29 nov 2012

Bloqueio criativo (writer’s block): como lidar?

imagem: schmutzie.com

 

Esses dias uma pessoa muito querida me disse: “pare de se preocupar e vá se ocupar” e acho que essa frase cai bem para esse meu momento.

Sabe quando você tem uma lista enooooorme de coisas pra fazer, fica pensando nelas mas não age? Então.

Eu estou passando por uma transformação, transmutação, trans sei lá o que. Só pode gente.

Sento aqui, teclado me encarando e não sai nada. Nada que valha a pena ser publicado (aí entre meu lado perfeccionista julgando, claro).

O engraçado é que eu tenho tantos, mas tantos assuntos e ideias que quero (e preciso) falar. Mas as coisas não saem do papel. Ou do pensamento, porque tenho um milhão de coisas na cabeça. Imagine uma caixa em que a tampa não fecha, de tão cheia.

Todos os dias revejo minha to do list e nada é marcado como “feito”. Repasso tudo para o dia seguinte e isso ocorre novamente. É um círculo vicioso, muito frustrante diga-se de passagem.

Me faltam, no momento, três coisas: foco, disciplina e concentração. E olha, eu leio sempre o Vida Organizada e estou tentando me organizar melhor. Juro. Mas eu sei que posso (e devo!) fazer mais que isso.

Esses dias voltei pra academia e o pessoal me perguntou o que houve, por que não fui mais. Eu disse: “falta de tempo, falta de disposição, falta de vergonha na cara…”. E o pior é que eu não consigo não rir da situação porque eu sempre fui a pessoa mais certinha, responsável e organizada do pedaço. Ei de culpar a maternidade por isso (na falta de outra desculpa esfarrapada melhor).

Ando me distraindo com muita facilidade. Minha cabeça não pára. Acho que preciso meditar, fazer yoga, sei lá. Parece que estou esperando alguém chegar e me dar um cachoalhão ou me pegar pela mão e dizer “corre, bota as crianças na van e vamos pra um lugar seguro” :)

Acho que trabalhar em casa não me favorece, por causa dessa adrenalina toda que eu sinto e de todas as distrações que existem por aqui (cada hora uma pessoa me chama, o pedreiro, o mestre de obras, o cara que veio orçar algum coisa, o carteiro, o vizinho…). Eu pego uma coisa pra fazer e quando vejo, já estou em outra. E fica tudo inacabado. Textos que não consigo terminar, ideias que perdem aquela vontade de serem colocadas em prática.

Tem um blog bem bacana cheio de dicas para quem escreve que eu gosto muito: o escrevemos.com. Entre os posts mais bacanas: 9 sugestões para encontrar mais tempo para escrever e 6 dicas para manter a concentração quando se escreve.

Como sei que muita gente que lê o blog também tem blog (quem sabe alguém está passando por isso também, né?), aí vão algumas dicas do que eu tenho tentado:

Ideias no papel: Mantenha um caderno para poder anotar de forma rápida e prática novas ideias, assuntos que deseja falar e tudo mais que possa te inspirar. Faça isso num único lugar, nada de fazer como eu que já tive agenda, agendinha, caderno, bloco de notas e por aí vai. Crie apenas uma caixa de entrada, como manda o método GTD. Eu já vinha fazendo algo parecido com isso e achei super prático. Facilita colocar as ideias em ordem.

Saia da rotina: Mude sua mesa de lugar, coloque um quadro novo na parede, escreva em horários diferentes dos habituais.

Leia muito: Pode ser um livro novo ou um antigo do qual você goste muito, revistas, jornal, vale tudo.

Veja algo bonito: Pode ser aquele blog que você gosta, uma revista, imagens inspiradoras e até aquele seu filme preferido.

Movimente-se: Esqueça um pouco o computador. Levante, alongue-se, dê uma volta, tome um ar fresco, veja (e converse) com outras pessoas, leve seu cachorro pra passear, vá até a banca de revistas. Essa escapada de alguns minutos faz muita diferença. Exercícios oxigenam o cérebro, lembre-se.

Apele para o paladar: Tome um café, um chá, coma um doce. Isso pode te dar uma injeção de ânimo (e de glicose).

Música: Monte uma playlist de músicas que possam te animar, músicas que você goste, que te deixem em paz consigo mesmo(a). Algumas que me inspiram ou me dão ânimo, no momento: essa, essa e essa.

Brinque com seu(sua) filho(a): Pintura, massinha, desenho, contar histórias. Do jeito que eles são lúdicos, brincalhões e criativos, alguma coisa há de lhe inspirar. No mínimo você dará algumas risadas.

Escreva sobre “não conseguir escrever”: Alivia a tensão, ajuda as ideias a fluírem. Escreva, chore as pitangas. É o que estou fazendo agora.

Durma: Sim, se nada disso funcionar, tire um cochilo (se isso for possível, claro). Sabe aquele ditado que diz “sleep on it” (numa tradução literal “dormir em cima disso”)? É verdade. Quando acordar, você saberá o que fazer. (no meu caso, isso não dá certo porque não consigo dormir de dia. nunca.)

Pergunta pra quem tem blog: isso já aconteceu com você?

11 comentários no blog

  1. CAMILA em

    NÃO TENHO BLOG, E UM DOS MOTIVOS É ESSE, TENHO VÁRIAS RESENHAS E ASSUNTOS E PAUTAS SE PUDERMOS ASSIM CHAMAR…, ENFIM, MAS ALGUMAS AINDA VÃO PARA O PAPEL, OUTRAS COITADAS, PERMANECEM NESSA MASSA CINZENTA QUE ESTÁ QUASE FICANDO VERDE SRRS. E ISSO NÃO SE RESUME A TAREFAS VIRTUAIS DIGAMOS ASSIM NÃO. É A ACADEMIA QUE NÃO COMEÇA NUNCA, O ARMÁRIO QUE PRECISA RESPIRAR SE LIVRANDO DE ROUPAS QUE NÃO USO, A REDECORAÇÃO DA SALA QUE PAROU NO SOFÁ E A CORTINA ESTÁ UÓ, O RPG PARA A COLUNA PARAR DE CHORAR TODA VEZ QUE PEGO MEU PESINHO PESADO NO COLO, A RETOMADA NOS ESTUDOS ATUALIZAR E NÃO ENFERRUJAR,…AFF! CANSEI…ACHO QUE VOU ALI VER SE MEU CASAL DE AGAPORNIS PRECISA DE SEMENTES E JÁ VOLTO…

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu CAMILA em

      Ufa, que bom que não estou sozinha, haha

      Bjo

      Responder
  2. Mamãe do Otávio em

    sim amiga, isso já aconteceu muito! antes de ter blog usava arquivos no pc, mil listinhas, cadernos e cadernos, agora uso muito os rascunhos do blog, caderno e listinhas, rs! tenho muito assunto inacabado =/
    mas vou deixando pra quando tenho vontade, sabe? não me estresso mais, dê tempo ao tempo! faça o que der vontade, se ninguém estiver te cobrando, melhor ainda!
    beijos, adorei.

    Responder
  3. Mamãe do Otávio em

    ps: e nossa, simplesmente pirei quando vi que uma das músicas é no Newton Faulkner! eu o “conheci” em 2008 quando uma amiga assistiu ele abrir um show do John Mayer em Londres e disse que o cara era foda! desde lá ganhou meu coração! <3

    bjooos

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mamãe do Otávio em

      Eu tbm adoro ele! Conheci pelo filme (que eu amo) Uma Manhã Gloriosa :)

      Bjooo

      Responder
  4. Maria Carolina em

    Olá, olha eu mais uma vez dando pitacos para você. Sinta-se feliz você não está sozinha nesse mundo. Acho que faz uns três meses que não consigo acabar absolutamente nenhuma tarefa, resolver nenhum assunto. Se eu mandar uma foto da mesa da minha sala tenho certeza que você se sentira bem melhor. Nessa mesa tem de tudo: As sandálias que a Laura resolve que não colocará mais e as guarda em cima da mesa; uma caixa cheia de insetos, isso mesmo, você não entendeu errado, são insetos, marido é doutor(chique, né?) trabalha com bio indicadores, bichinhos cheios de patas, bom ele disse que guardará as amostras de INSETOS(malditos!!!), não sei quando mas, um dia isso acontecerá; tem também um livro que quero começar a ler mas não consigo; tem flores colhidas ontem na rua pelo Antônio e Laura que fizeram um buque e me deram de presente(FOFOS da mamãe!!!!!); tem um vestido meu (de quando tinha 2 anos)que achei essa semana na casa de minha avó e trouxe para usar na Laura. E por ai vai, é claro que tem mais coisas. O que isto significa? Que a pessoa que uma dia já foi trabalhada na organização, que era capaz que ligar na casa que morava quando era solteira e pedir para alguém encontrar uma agulha em seu antigo guarda roupas(detalhe minha avó ou meus irmãos sempre encontravam o que eu pedia), não consegue hoje ter uma mesa de jantar. É para chorar ou não é? Podemos nos juntar, quem sabe assim alguma tarefa é realizada até o fim!!!!
    Beijos, adoro seu blog.
    P.S. Ainda não comecei o meu blog para não ter mais uma tarefa que não consigo cumprir, kkkkkk

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Maria Carolina em

      Oi Maria Carolina,

      É um caos né? E eu era super organizada, uma pessoa sensata, sabe? Agora fiquei essa lesada e atrapalhada, haha. Fazer o que?

      Por aqui as coisas andam desorganizadas pela falta de espaço nessa nossa moradia provisória mesmo. Ando sonhando com meus armários, closet, escritório, ai ai

      Mas vou dar um jeito nisso! Ah se vou :)

      Bjo e obrigada pelo carinho

      Responder
  5. Mônica em

    Oiii!!! Olha não tenho blog, nem pretendo, mas me sinto frustrada por ter começado a fazer um diário gestacional, que programei cedo na vida e não via a hora de engravidar pra fazê-lo. Resultado: Parei antes do terceiro mês e hoje só me pergunto o porque da falta de criatividade, coragem, sei lá. Então da pra sentir um pouquinho do que se passa contigo. Admiro pra caramba seus posts e juro que se esse não fosse postado jamais saberia que isso está se passando com você no momento. Mas não se estresse, todos pra mim são de graaaaande proveito e creio que não é só pra mim. É só uma fase! E que quando passar, os novos posts vem “rebentando” com tudo. Estou torcendo que essa maré passe logo… Beijos

    Responder
  6. Elisa Fontes em

    Oi Michelle Amorim, acho que isso que está acontecendo deve ser uma “pane da maternidade”, me identifiquei muito rsrsrs.Sinceramente as únicas coisas que consigo por no papel são as compras que tenho que fazer, até porque esqueço tudo e sempre quando volto do supermercado digo…” esqueci de comprar tal coisa”…sempre!!! Quanto a desorganização estou largando de mão , acho que um dia ela se ajeita…prefiro me dar o direito de comer um chocolate a pensar nisso, no momento só penso na organização do aniversário do meu bebê que está com 6 meses, isso mesmo 6 meses…prefiro começar agora do que ESQUECER de algum detalhe rsrs. Bjs para todas as mamães e sintam- se felizes porque acho que estamos na mesma EMBARCAÇÃO!!

    Responder
  7. Kétina em

    Muito bom seu texto. Parabéns.

    Responder
  8. Sandra Neitzke em

    Oi Micheli,
    Li hj pela 1a vez o seu blog e adorei!! Cheguei aqui através da Thaís Godinho. Mesmo fazendo muuuiiito tempo q vc escreveu este post, me sinto aliviada. Estou nesta situação desde que casei com uma pessoa totalmente desorganizada, (eu era como você sabia onde estava cada agulha) mas com o tempo, cansei de organizar, para depois ver tdo bagunçado em questão de minutos… Depois que nasceu nosso filho então… Piorou mmmuuuuiiitttoooo. Mas, também tenho fé que conseguirei, em algum momento, voltar as ser organizada.
    Leio a Thaís, sempre que posso(muito menos do que gostaria) e sei de tudo que ela escreve(já praticava, exatamente como ela descreve /ensina), mas, não sei o que acontece, falta animo/disposição/vontade para por em prática. Ou sei lá, acho q pode ser um bloqueio, por saber que irei organizar para os “meus homens” desorganizarem. E dai será griataria na certa, rsrsrsr vou ficar louca com os dois, brigando o tempo todo, rsrsrsr, mas, ainda me “acho” na nossa bagunça , e meu marido começa procurando qualquer coisa com a seguinte frase: Sandra, onde está…. Beijos e parabéns pelo blog,
    Também Adorei o post “você mesma outra vez”

    Responder

Deixe seu comentário!