://www.organizesemfrescuras.com

    Responder
  8. Sheila em

    Nossa me identifiquei muito… Parece que você está falando de mim… Tenho uma filha de 1 ano e 2 meses e há mais ou menos uns 3 meses resolvi por a casa em ordem (que sinceramente está um caus) estou com as mãos na massa o problema é que trabalho fora e tenho que me dividir em 3 pra dar conta… Agora o blog Organize sem Frescuras! é ótimo mesmo, muda nossa vida!

    Responder
  9. Larissa Andrade em

    Oi Michelle,
    Também adoro assuntos relacionados à organização da casa. É claro que quando temos crianças não temos a mesma disponibilidade, mas por aqui procuro, esporadicamente, desapegar de alguns itens que estão sem uso. Quando quero fazer uma arrumação “daquelas”, procuro ir fazendo por cômodo, já que não dá pra fazer tudo em um dia. Porém, como moro em apto, talvez seja mais “rápido” em relação a quem mora em casas maiores.
    Mas adorei sua ideia de fazer a listinha no papel!!
    Beijos,
    Larissa Andrade.
    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    Responder
  10. Evelyn em

    Oi Mi!

    Estava em setembro nessa ‘vibe da bagunça’… sempre fui organizada e gostei de limpeza, mas a vida ás vezes bagunça por si só tudo a nossa volta. Comecei a ficar mais tempo no trabalho, minha filha saiu da escolinha, meu marido começou a trabalhar em outro turno, meus pais morando longe, cursos começando e o CAOS se instalando. E ó, marido é bagunceiro mas é exigente quanto a limpeza e arrumação… e aí, brigas e mais brigas… até que lendo o VO (sempre abro ele primeiro e o seu no browser! hahaha) decidi ler sobre o tal FlyLady que a Thais falava ás vezes. E procurei saber sobre mais e mais e implementar alguns conceitos em casa naquele mesmo dia: 21 de setembro! Santo 21 de setembro! Era um domingo, estava com a filha sozinha em casa e resolvi fazer um ‘intensivão’ de estudo e aplicação. É algo progressivo, todo dia tem algo novo… e desde então, a técnica dos 15 minutos e do Declutter (destralhar) tem sido minha melhor amiga na organização.

    Tô em processo de decoração da casa também e é um deus-nos-acuda! Mas que seja Deus nos ajude! E o Vida Materna também! hehehe

    Beijos.

    Responder
  11. Moema Esteves em

    Adorei ler sobre isso! Eu também adoro organizar a casa e seus pertences e agora na minha terceira gravidez isso se acentuou muito. É a tal da síndrome do ninho arrumado! Não consigo parar um minuto sequer, me dá uma urgência de ver tudo prontinho para receber meu baby, ainda mais que é fim de ano, época em que naturalmente a gente gosta de fazer uma faxina geral. Mas é bem assim mesmo, casa com criança a bagunça é diária…

    Responder
  12. Marion D. em

    Se tiver roupa de recém nascido ou P me manda pelo amor de Deus ainda não tenho nada pro meu Baby!

    Responder
  13. Marion D. em

    Se tiver roupa de recém nascido ou P me manda pelo amor de Deus ainda não tenho nada pro meu Baby! Se lembre de mim quando arrumar o armário do Leo!

    Responder

Deixe seu comentário!