Você está vendo os artigos na categoria “Faça você mesma(o)!”

Festas: usando molduras ou porta retratos como bandejas

Já contei para vocês que todas as vezes que vou começar a preparar uma festinha para os meus pequenos, eu passo muito tempo caçando ideias e inspirações no Pinterest, não é? Então, essa ideia super bacana de usar porta retratos ou molduras como bandejas nas festas, surgiu assim.

É algo muito simples e fácil de fazer porque você só precisa ter um porta retrato ou moldura e um papel bonito para colocar de fundo, como se fosse a foto, sabem?

molduras_bandejas_blog vida materna

As molduras trabalhadas ou as que têm algum detalhe diferente ficam especialmente lindas em cima da mesa principal, seja com doces, cupcakes, mini cupcakes, bolachas, garrafinhas, potinhos, para servir o cafezinho de um jeito mais charmoso, enfim, mil e um jeitos criativos de usar.

Por aqui já lancei mão dos porta retratos como bandejas três vezes – na festa de 4 anos da Mel, na comemoração do aniversário do Alexandre e agora, na festa de 1 ano do Leo (que logo logo vocês verão por aqui!).

O legal é que dá para usar em várias ocasiões somente trocando as cores dos papéis de fundo. E dá para usar só as molduras ou mesclá-las com outras peças, como pratos de porcelana, de madeira, suportes, etc. É só escolher para qual lado a sua decoração vai – rústico, provençal, clean, moderno –  e definir as molduras de acordo.

Essas são as minhas, sendo preparadas para a festa de 1 ano do Leo.

DSC_0517

Na festa de 4 anos da Mel.

Melanie-BR_046

Melanie-BR_048

E na comemoração do aniversário do marido.

DSC_0503-650x433

Selecionei algumas imagens – todas retiradas do Pinterest (pesquise por “picture frame tray”) – para vocês se inspirarem também.

img_0929

623aa2606e2836a8731fa82da25be7aa

5f8a2bc33bfadd066e6b34c89e121038

942182_269032003236851_1667736979_n_600x397

117

28a29613b08453cdc93a6a9bf12229dc

05c203c7ef5e03a1b84d278afbc87b10

party-framed-table-trays-1

Os porta retratos que uso como bandejas são da Santa Composição, uma loja linda linda daqui de Curitiba, mas que também vende online. Tem de outros modelos, cores e tamanhos. As minhas são as maiores.

Espero que vocês tenham gostado e que possam usar essa ideia em alguma festa por aí :)


por mãe da Mel e do Leo



Festa do Tigre – making of

Na segunda-feira, Leo completou 1 ano de idade, como contei para vocês no último post.

Essa semana foi bem parada aqui no blog, mas de uma agitação e correria tremenda aqui em casa. Aquelas épocas onde acontece tudo ao mesmo tempo, sabem? Mel tem apresentação e festa de final de ano na escola, ensaios e apresentação de ballet (no Guairinha, own), é tempo de rematrícula na escola e por aí vai.

Da festa, ainda falta fazer algumas coisas e teremos muito trabalho pela frente no final de semana. Me desejem sorte! :)

Selecionei algumas fotos dos preparativos para que vocês possam acompanhar de alguma forma essa maratona pré-festa. O pessoal que me segue no Instagram (estamos lá como @vidamaterna) tem conferido em primeira mão as novidades.

Muita gente estava curiosa, então revelei que Leo terá uma Festa do Tigre, como eu gosto de chamar. Há alguns anos atrás vi uma festa chamada Year of the Tiger e me apaixonei perdidamente. Lá, decidi que algum dia eu faria aquela festa. E agora chegou o momento.

preparativos para a festa de 1 ano Leo


por mãe da Mel e do Leo



Washi Tape: ideias de como usar e onde comprar

2e3bfa0d9d38d8260764be1354694d7c

Washi o que?

Washi Tape – também chamada de fita adesiva japonesa – é uma fita adesiva de alta qualidade, feita de papel de arroz. Há alguns anos ela vem ganhando cada vez mais espaço – nas decorações e no coração de quem ama um fru fru ou aquele detalhe a mais.

São fitas lisas ou estampadas, uma mais linda do que a outra. Normalmente elas têm uma largura padrão de 1,5cm, mas existem as mais largas também.

O bacana é que ela é fácil de ser usada e descola numa boa porque não deixa resíduo de cola. Caso você faça a aplicação de forma errada, caso fique torto ou você mude de ideia, dá para retirar sem rasgar a fita ou o papel, se for o caso.

A leve transparência das fitas também permite fazer sobreposições, enfim, dá para inventar bastante moda com elas.

O preço não é assim dos mais baratos (comprar de fora sempre compensa mais), mas dá para encontrar preços mais camaradas aqui no Brasil mesmo.

As formas de uso são as mais variadas possíveis, já que tendo uma washi tape na mão a criatividade aflora. Desde usá-la para fechar os pacotinhos de lanche das crianças até revestir os interruptores da casa. As possibilidades são infinitas (dá uma olhada aqui).

Hoje quero mostrar para vocês algumas ideias bem legais de como usar as washi tapes na decoração de festas.

Antes de decidir o tema e a decoração do aniversário de 4 anos da Mel, eu estava com uma ideia de uma festa inteirinha feita com washi tape – e vendo as fotos vocês vão entender como isso é possível.

mi washi tapes

Captura de Tela 2014-10-30 às 21.41.51

30774bc2f8de21ad70fcf1747b2f5f21

4d9251f0c711aaf1b786440f15ea6612

BVA_DLO_4x6BasicCollage_3a-Photocopy_zps48385e3c

0f815f531613e798804e800cf75ba931

cd975b09525b4f77ed02a4b7e8aa53d3

n2wcre60

washi-party-straws

b162a43f3094c41909687e57b6c202f1

058c09bd83cae88f0c18281c66e365ee

4607991680a7da4a8408074238b1ba27

ba9ccb55716c81dc0c96211268cf2202

d52ba46888f062218c410d319bbef12d

48b8878624e7a7b49e2e40cae45c1927

IMG_2591

b0e133af3bcf8f0108f0dce5df55072f

f683cb73b5cf2cc2b0034e176d50e649

eb5393f34b3f1ecb178e260077a33324

05ea73ff90f107d4517995439ff79adb

e10604da1ca8cd8b9330fc94017b48b7

bdc93c84b5f74740e2325cda09c17402

* todas as imagens foram retiradas do Pinterest, exceto as duas primeiras que são de arquivo pessoal

Onde comprar?

Vou deixar aqui para vocês links de lojas que já comprei e/ou amigas compraram. E não tem só washi tapes não. Tem muita coisa legal para encrementar as festas (carimbos, pacotinhos, potinhos, canudos de papel, tags de madeira, baker’s twine – que são aqueles fios coloridinhos, sabem? – tem de um tudo!)

Lojas nacionais

A. Craft

Veio na mala

Tom & Sophie

Festá Ideias

Que achado!

Lojas gringas (todas do Etsy)

The Sewing Post

Pretty Tape

Basil and Fluffy 

Rabbit and the Duck

The Washi Shop

Loolliipop

Le Box Boutique

Se vocês tiverem mais indicações de onde comprar podem deixar nos comentários, tá? E bora colorir essa vida com washi tapes :)


por mãe da Mel e do Leo



Checklist e dicas para preparar uma festa

aniversarioMelanie-29

Faz tempo que vocês me pedem dicas de como planejar uma festa e apesar de não ser uma expert no assunto, já tenho alguma experiência depois de cinco festinhas organizadas nos últimos quatro anos. É uma coisa que eu gosto muito de fazer, de verdade mesmo.

Tem um monte de checklist bem legal por aí, pronto para imprimir e tudo mais. Por isso, eu quis fazer diferente. Como uma leitora muito querida me disse um dia, os textos por aqui são tipo um bate papo com uma amiga enquanto se toma aquele café feito na hora. E eu gosto de pensar assim mesmo :)

A cada evento que eu planejo, gosto de me organizar bem – dentro do possível, porque eu era muito mais organizada antes.

As festinhas nascem primeiro na minha cabeça. Depois são algumas madrugadas insones no Pinterest ou pela internet afora caçando ideias. Até que coloco tudo no papel, faço mil e uma anotações e assim vou literalmente desenhando a festa. Eu adoro essa parte porque a criatividade rola solta e muita ideia legal aparece. Pena que não consigo fazer todas acontecerem!

Como eu nunca realizei festa em buffet infantil, não tenho muito conhecimento do assunto. Por isso, as dicas desse post são mais para aqueles que gostam de uma festa “em casa” e que também gostam de colocar a mão na massa para preparar tudo.

- Quando?

A primeira coisa certamente é escolher um dia e horário para que a festa aconteça. A maioria das pessoas que faz festa em casa ou no salão de festas do condomínio onde mora, prefere os sábados ou os domingos à tarde. Além dos finais de semana, as festas realizadas em buffets infantis também acontecem bastante em dias de semana, depois das 18h.

Algumas pessoas evitam marcar as festas próximas a feriados mas outras até preferem por terem parentes de outras cidades, já que o feriado facilita as viagens. Veja o que é melhor para vocês.

- Que tipo de comemoração você gostaria de fazer?

Isso depende muito da ocasião – aniversário, batizado, chá de bebê – e do orçamento que você definir para a festa. Você pode optar por um brunch, um almoço, um café, festa na escola ou a clássica festinha em casa, salão de festas ou buffet. Depois disso, defina se você quer um evento maior, algo mais íntimo ou ainda, somente para a família.

- Onde?

Depois da data e tipo de festa definidos, é hora de pensar no local onde vocês gostariam de realizar o evento. Em casa, no salão de festas do condomínio, naquela chácara da família, num parque, no local que a sua empresa disponibiliza aos funcionários para eventos, em buffet infantil, enfim, as opções são muitas. Eu acredito que o local e a quantidade de convidados estão diretamente ligados e, por isso, devem ser definidos paralelamente, já que é essencial que o local acomode bem a quantidade de pessoas que você pretende convidar.

Caso sua escolha seja por um buffet infantil, quanto antes fizer a reserva, melhor, já que eles tendem a ser bem concorridos, principalmente aos finais de semana. Já os valores são mais atrativos para festas realizadas de segunda a quinta-feira.

Avalie o que é oferecido em cada pacote e o custo benefício e faça questão de conhecer o local pessoalmente. Se tiver recomendações de amigos e conhecidos, melhor ainda. Ao fechar, cuide para que todos os detalhes combinados constem no contrato, para evitar dores de cabeça depois.

- Quem?

A lista de convidados é uma das partes mais difíceis de serem definidas, especialmente quando não se trata de uma festa somente para a família. As variantes são muitas: você pode chamar só a família, família e amigos mais íntimos, família e amigos que tenham filhos pequenos, família e somente aqueles que convivem realmente com seu filho, família, amigos mais íntimos e os amiguinhos da escola e pode chamar todo mundo. Depende da sua vontade, do seu espaço físico e do seu orçamento também, é claro.

Faça uma lista dividida entre adultos, crianças e bebês (menores de 2 anos). Isso ajuda muito na hora de definir a parte de alimentação, bebidas, espaço e até as lembrancinhas, se for o caso.

- Quanto tempo antes você deve começar a se organizar?

Planejamento: quanto antes, melhor. Especialmente por serviços que você venha a contratar – como bolo, doces e fotógrafo –  e itens que você precise encomendar. Já tive duas experiências de algo que comprei para uma festa específica não chegar a tempo e é bem frustrante. Ou então de querer encomendar um produto e o prazo de confecção e entrega ultrapassarem a minha data limite. Por isso, eu repito: quanto antes você puder colocar todo o planejamento no papel, melhor. Essa organização é essencial para que você consiga saber certinho o que precisa comprar e para que possa fazer isso com antecedência (especialmente se você for comprar de fora do Brasil, em sites como Etsy, Aliexpress e outros). Minhas últimas encomendas demoraram em média dois meses para chegar.

Execução: eu diria de três meses a um mês antes da data definida. Depende do tempo que você tem para se dedicar a isso e do que você pretende fazer também. Já fiz festas em duas semanas, mas não recomendo deixar para a última hora.

- Infraestrutura do local

Se você for fazer a festa num buffet infantil, provavelmente não precisará se preocupar muito com isso. Mas, se você optar por um salão de festas ou a sua casa, por exemplo, você precisa pensar no básico que é: acomodar bem todos os convidados e ter uma estrutura básica para a parte de alimentação.

Mesas e cadeiras, sofás, pufes, mesa para o bolo, doces e comidinhas em geral, mesa para os salgados e bebidas (que pode ser também uma bancada, etc), local para deixar as lembrancinhas e uma caixa ou algo que possa servir para que os convidados deixem os presentes, são alguns dos itens que a gente costuma precisar – seja em casa ou num salão de festas.

Quando fiz as festas no espaço para eventos lá no condomínio da minha sogra, loquei mesas e cadeiras e aproveitei as mesas grandes que eles já possuíam no local para todo o restante. Já na comemoração do batizado do Leo, que foi aqui em casa e somente para a família, optei por acomodar os convidados na mesa principal da sala de jantar e suas respectivas cadeiras e nos sofás e poltronas espalhados pelo ambiente. Mas isso só deu certo porque eram poucas pessoas (cerca de vinte).

A festa de 4 anos da Mel ainda será um evento pequeno, mas com algumas pessoas a mais do que a última festinha que fizemos. Por isso, terei que locar mesas e cadeiras desta vez. Todo espaço deve ser adequado proporcionalmente ao número de pessoas que você convidar, para que todos fiquem confortáveis.

Dica: quando fazemos festas em casa, vale usar e abusar do que já temos – sofás, poltronas, cadeiras, pufes, almofadas, mesas laterais ou de centro como mesas de apoio, bancadas, aparadores, enfim, coloque sua criatividade para trabalhar.

Além disso, os convidados irão precisar de um toilette (ai que chique), de um banheiro, é claro. Veja se o kit básico está ok, que é um sabonete líquido, uma boa toalha (ou papel toalha em caso de salão de festas), cesto com saco de lixo, papel higiênico de reserva, essas coisas.

É importante pensar também nas pessoas com bebês que precisarão de um lugar para fazer trocas de fralda. Aquelas banheiras que têm o trocador acoplado são uma boa se deixadas próximas ou dentro do banheiro. Ou, como faço quando as festas são aqui em casa, o pessoal usa o trocador do Leo mesmo, que fica em cima da cômoda no quarto dele. Como festas em casa são normalmente para família e amigos mais íntimos, não vejo problema nisso.

Se a festa acontece em casa você não precisa se preocupar com forno ou microondas. Se for num salão de festas, se certifique de ter pelo menos uma das duas opções e faça uma lista de utensílios e itens que precisa levar, como por exemplo, o que for necessário para o café, louças e talheres, panos de prato, produtos e panos para limpeza, enfim, tudo que você possa precisar e que não tenha lá. Alguns condomínios mantêm os salões equipados com tudo isso, aí fica mais fácil.

Outra coisa bacana, se for possível, é disponibilizar um local para que as pessoas deixem casacos e bolsas. A gente que tem filhos sempre anda carregada, não é? Ter que acomodar as crianças, carrinho ou bebê conforto mais as bolsas é sempre um pequeno transtorno. Se der para facilitar isso tendo um apoio (que pode ser um pufe, um mancebo/cabideiro) para bolsas e afins, melhor.

Para finalizar, gosto de pensar em tudo que possa tornar a permanência dos convidados mais agradável (para nós e para eles) e isso incluiu por vezes detalhes pequenos que podem passar batidos na correria dos preparativos. Analise seu espaço, veja o que pode ser melhorado e faça o que estiver ao seu alcance, mas sem neuras.

- Espaço para as crianças e bebês

Focando novamente em festas mais caseiras, é legal pensar num espaço para a criançada. Você pode, além de locar brinquedos como piscina de bolinhas e cama elástica, se quiser e tiver espaço, colocar um tapete grande de EVA ou similares e uma caixa com alguns brinquedos e livros. Mesinhas com cadeiras também são uma boa, especialmente se houverem desenhos para que os pequenos possam colorir ou massinha para brincar. Se a festa for em casa, dá até para colocar almofadas para ficar ainda mais aconchegante e música ou um DVD animado são boas pedidas também.

Além disso, opções de entretenimento com profissionais podem ser contratadas, como contação de histórias, teatrinho de bonecos e outras atividades bem interessantes. Vale dar uma pesquisada nisso também.

Mel (BR)_017

- Definindo o tema ou a inspiração da festa

Quando os filhos são pequenininhos, a gente acaba tendo esse poder de escolha do tema ou da inspiração da festa. Geralmente nos baseamos pelo que eles demonstram gostar mas, às vezes, o nosso gosto, o que achamos legal, acaba prevalecendo. Eu, por exemplo, escolhi lollipop para a festa de um ano da Mel, bailarina para a de dois anos (porque ela sempre amou dançar), corujinhas para a de três anos (que ela sempre gostou) e passarinhos para o batizado do Leo.

Confesso que a minha criatividade não flui muito bem com o que chamamos de “temas prontos”, sabem? Aqueles com os personagens mesmo, tipo Galinha Pintadinha, Barbie, Carros e por aí vai. Prefiro temas menos comuns ou então, se forem temas de personagens de filmes ou desenhos, gosto de dar uma trabalhada em cima, para que fiquem um pouco diferentes. Acho legal que tenha a carinha de quem fez ou do dono da festa, que tenha amor nos detalhes, um toque eu que fiz. Mas, também há quem queira e precise de praticidade e prefira temas que já possuem tudo pronto, como copos, pratos, guardanapos, sacolinhas, enfim, tudo. E a cada dia que passa as empresas investem mais nesses produtos, graças a isso, a variedade é boa.

Esse ano, Melanie escolheu o que queria na sua festa de 4 anos, mas, antes de definir, foram meses de incertezas, cada dia querendo uma coisa. Passou por Minnie, Dora Aventureira, Hello Kitty e finalmente (#graçasadeus), se apaixonou pela Rapunzel e pelo filme Enrolados – e eu idem. Fiquei bem feliz mas lá estava eu com um “tema pronto” pela frente. O que vai sair disso vocês verão em breve, já que Mel completa 4 anos no dia 2 de agosto.

Para aguçar as ideias e buscar inspiração, pesquise, pesquise, pesquise. E preste atenção nos detalhes. Não só na internet mas pessoalmente também. Se tiver tempo, bata perna por aí em lojas desse segmento de festas e lugares que você sabe que pode encontrar tesouros escondidos, aí na sua cidade.

Recomendo também infinitas visitas ao Pinterest (pesquisando por festas/parties ou especificamente pelo que você pretende fazer), sites como hwtm, catch my party e kara’s parties ideas e buscas pelo Google em geral.

Normalmente eu crio um painel para o evento e lá vou adicionando as minhas inspirações (deixo o painel como privado até que a festa aconteça, para não perder a graça, né?). Eu vou adicionando tudo que me interessa e no final faço uma seleção das ideias que vou usar. Se você não usa o Pinterest, pode ir salvando numa pasta nos favoritos (se forem links) ou no seu computador.

seeds

- Definindo as cores e padrões

É legal definir uma paleta de cores, principalmente se você mesma irá fazer a parte de papelaria e decoração da festa. Ajuda ter a paleta no celular ou impressa, sempre por perto, para quando você for aos locais onde precisa comprar algo para o evento.

Um site que eu amo de paixão e que traz muita inspiração em relação às cores, é o Design Seeds. Você pode pesquisar cores por valores (rgb), por tags, por similaridade, enfim. Tudo lá é lindo e muito intuitivo, fácil de navegar. Serve para festas e decorações em geral e até para decidir as cores das paredes da sua casa, do quarto das crianças, enfim, tem mil e uma utilidades.

Para padrões ou imagens de fundo, chamados de patterns, gosto do Colourlovers. Lá você tem a opção de palletes, patterns, entre outros. Mas precisa pesquisar tudo em inglês (poá ou bolinhas são polka dots, listras são stripes, corações são hearts, e por aí vai). Tem uma caixa de busca lá em cima, no canto direito. Você digita o que quer pesquisar e escolhe se é palette ou pattern.

A grande dúvida que todo mundo tem é: como salvar essas paletas ou imagens de fundo se não existe a opção quando se clica com o botão direito do mouse em cima da imagem? É simples: basta dar um Print Screen (para quem usa PC’s) ou um Command + Shift + 3 (para quem usa Mac). Depois é só recortar certinho no seu editor de imagens e usar.

Dei várias dicas em relação a isso nestes posts aqui: www.vidamaterna.com/faca-voce-mesmoa-artes-graficas-e-papelaria-para-festas www.vidamaterna.com/faca-voce-mesmoa-comprando-arquivos-e-imagens-para-personalizar-sua-festa

DSC_0305-2-600x400

- Definindo a parte de papelaria 

Banner, toppers de doces e cupcakes, bandeirolas, adesivos, rótulos, solapas, caixinhas, ufa, é tanta opção e diversidade que a gente até se perde. Se você for escolher um item para começar, escolha o convite, afinal, ele não pode ser o último a ficar pronto, certo?

Para quem tem conhecimento em editores gráficos, como o Photoshop, por exemplo, e quer fazer essa parte da papelaria, dá para encontrar o molde de tudo isso em sites como o Fazendo a Minha Festa. Tem moldes de todos os tipos (é só salvar e alterar conforme a sua necessidade) e de muitos temas e cores já prontos, só para alterar dados como o nome e a idade e imprimir.

Ou, você pode encomendar de profissionais e empresas que fazem festas personalizadas prontas ou somente para imprimir, em sites como o Elo7 e o nosso amado e idolatrado Etsy (pesquise por printable party ou o nome do tema mesmo). Só precisa ter um conhecimento mínimo de inglês para se comunicar com os vendedores (nada que um tradutor não resolva) e um cartão de crédito internacional ou conta no Paypal. Já comprei arquivos para download diversas vezes e nunca tive problemas.

E você pode ainda comprar somente os desenhos, chamados de clipart e montar seus arquivos. Expliquei tudo aqui.

- Definindo a decoração geral da festa

Além da mesa principal, você deve pensar se irá decorar o ambiente também, especialmente se fará alguma decoração aérea e como irá fixar tudo (dá para usar fio de nylon ou silicone, barbante ou baker’s twine, fitas de cetim, fita transparente, fita dupla face, fita daquelas que colam até a alma, ganchos, é tanta coisa!). Balões, lanternas, pom poms de seda, leques ou flores de papel, bandeirolas, guirlandas, painel ou varal de fotos, enfim, tem muita opção.

Eu gosto muito de usar flores naturais nas festas porque acho que elas deixam tudo mais bonito, como não poderia deixar de ser. Não consigo comprar flores sempre e ter a casa colorida como eu gostaria, então aproveito para fazer isso nas festas.

É bom definir que flores você gostaria de usar e orçar em mais de uma floricultura, porque o preço varia muito, muito mesmo. Além disso, alguns tipos de flores precisam ser encomendadas com antecedência. Aqui em Curitiba, ainda não encontrei floricultura que bata os preços da Esalflores. Pelo menos das flores que usei até hoje. Sempre deixo para pegar as flores no dia da festa ou no máximo na tarde do dia anterior. É só deixar num vaso com água e elas costumam aguentar até uma semana.

Se a festa for na sua casa, use a decoração já existente a seu favor. Vasos, plantas, porta retratos, quadros, tudo pode contribuir para que a sua decoração fique mais aconchegante. Se algo destoa demais do que você irá fazer, também não é problema. Basta retirar esse item ou se for algo grande, desviar o foco.

- Definindo a parte de alimentação e bebidas

Já começo o esse tópico dizendo duas coisas que aprendi nesses anos: não se preocupe, sempre sobra e o diferente sempre sai mais. Explico mais adiante.

Depois de feita a lista de convidados – dividida entre adultos, crianças e bebês – você pode definir a parte de alimentação e bebidas. Cada duas crianças acima de dois anos contam como um adulto. Normalmente eu divido essa parte assim:

Salgados

Defina quantos tipos e a quantidade de cada um deles. A indicação é de que se calcule de 8 a 10 salgados por pessoa mas, na minha experiência, essa quantidade é exagerada SE a festa for realizada aos finais de semana no meio da tarde, porque as pessoas geralmente almoçam mais tarde nesses dias. Além do mais, você provavelmente irá oferecer bolo, cupcakes, doces, frutas, enfim, não serão somente os salgados.

Eu sempre calculei 8-10 salgados por pessoa e sempre sobrou bastante. Você quer que sobre (claro!), é melhor sobrar do que faltar. Mas também, não precisa ficar comendo coxinha por uma semana depois da festa, certo? Por isso, dessa vez estou calculando 7 salgados por pessoa e depois conto para vocês se foi suficiente ou se sobrou menos.

Quanto aos tipos de salgados, ultimamente tenho tentado fugir dos salgados fritos como coxinha, risóles, kibe e bolinha de queijo. Na festa de três anos da Mel troquei dois deles por salgados assados e os fritos acabaram sobrando. No batizado do Leo, optei somente pelos assados e todos gostaram muito. Apesar da gente gostar muito das coxinhas e afins (eu amo risóles), para as crianças – e para nós, também – é mais saudável que sejam oferecidos alimentos assados e não fritos. Mas dá para oferecer as duas opções, assim todo mundo fica feliz.

É legal também pensar em quem não come carne e servir salgados de palmito, por exemplo.

Gosto muito das mini pizzas, do pão de batata recheado com frango, das esfihas, dos enroladinhos de frios, dos folhados, das empadas e dos quiches, além de muitos outros salgados diferentes e mais requintados que existem por aí. Tortas salgadas cortadas em quadradinhos ou pãezinhos com um patê gostoso também são ótimas opções para servir e nos lembram das nossas festinhas quando crianças. E ainda tem a opção do cachorro quente e pipoca, que são sempre um sucesso.

Prefira encomendar de locais que você já tenha provado (e aprovado!) ou locais que tenham sido bem recomendados por amigos. Os valores também variam bastante. Legal é pesquisar e provar antes de encomendar.

E durante o evento, prefira sempre aquecer os salgados no forno ao invés do microondas. Eles ficam mais gostosos.

Bolo 

Outra coisa que aprendi: se você fizer bolo e cupcakes, um dos dois irá sobrar em demasia, afinal, cupcakes nada mais são do que bolinhos pequenos, certo? E normalmente saem mais do que o bolo em si.

Nas festas em que fiz as duas opções, sobrou horrores de bolo. Na última, em que optei somente pelo bolo, sobrou bem pouco, ou seja, as pessoas comeram realmente. Mas nada impede que você faça ambos, se essa for a sua vontade. Se a sua preferência for pelos cupcakes mas ainda assim você quiser ter um bolo para compor a mesa, pode fazer um bolo fake, como eu fiz no aniversário de 1 ano da Mel.

Nos últimos anos, percebi que os bolos estavam muito grandes, o que sempre resultava em muita sobra. Para o batizado do Leo fizemos um bolo de 1,5kg e foi perfeito para o número de convidados (cerca de vinte pessoas + crianças). Para a festa de 4 anos da Mel, estamos calculando um bolo de 3kg para um total de 40 pessoas, levando em consideração que também teremos doces.

Sobre o recheio, você até pode tentar optar por um meio universal, que agrade a todos. Mas dê preferência àquele que vocês gostam ou que seu filho, o aniversariante, prefere. Afinal, a festa é dele.

Para a cobertura, pasta americana deixa qualquer bolo espetacular, mas normalmente essa parte é deixada de lado quando as pessoas comem o bolo. Às vezes queremos um bolo mais bonito do que gostoso, às vezes queremos um bolo de arrasar paladares e às vezes queremos os dois juntos. Nada que uma boa conversa com que irá fazer não resolva – eu acho.

Doces e quitutes

A parte que todo mundo adora das festas dá um pouco de trabalho para ser definida, pelo menos para mim.

Defina os doces e a quantidade para cada um deles. Normalmente se calcula 6 doces por pessoa e esse cálculo tem dado certo nas minhas festas. Quando calculei mais, sobrou muito. Essa conta tem fechado direitinho. Ainda sobra um pouquinho, mas sobra menos.

Os clássicos brigadeiro, beijinho, dois amores, cajuzinho e olho de sogra sempre saem bem. Porém, todas as vezes que incluí um doce diferente, ele acabava num instante. Ou seja, é legal dar uma diversificada, para vocês e para as pessoas que você convidou. Na verdade existem doces de todos os tipos e de todos os valores. Vai do seu gosto e do orçamento que você definiu para isso.

Hoje em dia se faz muito cakepop – que são aqueles bolinhos no palito – pirulitos de chocolate e bolachas decoradas. Para quem quer uma opção mais saudável, espetinhos de frutas ou copinhos com frutinhas cortadas são sucesso, principalmente entre as crianças.

Novamente, dê preferência por encomendá-los com pessoas ou locais que você já conheça e já tenha provado, para evitar um stress desnecessário.

Agora, se você é uma quituteira de mão cheia, pode fazer toda essa parte dos doces e bolo. Eu não me arrisco mais depois do último fiasco de cobertura dura que nem pedra que eu fiz. Podem rir.

Bebidas

Eu gosto de oferecer várias opções, a fim de atender a todos os gostos e preferências. Normalmente servimos suco de uva, de abacaxi ou laranja e água de coco – se não for possível servir suco natural, dou preferência aos sucos de caixinha sem conservantes e adição de açúcar, como os da marca do bem e Suvalan. Além dos sucos, refrigerantes normais e zero, chá matte, água, café e chá.

Para toda essa parte de comida e bebida, não esqueça que você também irá precisar de copos, pratos, garfinhos, guardanapos, copos menores para café ou chá (se você for usar descartáveis/compostáveis) entre outras coisas.

- Lembrancinhas

Se você quiser oferecer lembrancinhas, pode fazer de duas formas: somente para as crianças ou para todos os convidados. Nas primeiras festas eu fiz para todos os convidados porque era algo comestível. Nas últimas, fiz algo pensando nas crianças apenas e sinceramente gostei mais dessa forma. Deu para caprichar mais e pensar em detalhes, já que não eram tantos itens. E acabei me apaixonando pelos trabalhos mais artesanais e feitos a mão. Tem muita coisa linda e muita gente talentosa nesse mundo.

Pensando em lembrancinha, prefiro que seja algo útil para quem levá-la para casa e não somente algo lindo que fique num fundo de gaveta e eventualmente vá para o lixo. Por isso sempre dei preferência às lembrancinhas comestíveis, porque com elas não tem erro. Ou algo que as crianças curtam e aproveitem, se as lembrancinhas forem feitas pensando somente nelas.

- Faça listas

Depois de todo esse planejamento, faça algumas listas:

- do que precisa encomendar, agendar ou reservar

- do que precisa comprar e onde

- do que precisa fazer e como

- de quem irá te ajudar (antes, durante e depois)

Marque as prioridades e vá se organizando com base nisso. Mas assim, sem stress.

As primeiras festas que eu fiz me deram uma canseira e um stress grande, mas depois a gente vai pegando o jeito e aprendendo a dançar conforme a música. Além disso, você pode planejar tudo nos mínimos detalhes, mas nada garante que não haverão contratempos. Eles acontecem sim e tudo bem.

O que mais importa, com toda a certeza, é que aquela pessoinha especial, dona da festa, curta muito e tenha lembranças boas para o resto da sua vida. E que você tenha curtido cada minuto dessa preparação toda.

E esse deve ser o maior post que já escrevi nessa vida (fora o relato de parto do Leo).

Caso eu tenha esquecido de mencionar algo, é só deixar nos comentários que eu incluo assim que possível. Espero que esse resumão ajude vocês.


por mãe da Mel e do Leo



Faça você mesma(o): quadrinhos

Quadros são itens que fazem muita diferença na decoração, deixando o ambiente mais harmonioso, acolhedor e muitas vezes com a cara do dono.

Foi isso que tive em mente quando decidi fazer vários quadrinhos para o quarto da Mel e do Leo e até para outras partes da casa, como a cozinha, por exemplo. A maioria muito simples e fácil: um print, um paspatur (ou não), uma moldura e pronto.

Os prints foram comprados no Etsy, de diversos vendedores (pesquise por digital art print ou algo assim). A maioria deles tem como medida 8×10 inches, o que convertendo significa aproximadamente 20×25 centímetros. É legal sempre verificar as medidas dos prints e das molduras, antes de comprá-las (você pode converter polegadas em centímetros aqui).

Voltando aos prints, comprei somente o arquivo, ou seja, nada me foi enviado fisicamente. Somente em arquivo, para download. Logo que a compra é finalizada você recebe um e-mail com a confirmação e então pode baixar os arquivos, quantas vezes quiser. Só não pode redistribuir (revender, disponibilizar para download de terceiros, etc). Afinal, é o trabalho de alguém.

Imprimi os arquivos na minha impressora de casa mesmo, escolhendo a melhor opção de impressão. Para o papel usei Opaline e papel fotográfico Glossy, ambos de gramatura 180.

Em alguns quadros usei como paspatur papéis de scrapbook que tinha em casa e as molduras foram compradas na Leroy Merlin e custaram em torno de vinte reais. Então eu diria que cada quadrinho desses não deve ter custado no total mais do que quarenta reais. Alguns bem menos até (os menores, que não aparecem nesse post).

Em duas molduras retirei o vidro para colocar tecido e a inicial de cada nome, feita em mdf.

O resultado desses trabalhinhos manuais foram paredes que ganharam mais vida e cor e ainda me deram a oportunidade de deixar o quarto de cada um deles mais personalizado. Porque a gente adora um do it yourself. :)

Alguns dos quadrinhos do quarto do Leo:

DSC_0245

DSC_0255

DSC_0247

DSC_0254

Alguns dos quadrinhos do quarto da Mel:

DSC_0212

DSC_0214

DSC_0207

DSC_0206

DSC_0213

Numa das paredes da cozinha (amo esse demais da conta!):

936618_579462085459381_1905122565_n

Ainda tem bastante coisa para mostrar por aqui, do quarto do Leo e da Mel. Aos poucos vou conseguindo :)

Prints: Elefante  /  Balão  /  Árvore/Corujas  /  Passarinhos  /  Café


por mãe da Mel e do Leo



© Vida Materna | 2011
Todos os direitos reservados

Powered by WordPress tema por xCake