Categories: Crianças/ Desenvolvimento

13 meses de Leo

 

IMG_443498574-2

Nos últimos dias eu estive pensando se iria continuar esse registro do desenvolvimento e aleatoriedades do Leonardo, agora que ele já completou seu primeiro ano de vida. É tanta coisa que acontece, que muda de um dia para o outro, que sim, merece continuar sendo registrado. Eu acho, né?

– Leo está pesando 11.050kg e medindo 80,5cm. Perdeu um pouco de peso nas últimas semanas, o que se justifica pelos dentes que nasceram ou estão nascendo – porque ele come menos nessas épocas – e por ele ter começado a andar e não parar mais quieto.

– Tem três dentes em baixo (mais um quaaaase saindo) e dois em cima bem separados, meu coelhinho.

– Falando nisso, ele deslanchou a andar e pseudo correr dez dias depois de completar 1 ano de idade. Ainda cai, tropeça, reclama, se frustra, tudo normal dessa fase engatinhante/andante. A gente ajuda quando sente que ele quer e precisa, caso contrário, deixamos que ele  se vire sozinha e curta o aprendizado.

– Continua muito arteiro e sempre quer se enfiar em buracos, frestas, colocar o dedo nas tomadas, comer as cacas do chão, subir no rack e mais um monte de coisas que deixam a gente louco. Nem sei como eu tenho só um pelo branco na sobrancelha e não os cabelos da cabeça todos.

– Três coisas parecem ser metas primordiais para ele: 1. comer tudo que estiver ao alcance ou que alguém esteja comendo. 2. tentar acessar e subir a escada. 3. sair pela porta da frente.

– Aprendeu a dizer “eeeeeeeee” enquanto bate palminhas. Coisa mais fofa do mundo.

– Arranca as meias e fica andando ou engatinhando com elas na boca.

– Tem uma guitarra de brinquedo que toca música (que foi presente dos dindos) e entre as várias opções de botões e melodias, ele tem duas preferidas e sempre aperta o botão correspondente. E bate palminhas durante a música. Quando para, ele aperta de novo, num looping lindo e sem fim.

– Se eu falar que nesse um ano de vida compramos apenas três brinquedos para ele, vai parecer brincadeira. Mas não. Ele simplesmente herdou tudo da irmã e, principalmente, não vemos mais necessidade em ter ou oferecer tanta coisa para que ele se desenvolva.

– Falando nisso, os brinquedos preferidos dele são: esses potinhos de empilhar e esse baldinho de blocos de encaixe. Podem haver cem brinquedos no chão que ele certamente irá nesses dois. Não enjoa e sempre acha um jeito novo de brincar. E o melhor: também foram herdados da irmã.

– Continua tirando apenas uma soneca durante o dia, lá por 13:30. E aí é uma incógnita. Pode acordar uma hora depois, uma hora e meia ou duas. Eu sempre torço pela última opção.

– À noite, ele voltou a acordar de madrugada (buáááá – esse choro é meu, tá?) e caso eu vá até ele somente para cobrir, dar a chupeta ou fazer um carinho, ele chora muito. Quer mamar, nem que seja um tiquinho, mas quer e não volta a dormir até que eu o atenda. Quero tirar esse hábito, mas ó, tá difícil. (e não, não é fome. o carinha come bem durante o dia todo).

– Leo ainda dorme no meu colo para eu então colocá-lo no berço, porém é coisa de dois minutos para ele adormecer. Já com outras pessoas, mesmo com o pai, ele demora mais e reluta em se entregar ao sono. Não sei se é meu cheiro, se é apego somente, se é porque eu sei exatamente o jeitinho que ele gosta de dormir…

– Falando em apego, continua sendo meu chicletinho. E não vou mentir: eu amo. Porque não vivi isso com a Mel, sempre apegada ao pai. Então deixa eu curtir meu tutuken chicletes enquanto é tempo.

– Gosta muito de passear, seja no carrinho ou no colo. Melhor ainda se o soltarmos no chão. Mas nem sempre isso é possível porque ele ainda é total sem noção de alturas, descidas e degraus. Sempre temos que estar de mãos dadas com ele.

– A rinite passou um tempo bem controlada e eu estava feliz da vida. Aí as coisas pioraram novamente. Segundo o pediatra deles, temos que atentar para o ambiente e o que ocorre em cada dia, para sabermos o que pode ter causado uma crise.  Continuo tendo todos os cuidados que contei para vocês aqui.

– A APLV (alergia à proteína do leite de vaca – leia aqui) está controlada, ao que parece. Leo não consome nada que contenha leite ou derivados, mas acontece de roubar um biscoito da irmã e enfiar na boca antes que possamos tirar ele. Nessas ocasiões, notamos que: ou dá assadura; ou o intestino fica preso ou aparecem eczemas na pele. Porém, tudo isso acontece com menos intensidade do que antes. A próxima consulta com a alergista que o acompanha é somente no meio de janeiro. Até lá continua tudo como está.

– Falando em leite, quer cada vez menos mamar e é um sufoco. Prefere mil vezes comer e se pudesse ele provavelmente iria comer o tempo todo.

– Das bebidas, ele gosta mesmo é de água, tanto que não toma sucos, come as frutas in natura. Melão, banana, mamão e manga continuam sendo as preferidas.

– Quando sente algo mais sólido na comida (pode ser até um arroz, quando ele decide implicar) tira da boca, olha o que é e come de volta.

– De novidades, nesse mês que passou ele provou (e amou!) tapioca, pêssego e ovos mexidos. Quero falar direitinho da alimentação dele, agora com 1 ano de idade, num próximo post.

– Tem fixação pelos controles remoto e pelo telefone sem fio. Quando consegue pegar, sai correndo. Daí quando tiramos da mão dele (tenho medo por causa das pilhas e tal), ele faz bico e chora.

– Quando estamos com ele no colo e conversando com outra pessoa, ele de repente para e puxa nosso rosto em direção ao dele, do tipo “olhem para mim”.

– Brinca muito com a Mel, mesmo com essa diferença de pouco mais de 3 anos de idade entre eles. Anda ou engatinha atrás dela, brincam de bola, de balão, com as peças de encaixe e dão muita risada um do outro.

– Já a Melanie sacaneia o irmão to-do dia. Pega os brinquedos da mão dele, estraga suas brincadeiras, aperta, abraça, beija, empurra, enfim, um Deus nos acuda. Mas também dá carinho, colo e amor. Ufa.

– Continua tão amoroso e carinhoso que às vezes me pego com ele no colo mesmo sem precisar. Como ele gosta de um chamego, de encostar a cabeça no meu ombro, de abraço e beijo. É tanto amor, que acabo nem ligando para a dor no braço ou na coluna depois.

– Faz que não com a cabeça (own). Ele já fazia isso há algum tempo, mas agora entendeu bem que significa que ele não quer algo. Como no vídeo abaixo. <3

comentários via facebook

7 comments

  1. Muito fofo!! Faz sim, um post sobre a alimentação! Meu bebe vai fazer 11 meses e está nascendo os dentes agora de cima. Nossa que fase… Febre e a alimentação reduziu bastante… Tento não entrar em desespero..

  2. ohhh..que fofo…a Bia também está bem nessa fase ainda nao esta com 13 meses faz dia 03/01 gente mas como tem coisas semelhantes nao é…ela tbm poe tudo na boca aii JESUS…em relação ao mama da noite aqui é engraçado as vezes quer mamar toda hora e as vezes dorme direto….eu noto que quando os dentes estão nascendo daí sim acorda toda hora aff cansativo ne….em relação aos passeios Beatriz quer passear sempre mas quando resolve que cansou mesmo que durma mesmo que descanse no passeio ela fica desinquieta querendo ir pra casa… bom mas eu gosto de saber do desenvolvimento para ter como referencia é bom saber de outras crianças da mesma idade…

  3. Oi, Michele! Tenho acompanhado o Leo desde seu relato de parto. Espero ansiosa pelos registros mensais! Hahah! Tenho uma filha de sete meses e gosto de saber o que me aguarda! Aproveito para dizer que adoro seu jeitino de ser mãe! Parabéns pelo blog e pelos filhotes tã bem cuidados!

deixe seu comentário!