04 jan 2017

As crianças, o medo do escuro e as luzes amigas

Quando me recordo da minha infância, sempre existe uma ou outra lembrança envolvendo medo, especialmente do escuro. Acredito que todas as crianças passem por essa fase durante os primeiros anos de vida, inclusive os meus pequenos, Mel e Leo. Não é muito difícil compreender como ou por quê isso acontece, pois basta lembrar que o universo criativo e imaginativo da criança é extremamente vasto e as mais simples brincadeiras e situações – na cabecinha deles – podem envolver um dragão bravo, um monstro ou um dinossauro bonzinhos, um pirata ou um caçador maus. O mundo deles é cheio de fantasia e como os pequenos cérebros estão a toda processando milhares de informações diferentes e assimilando conhecimentos novos todos os dias, por vezes eles demoram a desligar. Esse é um dos motivos para termos aprendido que algumas horas antes de dormir as brincadeiras e atividades sejam reduzidas aos poucos, ficando cada vez mais calmas. Desacelerar ajuda muito nesse processo de desligar a mente para poder ter um sono tranquilo, tanto das crianças quanto dos adultos, claro.

Com Mel e Leo, mesmo com a rotina de sempre colocá-los para dormir no mesmo horário e com um ritual noturno mais calminho, o medo acaba aparecendo, justamente por todas as fantasias que eles criaram durante o dia todo. Às vezes, até durante a leitura que fazemos antes de dormir, um personagem meio malvado ou um cenário um pouco mais assustador, já é capaz de deixá-los apreensivos, dificultando que eles peguem no sono. E esse medo acaba sempre piorando quando as luzes de apagam.

Lembro que os dois demonstraram medo do escuro praticamente com a mesma idade – perto dos três anos – fase onde eles começam a ter um entendimento maior sobre como as coisas funcionam. A solução por aqui foi reconhecer esse medo e oferecer opções para que eles se sentissem mais seguros. Além dos bichinhos, paninhos e outros objetos de apego que ajudam muito, a primeira coisa que as crianças pediam (e ainda pedem), é que a gente deixe alguma luz acesa: um abajur, uma luminária ou até aquelas luzinhas de colocar diretamente na tomada, sabem?

Viajamos há pouco tempo e como sei que eles gostam de ter uma luz por perto na hora de dormir, quis levar as luzes de tomada que temos aqui. Na hora de colocar na mala lembrei que elas não eram bivolt e por isso não funcionariam sem um transformador ou algo assim. Aí foi o momento perfeito para testar (e aprovar!) um produto que chegou nas últimas semanas: a Lanterna Solar Mobiya, da Schneider Electric.

A Mobiya é uma lanterna portátil de LED, carregada com energia solar, capaz de iluminar e ainda carregar diferentes tipos de aparelhos celulares, tablets e outros. Além de ser bem robusta e resistente a quedas, é a prova d’água também. É pequena, leve e tem um design bem bacana e inovador. Tem sete usos simples que permitem que a lâmpada seja carregada a mão, enganchada no teto, montada na parede ou colocada sobre a mesa, por exemplo.

São três opções de intensidade da luz – 10, 55 e 120 lumens – mantendo-se assim por 48, 12 ou 6 horas, respectivamente. Acompanha painel solar (que deve ser carregado antes do primeiro uso) e cabo de carregamento para celular e tablets com cinco adaptadores diferentes. O primeiro estágio de 10 lumens é ótimo para iluminar o quarto das crianças, seja em casa ou em viagens. Uma luz suave que não atrapalha o sono e pode iluminar por horas sem que se gaste nada de energia elétrica. É uma energia eficiente e eco amigável, perfeita para ser usada no campo, na cidade, em residências fora da rede elétrica, barcos, entre muitos outros usos.

Estamos usando muito aqui em casa, para leituras noturnas, para os pequenos pegarem no sono, se precisarem levantar à noite e até para brincar de acampamento, agora que as férias começaram. Realmente é um produto multiuso que leva luz a todos, em qualquer lugar.

Para saber mais, acesse: www.schneider-electric.com.br. Você também pode pesquisar pela revenda mais próxima clicando aqui.

3 comentários no blog

  1. Leonardo Teixeira em

    Muito legal, meu filho morre de escuro e tenho que deixar a luz ligada toda a noite.. vou agora mesmo comprar uma dessas.

    Obrigado pela dica

    Responder
  2. Rita Garcia em

    Nossa… Muito interessante e ajuda muito sim tanto para leitura noturna até falta de luz. Ilumina muito bem. Gostaria de adquirir um desse.

    Responder
  3. Vovó Dsgn em

    Que criança bonita, parabéns! Michelle, dá uma olhada nas minhas cabanas, seus filhos irão amar.

    Responder

Deixe seu comentário!