Categories: Crianças/ Desenvolvimento/ O primeiro ano

3 meses de Leo

 

IMG_443498574-10

Uma das coisas mais legais que já experimentei na vida foi me apaixonar diversas vezes, pela mesma pessoa. Desde que o conheci, há seis anos atrás, já me apaixonei infinitas vezes pelo meu marido, o Alexandre. Cada vez com mais intensidade, cada vez descobrindo algo novo.

O que eu não imaginava, porém, é que isso acontecia na maternidade também.

Leonardo. Acho que eu já o amava antes mesmo de concebe-lo e mais ainda ao olhar bem em seus olhos, recém chegados ao mundo. E assim fomos, sucessivamente, nos conhecendo e transbordando de amor, um pelo outro. Mas a paixão mesmo, essa veio depois.

Me apaixonei perdidamente por ele aos dez dias de vida e outra vez estou aqui, agora aos três meses, bêbada de amor.

Amo cada som, cada barulhinho, cada bocejo, cada espirro. Amo cada expressão, cada olhar, cada sorriso e cada choramingo. Amo cada cheirinho, cada nuance, cada dobrinha, cada fio de cabelo.

Sei que a maternidade de fácil não tem nada (n-a-d-a), que passa longe de ser um mar de rosas como é pintada muitas vezes por aí (prometo um post bem maroto e levado, em breve), mas poxa gente, depois de fases e momentos punks que passamos por aqui (post em andamento), deixa eu babar um pouco, deixa eu ser clichê e demonstrar todo esse amor que está morando aqui dentro. Porque toda mãe já se sentiu boba assim algum dia na vida, aposto.

Então, para não perder o registro, vamos a alguns fatos do meu pitoquinho, agora com três meses de vida:

– Leo é muito fofo e juro que não é balela de mãe.

– é muito curioso e atento, explora o ambiente todo com o olhar, além de seguir vozes e sons.

– desde os dois meses e meio anda fascinado e obcecado pelas próprias mãos. primeiro fica olhando milimetricamente e depois coloca quase a mão inteira na boca.

– continua sorrindo muito para todos e ás vezes para si mesmo até.

– adora me encarar. costumo dizer que ele me namora com o olhar.

– quando ele adormece no meu colo, fico procrastinando a hora de colocá-lo no berço. (depois reclama quando a criança acostuma)

– anda muito falante, emitindo seus aaaaas, oooos, uuuuus, anguis e angus. muitas vezes no meio da madrugada!

– percebeu que pode gritar e quando consegue, repete até cansar. ou até ficar rouco.

– continua sendo um bebê relativamente econômico para o choro. reclama primeiro, resmunga, e, se não atendido, aí sim chora.

– tem um chorinho que chamo de “choro cachorrinho”, que começa bem fininho e vai aumentando.

– continua adorando o sling.

– tenho trocado de 6 a 8 fraldas por dia e o cocô costuma ser feito antes da hora do almoço, tipo reloginho.

– adora um pedaço de pano e agarra tudo que aparecer ao alcance das mãos com muita, muita força. a fraldinha de boca, a naninha e a própria roupa.

– de dia as sonecas continuam sendo de meia hora a quarenta minutos apenas. de madrugada costuma acordar uma a duas vezes para mamar, o que eu acho de bom tamanho.

– na melhor noite até hoje, dormiu das 22h às 4h. na pior, acordou umas vinte vezes e no dia seguinte eu parecia um zumbi rei.

– tá um gordinho delícia com direito a coxinhas grossas, papinho e essas fofurices todas que são altamente mordíveis.

– antes preferia o peito direito, agora trocou e prefere o esquerdo (mesmo com o tal mamilo invertido, que me dá muito trabalho). sempre mama melhor de manhã e á noite. estou escrevendo um post sobre isso.

– aos dois meses e meio estava pesando 6.100kg e medindo 62cm.

– as roupinhas tamanho 3 meses estão servindo na estica e as de 6 meses já ficam boas. as fraldas tamanho P logo logo darão espaço às fraldas tamanho M, coisa de uma semana.

– o que mais ouço de quem o conhece pessoalmente é: “ele é sempre bonzinho/calminho desse jeito?”, o que me dá medo e sempre me faz pensar que amanhã ele vai se transformar num gremlin de tão terrível. mas, por enquanto, seguimos sendo bonzinhos. benzadeus

DSC_0405

DSC_0411

comentários via facebook

28 comments

  1. Lindão! Mi, fique calma! O Otávio sempre recebeu esses elogios de ser calmo, agora beirando os 3 anos que tem feito uns fiascos! Mas ainda é bem relax!
    Beijooos

  2. Ahhh que lindo..me lembro quando vc postou as fotos com as roupinhas claras, e é tão legal vê-lo agora com estas …. já se passaram 3 meses, o tempo voa, enquanto isso continuo na vida de tentante, e observando as delícias do Léo… bjos pra vcs !!!!!

  3. Que bebê mais fofo!!! Ele é um príncipe mesmo. Realmente tem carinha de calminho. Fico sempre fascinada de como eles mudam e como crescem tão rápido. Parabéns pelo filhão! Bjs…

  4. Que lindo! Que fofo!
    Como o tempo passa… Sempre fico de comentar e curtir seus posts e acabo atrapalhada com coisas do baby… E já se passaram 3 meses!
    Li num post q vc tinha q complementar… Ainda ta dando LA? Caso ajude, procura no facebook o grupo virtual de amamentação (gva). Elas são ótimas e tem dicas pra tudo!
    Parabéns, mais uma vez! <3

  5. Que fofura!!! O meu fez 3 meses ontem e nesse texto parece que vc descreveu ele. :D
    Anda fissurado por tecidos, adora enfiar e mão na boca, muito conversador e bem bonzinho geralmente.
    Cada dia mais apaixonada!!!

  6. Ahhh querida, adoro seus textos! Que bom que tudo vai bem por aí… O Léo está tão lindo, cada dia tão fofo. E graças a Deus que ele é uma benção de tão quietinho.
    Já estou a espera dos novos posts. Gosto muito quando você fala de tempos “difíceis” de forma tão positiva.
    Um beijo e muita paz sempre no seu lar. E sim, o Léo será sempre assim calmo. Acho que tudo que nós mães falamos determinadamente se cumpre sim. Já diz o ditado que nossa boca tem poder… ;)

  7. Michelle,
    Eu acredito que o que bom nasce feito. Há crianças de várias personalidades segundo a Tracy Hogg: o amável, o livro-texto, o irritável, o sensível e o enérgico. Nem toda criança vive acordada de madrugada, nem toda criança é arteira. Tem crianças bem amáveis por aí e parece que o “Leozinho Azulzinho” é um desses. Você foi abençoada Michelle, parabéns.
    Sinceramente acho que tem mães-vodu por aí.Elas ficam falando dos seus pequenos o tempo todo como se fossem uns pestinhas e quando vê uma criança calminha logo começa o mantra: “espera ele crescer para você ver.”
    Baba mesmo, lambe a cria, materna. Nós sabemos como esses momentos passam tão rápido. Logo logo será um menininho andando por aí com a Mel.
    Meu filhote dormia bem ( dorme até hoje), nunca foi para a nossa cama qdo bebe, sempre foi acostumado com o bercinho, come bem e ainda é visto como um ET aqui na vizinhança.Acabei de mudar ele para uma cama de viúvo box (apenas 30cm menor que a cama de casal) e ele ama aquela caminha.
    Quando falo para a família e os amigos, já começa o vodu: “Ele não vai cair não?” “Como você tem coragem?” E eu sempre falo que eu confio nele, afinal conheço meu filho.
    Recomendo o livro “Criando Meninos” de Steve Biddulph, um livro que foi crucial para entender o meu filhote. Sim, eles são diferentes das meninas desde a fábrica, vai por mim.
    http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/070503/livro_meninos.html

  8. Michelle,
    meu bebê tem hoje 1 aninho..e desde que nasceu arranca elogios desse tipo. Tbm tinha o mesmo medo q vc…mas meu Davi continua maravilhoso, sapeca e muito amado por todos, é incrivel como ele desperta o sorriso alheio. São bençãos na vida!!
    Oro e agradeço muito a Deus por ele ser assim!!
    Parabens pelo seu Leo..lindo, carismático e muito amado!!!

  9. Que lindo que ele está!!! Meu Rafael está com quase 9 meses e nesse tempo todo tb tenho ouvido muito essa pergunta sobre ele ser sempre calminho…ele sempre foi!! E espero que continue por muito tempo ainda!!

deixe seu comentário!