25 jun 2013

19 semanas e como a segunda gravidez tem sido diferente da primeira

19 weeks

Lembrando da gestação da Mel, eu já estava super grávida com 19 semanas. Em todos os sentidos. A barriga já estava grandinha e eu já estava inchada até. Já tinha um mini estoque de fraldas e lenços umedecidos, passava os dias pesquisando sobre gravidez, enxoval e parto. Vivia comprando uma coisinha aqui, outra ali. Estava em estado de graça e respirava a gravidez. Coisa linda de viver.

Grávida de primeira viagem, lembro que me senti muito especial e gloriosa assim que vi meu positivo naquele palitinho. Mais ainda depois do resultado confirmado pelo beta. Dessa vez me senti extremamente feliz, claro, mas não senti aquele glamour todo. E até hoje, que já estou no quinto mês, não sinto. É tudo muito diferente.

Na primeira, desde o começo eu queria que todos soubessem que eu estava ali, carregando uma vida. Qualquer brechinha e eu já engatava um “ah, eu estou grávida!”. Dessa vez, não. Tenho passado incógnita por todos os lugares, já que a barriga insiste em não aparentar uma gravidez de dezenove semanas. Nem a fila preferencial eu tenho aproveitado, ainda.

As coisas têm sido muito diferentes. A barriga que está demorando para aparecer. Usei minhas calças não grávidas até a semana passada e se bobear, ainda servem. A calmaria, essa estranha quietude em nada comparável com a ansiedade e euforia da primeira. E a falta de vínculo, que me atormentou até há pouco.

Não senti aquela ligação mágica com o bebê assim que soube que estava grávida. Por vezes eu esquecia que estava gestando uma vida, confesso, não me sentia nem parecia grávida. Essa ligação demorou a aparecer, foi sendo construída aos poucos. Cheguei a me sentir mal até, por isso. Como se eu estivesse meio relapsa com esse bebê, sei lá. E foi assim até há pouco. Sendo mais precisa, até quase as 17 semanas.

Com 16 semanas e seis dias, senti o bebê mexer pela primeira vez. Nesse exato momento, lembrei de como foi segurar a Mel com apenas alguns segundos de vida, lembrei do parto, lembrei das dores, lembrei do cheirinho de leite, das madrugadas, das roupinhas minúsculas, da mãozinha segurando a minha. Aí finalmente caiu a ficha. Finalmente fizemos contato e começamos nossa história. Eu e ele.

O bebezinho

Ainda sem nome. Mas estamos perto. Está se desenvolvendo super bem, com tamanho e peso uns quatro dias a mais do que minha idade gestacional. Acho que será um bebê maior que a Mel – que nasceu com 3.180kg e 49cm – mas isso só saberemos mais pra frente. Mexe muito, muito mais que ela nessa mesma fase. Só fui sentí-la mexer, na verdade, com umas 20 semanas, eu acho. Dizem que é normal sentirmos o bebê mexer antes na segunda gestação, por já sabermos como é. Na última ecografia confirmamos o que o exame de sexagem já tinha nos dito há meses atrás: eu realmente espero um menino. :)

Eu, gestante

Visualmente ainda não tive graaaandes mudanças, embora eu já me sinta bem redondinha. Estou na metade da gravidez e ganhei 5kg, o que ao meu ver está de bom tamanho. (dois deles devem estar só no peito, porque olha, é um peso sem fim….). O apetite está normal, mas com certeza tenho comido mais do que há um mês atrás. E com um paladar totalmente diferente do que na gravidez da Mel.

Não tenho vontade de comer chocolate e doces. A não ser que seja uma sobremesa com morangos, aí não recuso. Mas prefiro qualquer coisa salgada, sem pensar duas vezes. Dentre as coisas que andaram sendo “desejo” desde o começo da gravidez, encontram-se: pão com manteiga, coxinha, maçã, legumes cozidos com shoyu, molhos bem condimentados tipo bolonhesa, um bom arroz e feijão, água de coco, mimosa/ponkan, milho verde cozido, pinhão, bolo de milho e todas essas gostosuras de festa junina que eu amo de paixão. (acho que são as únicas coisas que gosto no inverno. quem mora em Curitiba sabe que nosso inverno é chato, úmido e muito chuvoso…). Entre os desejos gravídicos (ou não) não realizados, estão o quentão, os vinhos e diversas outras bebidas alcoolicas que em condições normais eu nem gosto tanto assim. Vai entender. No geral ando me alimentando bem, fazendo em média quatro refeições por dia. Tomo o suplemento vitamínico de dois em dois dias por dois motivos: ele simplesmente trava meu intestino e não consigo ir ao banheiro nem com reza brava. E, conforme Dr Hugo me disse, tecnicamente eu nem precisaria tomar, por ser uma pessoa com saúde e que se alimenta bem. Mas para garantir, estou tomando dessa forma.

O humor melhorou muito depois do fim do primeiro trimestre. Passou as crises de pregnantzilla e não atiro mais pedras em quem ousa não concordar comigo. Brincadeira.

Os enjoos melhoraram bastante. Às vezes aparecem de manhã cedo. As dores de cabeça continuam e a sensibilidade nos seios idem. E estou tendo azia já. Pelo que tenho lido, alguns sintomas aparecem bem antes na segunda gravidez. Fico com medo daquele refluxo terrível que tive lá pelo oitavo mês de gestação da Mel.

A insônia continua, infelizmente. Já tomei um leite quentinho antes de dormir, chás diversos, e nada. Acordo de madrugada e não consigo mais dormir.

Mas o que anda pegando mesmo, é a falta de tempo para curtir de verdade essa gravidez. Ou melhor, pra descansar.

Na primeira, eram apenas eu, a barriga, o marido e a Boo, num apartamento com tudo direitinho, no seu devido lugar.

Agora somos eu, a barriga, a Mel, o marido e a Boo, numa casa pequena e bagunçada à espera da outra ficar pronta. E a outra, diga-se de passagem, fica na nossa fuça, bem na nossa frente. Morar “na obra” não é nada fácil.

Quando você já tem filhos, fica praticamente impossível descansar na gravidez. Você não tem o privilégio de se deitar se estiver cansada, de dormir até mais tarde ou só mesmo ficar rolando na cama, assim, só porque deu vontade. Não dá nem pra assistir aquele documentário ou filme de gravidez sem interrupções.

Acho que é por isso que a segunda gravidez não tem todo aquele glamour da primeira. Porque temos menos tempo de paparicarmos a nós mesmas. Ainda assim, ela não deixa de ser intensa. Talvez até mais que a primeira porque já sabemos o que realmente importa, já sabemos o que é supérfluo e o que é essencial. Essa maturidade que traz a calma, que te faz parecer “nem aí”. Mas é só maturidade mesmo.

Pra resumir, tenho vivido essa segunda gravidez de forma mais profunda, mais tranquila, focando mais no que realmente interessa. Ainda que muito mais cansativa que a primeira.

Cuido da minha saúde, me alimento bem. Corpo e alma. Continuo minhas pesquisas, meus estudos, mas agora muito mais interessada por assuntos de saúde e emocionais, da gestante e do bebê.

Saiu de cena o deslumbramento da primeira gestação – onde idealizamos de mais a maternidade –  e os medos. Entra em cena o real, o palpável, o possível. E por isso ando achando a segunda gravidez tão especial, por ser tão diferente e madura.

E a Mel? Como está reagindo? Falo disso em breve :)

34 comentários no blog

  1. suelen cristina cybis alves em

    Amiga, posso falar…
    Tudo o que voce comentou estou passando (16 semanas)
    Enjoo de manha, insonia, aversao a doces e chocolates, nao comprei nada ainda pro meu filho (descobri que era menino na sexta feira passada)
    As vezes penso, na primeira gestacao nessa epoca, ja estava tudo pronto, mala da maternidade feita, enxoval, quarto arrumado, pintado e tudo mais… da segunda gestacao meu filho vai dormir num berço desmontavel e nem comoda tem pra guardar as roupas… INCRIVEL…
    Voce foi fantastica no post… estarei sempre acompanhando… Beijos e boa gestacao pra voce…
    Ah… ontem eu senti mexer pela primeira vez tambem…16 semanas e 4 dias

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu suelen cristina cybis alves em

      Obrigada Suellen, que bom que vc gostou!

      Eu já comprei várias roupinhas do bebê, mas só porque viajei pra fora mesmo. Caso não tivesse ido, ele não teria nada ainda.

      Bjo

      Responder
  2. CAMILA em

    Você está linda, reluzente!!

    Nossa diferença é de apenas 2 semanas, estou com 17 e embora tenha sido bombardeada por pitacos dizendo que na segunda a gente coloca barriga mais rápido e engorda mais, por aqui isso também ( ainda) não aconteceu. Ainda não uso nenhuma roupa específica para grávida e qualquer blusa mais soltinha não me entrega em lugar nenhum, só o rosto que não nega, já estou com carinha de lua cheia e ele naturalmente é bem mais fino.

    Concordo plenamente com você em quase todos os aspectos, a única diferença é que tenho tido um sono ainda mais pesado que o normal, nem para ir ao banheiro eu levanto e espero que isso dure até o fim;)

    E quanto ao vínculo com o segundo bebê dá uma culpa mesmo, parece que não estamos nos importando, mas aí vem outra grávida de segunda viagem como você e outras conhecidas e confirmam que não é descaso é falta de tempo mesmo e de certa forma a gente se sente bem mais segura e racional… tenho pensado 2x antes de comprar itens para o enxoval pois sei que nem tudo é tão necessário assim…

    No mais, reforço o elogio de que você está uma mamãe ainda mais linda e que possamos ser muito abençoadas como nossos segundos filhotes assim como somos com os primeiros.

    Que Deus te abençoe!!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu CAMILA em

      Oi Camila!

      Poxa, que invejinha branca desse teu sono dos deuses, haha. Juro pra você que não durmo bem desde o segundo mês, ou até antes. Por isso vivo com dor de cabeça. Tenho sono sabe que horas? Lá pelas 18hs!!! Mas que mãe consegue dormir esse horário? hahaha

      Obrigada querida, que Deus abençoe vocês também

      Ps: não esqueci dos seus posts não tá? só estou devagar.

      Responder
      1. CAMILA respondeu Michelle Amorim em

        Olha Michelle, sei que cada uma tem um organismo e metabolismo diferente…eu sofri com essa insônia nas primeiras semanas e quase virei zumbi, era até meio assustador pensar que o dia clareava e que não tinha dormido ainda, passei assim uns 15 dias e as dores de cabeça pareciam que iam me matar, quem sofria com meu mau humor era filho e marido , coitados!! Ai, comprei aquele chá da mamãe e passei a fazer numa xícara 2 pacotinhos e tomo em torno nas 20, 21h e quando é 22, 23 eu capoto literalmente… Percebi que tinha um pouco de ansiedade camuflada pelo fato justamente de parecer não conseguir sentir aquela borbulhinha de emoção com a gravidez e a consequente falta de vínculo, agora eu diminui para 1 sache por xícara.

        Se te interessar pode ser que seja uma ajudinha a mais , mas eu não comprei o Weleda não, comprei um muuuito mais barato e não menos eficiente, esse site é só para você conhecer o produto, mas vale pesquisar, comprei no atacado, 10 pacotes num site que não consigo me lembrar e paguei 3,50 e frete grátis…rsrsr

        http://www.natue.com.br/biomama-cha-da-mamae-10-saches-cha-mais-12771.html

        Beijos.

        Responder
        1. Michelle Amorim respondeu CAMILA em

          Hummmm bom saber! Vou procurar!

          Responder
  3. Karin @blogmamaeecia em

    Ahhhh.. que legal.
    Segunda gravidez deve ser realmente bem diferente da primeira… que delicia de momento.
    Eu ainda estou adiando a minha, mas desejo tudo de bom pra voce e pro bebe… e pra bagunca toda ai!!!
    Beijinhos
    Karin

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Karin @blogmamaeecia em

      Obrigada Karin!

      Bjinho

      Responder
  4. Michele Almeida Canhoto em

    Você está linda Michelle!!! Ai, que saudade da minha barriga…
    Antes de engravidar eu falava que iria comer doces sem culpa durante a gravidez. Mas eu só conseguia comer salgados e carne ( muita carne!). Meu desejo era churrasco, esfiha e coisas que eu amo muito como queijo e molho branco não conseguia nem ver!!!
    O corpo fica mais enxuto mesmo, eu engordei apenas doze quilos durante toda a gravidez e isso porque eu comi muito, sem culpa. Eu tinha só barriga e de costas ficava parecendo que não estava grávida.
    Enquanto ao cansaço, foi duro viu? Ainda mais com esse friozinho…
    E a gente sonha muito com a gravidez, mas os dedos da mão não são iguais, e os filhos também não.
    Confie na sua experiência e não encane muito com essas coisas de marinheira de primeira viagem, não. Seu bebe Fernando ( acho que será esse o nome, igual ao meu filho)vai amar essa despreocupação toda, afinal menin o é totalmente diferente de menina e ele será mais independente!!!
    Beijo grande na Mel, estamos com saudades dela…

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Michele Almeida Canhoto em

      Obrigada Michele! Vou voltar com o instagram da semana, assim vocês veem mais a Mel :)

      Bjinho

      Responder
  5. Fabi em

    Me vi, lendo seu post. Meu segundinho hoje já está com 1 anos e 7 meses e eu vivi essa culpa tb! Até qdo ele nasceu, eu me sentia culpada, mas a nossa relação foi sendo construída e hj amo os dois de forma igual, me dedico igual e busco a sabedoria necessária para lidar com duas pessoinhas bem diferentes! Eles são super parecidos fisicamente (vivem me perguntando se são gêmeos), mas as personalidades são beeeeem singulares. Confesso q acho muito legal cada um ser do seu jeitinho!
    E não busque perfeição com 2 filhos – isso não te pertence mais, hahahahahaha Eu busco organização, rotina, q facilitam demais a vida de uma bi-mãe. Fiquei mais prática, mais minimalista e menos apegada a detalhes de arrumação! Vai dar tudo certo e vc será duplamente feliz com seus dois tesouros! Está uma grávida linda!
    Bjão, Fabi

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Fabi em

      Obrigada Fabi! Já aprendi (ainda estou aprendendo!) que perfeição não existe, especialmente na maternidade. A gente faz da melhor forma possível e torce pelo melhor :)

      Bjoo

      Responder
  6. Flávia Rebelato em

    Olá Mi! Você está ótima grávida!
    Esse negocio de comer doces ou salgados é muito louco mesmo, eu que espero uma menina estou desesperada por doces bem gororobentos…eheheh Ouvi falar que gravida de menina deseja doces e de menino salgados…será que tem cabimento isso? Eu desde sempre adorei muito mais salgados e dispenso doces, desde pequena, mas agora se me derem uma torta de morango eu troco pelo almoço…jurooo…hauhahahua bjos e parabéns pela barriguinha!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Flávia Rebelato em

      Obrigada Flávia! Eu sou a louca da torta (ou qualquer doce) de morango :)

      Bjinho

      Responder
  7. Rubia em

    Oii, adoreii seu blog! também estou naminha 2 gestação hehe
    você esta linda viu.. eu estou diferente também, engraçado é que estou mais depressiva.. espero que seja só no começo…

    beijos e nos visite se puder

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Rubia em

      Oi Rubia! No início a gente fica meio desanimada sim, é bem normal! Acho que um pouco se deve ao turbilhão de hormônios. Mas calma que isso passa ;-)

      Bjo

      Responder
  8. Gélia Carvalho em

    Nossa que relato lindo, engraçado não sei se por conta da idade com a minha primeira gravidez eu não me sentia gravida e nem ninguém pq eu era magra demais e pesava 45 kg gravida de 7 meses! não é a toa que a bebê nasceu com baixo peso e pré matura, ja na segunda gravidez eu senti tudo que vc sentiu na sua primeira, mas a barriga só veio de fato aparecer do 6/7 mês, só com 7 meses as pessoas começaram a me dar lugar engordei só 7 kilos, mas foi mais esperada. Parabéns vc esta em ótima forma.

    bjs

    Gélia

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Gélia Carvalho em

      Obrigada Gélia! Cada gestação é diferente mesmo :)

      bjo

      Responder
  9. Muriel Coelho em

    Esse relato diz tudo o que pensava na segunda gravidez. Essa ligação também só veio quando o Caio se mexeu (e eu não sabia o sexo do bebe), mas me sentia muito especial, sei lá, importante ainda…kkkk, mas menos do que na primeira!!! Bjo grande a toda família!!!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Muriel Coelho em

      Eu penso tanta coisa Muriel, que se fosse escrever, virava livro, hahaha

      Bjo pra vocês!

      Responder
  10. Vanessa em

    Então, me senti bem assim, na primeira gravidez eu me sentia uma diva barriguda, linda, cor de rosa, glamurosa e eu também esperava uma menina. Na segunda gravidez senti a mesma coisa, o lance dos dois pauzinhos no teste foi estranho, não me lembrava da gravidez, me sentia feiz, não conseguia descansar, tive enjoo a gravidez toda, não consegui ganhar peso e esperava um menino que mexia muito e cansava, sim cansava a minha barriga. Mas mesmo assim foi lindo, apenas diferente. Acredito que cada gestação tem sua particularidade, cada uma tem um toque especial e uma dificuldade.
    Diferença mesmo você vai ver principalmente quando o seu menino estiver nos seus braços, quando ele começar a fazer as bagunças, você vai ver, é incrível como duas pessoas que saíram de uma mesma barriga podem ser tão diferentes.rsrs…

    Responder
  11. Rosemeire em

    Michele,vc estã linda! Adorei o relato dessa experiência da segunda gravidez,só tenho um pequeno,mas acredito que cada gravidez tem o seu encanto,só em pensar já tenho vontade de ter outro.Muita paz e saúde p/ vc e sua família.Bjs

    Responder
  12. Mary em

    Oi Michelle, que peitão é esse?? rsrsrs Se quiser doar um pouco eu aceito!! Depois de amamentar duas vezes meu peito virou um ovo frito!!! kkkkkkk Só rindo pra não chorar!!!

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mary em

      Ah Mary, eu to é com medo do tamanho quando descer o leite!!! hahaha

      Responder
  13. Mamãe do Otávio em

    AAAAh to loca pra saber da Mel! Também imagino que na próxima gestação (se tiver) vou ficar nessas meio que na lua…
    beijooos

    Responder
    1. Michelle Amorim respondeu Mamãe do Otávio em

      Vai ter segunda gravidez sim, pelo menos eu tenho certeza! ;-)

      Responder
  14. Nathalia em

    Oi Michelle!
    Primeiramente, parabéns pelo mocinho que vem aí! :)
    Sempre leio os posts mas nunca comento porém, neste tive que deixar um comentário rs. Lendo a tua descrição de como está sendo a gravidez até agora, menina “me li”!rs. Meu Kael está com 1 ano e 1 mês e lembro bem que demorou a “cair a ficha” por aqui tb. Me sentia culpada tb por não estar tão ligada assim a ele desde o início. Minha barriga tb demorou a aparecer, pra falar a vdd ela foi aparecer mesmo mesmo lá com uns 7 meses! Antes disso parecia que eu estava somente acima do peso. Não podia nem olhar para doces, a não ser que contivessem morango tb ( detalhe que morango não passa nem perto de minhas frutas preferidas). Em compensação, babava por risoles ( e tinha que ser de frango, de carne me dava náusea) e salgados em geral…Enriqueci uma padaria que ficava no caminho para o trabalho de tanto que comprei haha. Em relação a insônia, comecei a ter com uns 6 para 7 meses… Deitava para só cerca de 2 horas depois conseguir dormir, e acordava até se uma folha caía no chão, sendo que antes nem temporal me acordava rsrs.
    Felicidades a vcs e mta saúde aos pequenos! =)

    Responder
  15. Jessica em

    Olá Bom Dia
    Por incrível que pareça eu estou passando por quase a mesma coisa que vc qd diz do elo entre vc e o bb, mas essa é minha primeira gestação acho estranho mas ainda é cedo e não a senti mexer estou com 14 semanas.
    Espero que como vc sinta esse elo logo pois me culpo quase sempre, ainda não comprei nada para ela apenas ganhei algumas coisas, parece estranho n estar curtindo minha primeira gravidez.
    Bjs e muita saúde para vcs !!!

    Responder
  16. Marilia em

    Olá, mamães!
    Ainda estou na minha primeira gravidez, mas me identifiquei com tudo que foi dito! rsrsrs
    Minha gravidez não foi programada e as vezes ainda me pego pensando(e me culpando)pq ainda não sinto essa ligação com o bb. A ficha simplesmente não caiu e eu ja estou com 21 semanas. Estou esperando um menino, o rei Arthur e lógico, me sinto muito feliz, mas ainda tenho meus medos e inseguranças. Estou na fase de me assustar com as mexidinhas dele, confesso que é bem legal! Estou adorando o blog, tirando várias dúvidas e realmente curtindo esse momento!

    Beijos e sorte pra nós! :)

    Responder
  17. viviana da silva em

    ACHO MUITO LINDO ISSO; ESTOU TENTANDO O MEU SEGUNDO E MINHA FILHA JA TEM 5 ANOS;E QUER UMA IRMANZINHA, ACHO QUE DEUS ESTA ME TRAZENDO

    Responder
  18. Katiane Oliveira Oliveira em

    é maravilhoso é tudo muito bonito saber que vc tem um pedacinho dentro de vc…

    Responder
  19. Sheila em

    Olá! Tenho 36 anos, um filho lindo de 6 anos e estou grávida de 19 semanas de uma menina. Minha ligação com meu guri é tão forte, tão intensa, que fico pensando se poderei amar outra pessoa dessa mesma forma, parece impossível.. Como vc, só fiquei mais empolgada com essa gestação Qdo comecei a sentir a bebê … Mas ainda me sinto culpada por essa falta de elo!!! Beijao

    Responder
  20. keli em

    Eu me senti um pouco perdida também, talvez porque meu filho Gabriel, tem 11 anos. Agora estou grávida de 15 semanas e é uma menina estou muito feliz… mas até agora não comprei nada pra ela. E sinto que pro meu marido ainda não caiu a ficha! Que inveja de vcs não visto nenhuma roupa, o médico disse que meu útero e minha placenta são muito grandes por isso da barriga!!! Adorei os comentários de vcs…

    Responder
  21. Arianne em

    Adorei seu blog.

    Estou na primeira gestação, com 7 semanas hj e amo doces, chocolates, mas desde que descobri a gravidez não tenho tido vontade de comer nenhum tipo de doce, nem mesmo chocolates que amo de paixão… estou sofrendo com a insonia, agora mesmo estou acordada, desde as 5 h da manhã, e agora. 7 h 04 min. E com fome e muito enjoada, mas tenho exames estou fazendo doze hrs de jejum, terrível. Todos os dias acordo pra comer e ir ao banheiro e volto a dormir e ai só acordo quase 12 h, mas hj não voltei a dormir acho que é pq estou com fome e enjoada.
    Em relação a roupa não estou barriguda que possam perceber que estou grávida, mas as calças jeans não fecham na barriga.

    É isso está sendo tudo novo e estou cheia de medos e ansiedade ao extremo.

    Responder

Deixe seu comentário!